Call: o que é, diferença para a put e como usar

A call é uma opção de compra de uma ação e pode proteger ou alavancar seu investimento. Veja como funciona esse derivativo.

Se operar com uma call ou put é novidade para você, está na hora de conhecer melhor o mercado de opções.

Esses contratos são derivativos que conferem direitos e obrigações relacionados à compra e venda de ativos — no caso, as calls são opções de compra. 

Se você achou complexo, não se preocupe: o conceito é mais simples do que parece e vai ajudar muito na sua jornada de investidor

Assim que dominar o assunto, você vai estar apto a usar as opções para proteger e alavancar seus investimentos em renda variável

Siga a leitura e entenda como operar opções. 

O que é uma call

Call é o termo em inglês para opção de compra no mercado financeiro, derivado da expressão “call a stock away”, que significa algo como “convocar a ação para si”. 

Basicamente, é um contrato derivativo que confere ao titular o direito de comprar o ativo subjacente por um determinado preço em uma data futura. 

No vencimento da call, o comprador pode exercer seu direito de comprar o ativo pelo valor acordado, independentemente do preço de exercício.

O vendedor, por sua vez, é obrigado a vender o ativo conforme determinado na opção.

Do lado oposto das calls estão as puts, que são opções de venda e têm o efeito contrário: dão ao titular o direito de vender o ativo pelo preço acordado no prazo de vencimento do contrato.

Assim, as operações de opções são utilizadas para proteger e alavancar investimentos em renda variável, principalmente no mercado de ações.

Ao comprar e vender esses contratos, os investidores conseguem defender seu capital das oscilações contínuas dos preços e especular sobre a valorização de ações. 

Compra de call

Ao comprar uma call, você ganha o direito de comprar o ativo objeto pelo valor predeterminado em contrato.

Dessa forma, você pode investir em ações com expectativa de valorização, por exemplo, sem precisar de muito capital para isso.

Na verdade, você só concretiza a compra se o preço estiver realmente vantajoso no vencimento da call — do contrário, basta não exercer seu direito. 

Ou seja: é uma forma de especular no mercado de ações. 

Por outro lado, se a ação desvalorizar, você também estará protegido da perda de capital — por isso as calls também servem aos propósitos de hedge.  

Venda de call

Ao vender uma call, você será obrigado a vender o ativo em questão pelo preço predeterminado ao comprador, se ele decidir exercer seu direito no vencimento.

Porém, caso o preço de exercício esteja abaixo do valor acordado, significa que a call valerá zero.

Normalmente, os vendedores (lançadores) de calls detêm os ativos e realizam uma “venda coberta” da opção, limitando a alta do seu ativo para garantir o lucro do prêmio.

De modo geral, a venda da call é interessante quando há expectativa de baixa da ação, pois seu valor é diretamente proporcional ao do ativo subjacente.

Ou seja: o valor aumenta conforme a ação sobe e cai na mesma proporção. 

Diferença entre call e put

Como já mencionamos, as puts representam a opção contrária das calls.

De forma resumida, as opções conferem a seus titulares o direito de comprar (call) ou vender (put) um ativo em uma data futura por um preço predeterminado.

Logo, existem quatro operações possíveis com calls e puts:

  1. Compra de call: ganha o direito de comprar o ativo objeto pelo preço predeterminado
  2. Compra de put: ganha o direito de vender o ativo objeto pelo preço predeterminado
  3. Venda de call: se obriga a vender o ativo objeto pelo preço predeterminado
  4. Venda de put: se obriga a comprar o ativo objeto pelo preço predeterminado. 

Logo, quando se opera opções, os compradores possuem direitos e os vendedores possuem obrigações.

No caso, as opções de call são compradas quando há expectativa de alta, pois se valorizam com a alta das ações.

Já as puts são compradas quando há expectativa de queda, pois se tornam mais valiosas conforme as ações atreladas ao contrato caem.

Em qualquer um dos cenários, é possível proteger seus investimentos e multiplicar o capital operando puts e calls. 

Afinal, você pode defender suas aplicações da eventual queda das ações e alavancar os ganhos em cenários de alta, utilizando somente os contratos derivativos. 

Uma forma de lucrar com as calls é vender a opção de compra por um valor mais alto do que o pago para adquiri-la, ou simplesmente exercer seu direito de compra quando a cotação superar o preço de exercício previsto em contrato.

Mas, se o preço do exercício estiver em queda, você também vai perder dinheiro deixando de exercer seu direito — daí a importância de gerenciar os riscos e determinar quanto do seu capital você está disposto a comprometer.

Por isso, antes de se aventurar no mercado de opções, você precisa conhecer muito bem a dinâmica desses contratos e suas estratégias.

A Capital Research pode ajudar com conteúdos exclusivos e acessíveis sobre investimentos, criados por especialistas com ampla experiência no mercado financeiro.

Se quiser aprender a operar puts e calls sem mistério, assine um dos nossos planos e invista com segurança.

Recomendados

Investimentos

Put e Call: entendendo o básico da Bolsa de Valores

Entenda o que é importante considerar na hora de aplicar seu dinheiro na Bolsa de ...

3 anos atrás

Investimentos

Commodities: O que são e como investir?

Não é só de Bovespa que vive o investidor. Vem descobrir como funcionam os ...

3 anos atrás

Investimentos

Ciclo econômico: o que é e como ganhar dinheiro com cada um

É essencial compreender o ciclo econômico para gerir seus investimentos e ganhar ...

3 anos atrás