Warrant: o que é e como funciona esse título de garantia

Warrant é um título de garantia utilizado para o investimento em diferentes ativos. Saiba como funciona para investir

o-que-e-warrant

Ainda não conhece o Warrant? Vale se informar sobre ele e as oportunidades de ganhos que gera. Tome como exemplo o mercado de commodities, que pode oferecer retornos atrativos. Afinal, é nesse segmento que o preço de insumos e gêneros alimentícios tem sua principal referência.

O Warrant, nesse aspecto, é o instrumento pelo qual esses produtos são negociados. Milho, açúcar, ouro e óleo cru são alguns deles. Mas esse é apenas um aspecto que você precisa conhecer sobre o conceito. E, neste artigo, você vai ver não apenas as vantagens dele, mas também seus pontos de atenção.

Acontece que, como todo título negociado em bolsa, o Warrant também apresenta oscilações. Assim sendo, é desde sempre um investimento indicado para perfis arrojados, ou seja, para pessoas ou empresas que têm capital excedente e que possam assumir grandes riscos.

De qualquer forma, o pequeno ou médio investidor também pode aplicar recursos nesse tipo de ação.

Se você pretende se tornar um, então, continue a leitura.

Warrant: o que é?

Você sabe o que está por trás da ação de uma empresa?

Se respondeu papéis, acertou – pelo menos metade da questão. Isso porque uma ação não tem uma existência física, sendo um ativo intangível.

O que determina o seu preço é o valor de mercado de uma organização, que por sua vez é taxado conforme diversos indicadores de performance e econômicos.

É nesse sentido que o Warrant (garantia) se diferencia de uma ação comum, embora seja negociado no mesmo mercado.

Isso porque o seu lastro não é o valor fracionado de uma empresa, mas mercadorias físicas estocadas em armazéns gerais.

Então, quer dizer que um Warrant tem mais valor do que uma ação? – você pode estar se perguntando.

Na verdade, esse título de crédito não vale mais, nem menos.

O que acontece é que ele é regulado de forma diferente, já que o que garante o seu valor é a própria mercadoria a ele vinculada.

Portanto, quem detém um Conhecimento de Depósito, que é o nome do título associado ao Warrant, é proprietário de parte de uma carga estocada.

Trata-se de um dos títulos mais antigos de que se tem conhecimento no mundo, já que é regulamentado desde 1903.

Aqui no Brasil, ele é disciplinado pelo Decreto 1.102/03, que estabelece regras para o estabelecimento de empresas de armazéns gerais.

Características de um Warrant

Embora os títulos Warrant sejam negociados no mercado de ações e valores, eles apresentam características peculiares.

A principal delas é, como já destacamos, ser um título. Por isso, ele é endossável e transmissível.

Significa que pessoas físicas ou jurídicas podem assiná-lo em seus nomes e, se assim desejarem, repassá-lo a terceiros.

Uma segunda característica do Warrant é que ele é uma espécie de representação de mercadorias estocadas. Dessa forma, é um título que também funciona como uma garantia de origem. Um Warrant, por sua vez, é emitido pelos armazéns gerais de um município ou de um estado.

Por fim, é um título que transfere parte da propriedade de um lote de mercadorias para o seu investidor.

Entre os certificados de depósito mais comuns, estão os Warrants Agropecuários, representando uma importante fonte de divisas para o agronegócio

Como funciona um título Warrant

Já que os Warrants são emitidos pelos armazéns gerais, é necessário preencher certos requisitos para que sejam reconhecidos pelo Banco Central.

Significa que não basta apenas abrir um depósito e começar a emitir títulos sem qualquer  critério.

Isso porque um Warrant só pode ser emitido por empresas mercantis e que, por essa razão, tenham registro na Junta Comercial.

É mais ou menos como funciona o mercado de ações, no qual predominam grandes empresas e conglomerados de capital aberto.

Portanto, o mercado de Warrants é dominado por companhias de maior porte, ainda que órgãos públicos e empresas independentes possam fazer parte dele também.

Sendo assim, quem adquire um Certificado de Depósito/Warrant recebe o pagamento pelo investimento na data do seu vencimento.

Se, por algum motivo, esse pagamento não for feito, o detentor do título pode protestá-lo, reivindicando a posse da mercadoria.

É importante que fique claro que o vencimento de um Warrant corresponde ao período em que a mercadoria estiver estocada no armazém geral.

Normalmente, esse prazo é de 180 dias (seis meses), podendo ser ou não prorrogado, desde que as partes envolvidas estejam de acordo.

Vantagens e pontos de atenção do warrant

Por mais que seja um papel negociado com base em mercadorias físicas, um Warrant é um investimento de risco, tal como as ações e o mercado de opções.

Logo, para operar com o título de garantia, é preciso ter alguma experiência negociando com esse instrumento ou, pelo menos, contar com a orientação de um especialista.

No mercado de Warrant, os ganhos podem ser bastante expressivos e em intervalos de tempo muito curtos, da mesma forma que os prejuízos.

Assim sendo, antes mesmo de investir, convém traçar uma estratégia e compreender bem os riscos implicados, certo?

Esperamos que este artigo tenha sido útil e o ajude em seus próximos investimentos.

E se precisar de uma força, conte sempre com a Capital Research.

Aproveite para acessar o site e descobrir mais sobre como encontrar as melhores oportunidades de investimento de forma gratuita.

Obrigado pela leitura!

Recomendados

Investimentos

Consultor de Investimentos: O que você precisa saber antes de contratar?

Conheça os diferenciais de um consultor de investimentos e como ele pode ajudar na ...

3 anos atrás

Investimentos

Investimento: saiba como investir seu dinheiro de acordo com o seu perfil

Conheça os principais perfis de investidor, os tipos deinvestimento e saiba como ...

3 anos atrás

Investimentos

Value investing: como escolher ações com o método

O value investing é um dos métodos mais vencedores da bolsa de valores. Entenda ...

3 anos atrás