Put: o que é, diferença para a call e como usar

A put é uma opção de venda de uma ação e serve para proteger ou alavancar seu investimento. Tire suas dúvidas sobre o tema.

Você sabe o que é uma put e como utilizar esse contrato para defender e alavancar seu capital?

Para contextualizar, estamos falando de opções de venda de ativos financeiros no mercado de renda variável (especialmente ações).

Do outro lado, também temos as opções de compra, chamadas de calls

Com essas opções, você consegue limitar suas perdas e maximizar seus ganhos em qualquer cenário, desde que saiba gerenciar os riscos e prever oscilações. 

Por isso, preparamos um guia rápido com tudo o que você precisa saber sobre puts, calls e como operar opções na bolsa.  

Siga a leitura e domine esse mercado.  

O que é uma put

Put é o termo em inglês para “opção de venda”: um contrato que confere ao seu titular o direito de vender um ativo financeiro a um determinado preço em uma data futura. 

A palavra vem da expressão “put up for sale”, que significa colocar à venda. 

Logo, a opção put permite vender ações, commodities, contratos futuros e outros produtos do mercado, com o objetivo de proteger ou alavancar investimentos. 

Opções, no caso, são contratos firmados entre dois investidores, que dão aos seus titulares o direito de comprar (call) ou vender (put) um ativo — vamos ver isso em detalhes mais adiante.

Por ora, você precisa entender que a put determina um valor fixo (chamado de strike da opção) pelo qual o ativo poderá ser vendido no vencimento do contrato. 

No entanto, no momento do vencimento, o investidor pode escolher se irá exercer o contrato ou não, dependendo da variação de preço da ação. 

Ou seja: ele só saberá se é vantajoso concluir a put ao observar as condições do mercado — mas terá a garantia do preço de venda acordado para evitar a perda de capital.

Por isso, as puts são usadas como uma espécie de seguro para minimizar riscos e proteger os investimentos em renda variável.

Compra de put

Ao comprar uma put, o investidor adquire o direito de vender o ativo objeto por um determinado preço, ao atingir a data de vencimento do contrato. 

Geralmente, as opções put são compradas quando há expectativa de queda, pois se valorizam conforme cai o valor da ação. 

É importante não confundir a compra de put com a opção de compra, que se chama call. 

Venda de put

Ao vender uma put, o investidor passa a ter a obrigação de comprar o ativo objetivo, caso o comprador decida exercer seu direito de venda acordado em contrato.

Por essa razão, as puts costumam ser vendidas quando há expectativa de alta, pois deixam de ser vantajosas quando o ativo se valoriza. 

Put ou call?

A call é exatamente o oposto da put: uma opção de compra, que confere ao titular o direito de comprar o ativo objeto do contrato por um determinado preço em uma data futura.

Assim, ao comprar uma call, você pode decidir se vale a pena exercer seu direito e comprar as ações até o término do contrato. 

Do contrário, se você vender uma call, será obrigado a vender o ativo pelo preço estabelecido dentro do prazo, se o comprador assim o quiser. 

Logo, as calls e puts podem ser compradas e vendidas, possibilitando quatro operações diferentes, nas quais o comprador obtém um direito e o vendedor obtém uma obrigação. 

No caso,a principal diferença é que as opções de compra sobem e caem na mesma proporção do valor do ativo, enquanto as opções de venda sobem quando o papel cai e caem quando o papel sobe. 

Como usar puts

Você notou que as puts e calls podem ser usadas para lidar com a volatilidade dos ativos de renda variável?

Basta pensar no mercado de ações, por exemplo, em que a volatilidade é alta e as cotações variam constantemente. 

Nesse cenário, as puts têm duas funções: hedge e alavancagem

Quando você compra uma put, está protegendo seu investimento contra uma possível redução do valor da ação em uma data futura, pois terá o direito de comprar pelo strike acordado mesmo se preço estiver mais baixo — uma operação hedge.

Por outro lado, você também pode especular ao comprar opções de venda com expectativa de queda da ação, como uma forma de operar com menos capital e alavancar seus lucros. 

Da mesma forma, as calls podem ser usadas para defender ou multiplicar seu capital, dependendo do momento do mercado e dos seus objetivos.

Se você dominar o mercado de opções, saberá se proteger das possíveis quedas de ações e ainda rentabilizar sua carteira — seja nas ondas baixistas ou altistas. 

Mas, para isso, é preciso ter conhecimento sobre as dinâmicas desse mercado e saber estruturar suas operações, garantindo a segurança e alto retorno.

Ao assinar a Capital Research, você se aprofunda no mercado de ações e fica por dentro dos ativos mais rentáveis do momento, além de ter acesso a uma carteira de investimentos exclusiva.

Se você quer operar puts e calls com propriedade, comece melhorando seu repertório do mercado financeiro.

Estaremos aqui para ajudar com os melhores insights e recomendações de investimento.

Recomendados

Investimentos

Put e Call: entendendo o básico da Bolsa de Valores

Entenda o que é importante considerar na hora de aplicar seu dinheiro na Bolsa de ...

3 anos atrás

Investimentos

Call: o que é, diferença para a put e como usar

A call é uma opção de compra de uma ação e pode proteger ou alavancar seu ...

2 anos atrás

Investimentos

Back office: importância na empresa e em investimentos

Back office é um importante departamento em empresas e também um cargo atualmente ...

2 anos atrás