O que é cálculo pro rata e como ele influencia suas finanças

Entenda como funciona esse cálculo e porque ele está presente nos mais diversos aspectos de nossa vida financeira

O cálculo pro rata é muito utilizado no meio trabalhista, contábil, financeiro e de consumo. A expressão em latim pro rata significa “medido proporcionalmente”, e esse é, basicamente, o seu conceito até hoje.

O termo é utilizado para descrever a divisão proporcional de valores – que vão desde saldos de cobrança de consumo até percentuais de juros – por um determinado período de tempo ou entre um certo número de pessoas.

É a divisão de um valor, usando a proporção como referência.

Consumo

No mercado da prestação de serviços e de cobranças, o cálculo pro rata é feito para se chegar ao valor proporcional referente à primeira ou à última parcela do serviço, por exemplo.

Digamos que o cliente tenha contratado o serviço de televisão a cabo no dia 15, e a fatura fecha no dia 20 de cada mês. Logo, o pro rata desse serviço, nesse mês, será proporcional a 5 dias de serviço. Caso a mensalidade da televisão seja de R$ 60,00, então, supondo que o mês em questão tenha 30 dias, o consumidor terá que pagar R$ 10,00.

É importante ressaltar que o pro rata depende de determinação contratual. Caso contrário, mesmo cancelando os serviços antes da data de fechamento da fatura, ou não fechando totalmente o primeiro ciclo (como no exemplo acima), as empresas podem cobrar o valor cheio. Por essa razão, é preciso estar sempre atento às cláusulas contratuais.

Trabalhista

No meio trabalhista, o pro rata também é muito frequente. O cálculo é utilizado principalmente em casos de funcionários novos ou em rescisão de contrato. Isto se dá pela mesma lógica do contrato de serviços, porque há a probabilidade maior de que, no primeiro ou último mês de trabalho, o funcionário receba apenas o pagamento proporcional ao tempo trabalhado naquele mês.

Financeiro

O pro rata é uma expressão presente diariamente na rotina do mercado financeiro.

Aqui, o método é utilizado com frequência no cálculo de juros e dividendos, sempre que um valor precisa ser dividido entre partes ou de acordo com o tempo.

Nesse caso, o cálculo é um pouco diferente, mas a divisão continua sendo feita proporcionalmente.

  • Dividendos

No caso da distribuição dos lucros de uma empresa entre seus acionistas – os dividendos – o formato mais comum é de rateamento dentro da própria estrutura societária. O que significa dizer que a divisão será feita de modo proporcional à quantidade de ações de cada um.

Sendo assim, se o lucro é de R$ 1000,00 e temos uma acionista com 50%, um segundo com 30% e um terceiro com 20%, eles terão R$ 500,00, R$ 300,00 e R$ 200,00 respectivamente.

  • Juros

Com os juros, quando o credor precisa cobrar os chamados juros de mora, é preciso contar cada dia de atraso no pagamento.

Se os juros simples estabelecidos para uma dívida forem de 1% ao mês e o atraso no pagamento for de 15 dias, o devedor pagará 0,5% de juros sobre o valor da conta.

Esse cálculo também é importante no momento de receber juros de um investimento. Um exemplo é um investimento que paga juros anuais, em que o cálculo dos juros pode ser efetuado mensal ou semanalmente. O cálculo é o valor inteiro dividido pela proporção necessária.

Tipos de pro rata

O pro rata pode ser classificado de duas formas, temporis e die.

 

Pro rata temporis

Em latim, pro rata temporis significa “proporcional ao tempo”. Em vista disso, quando calculamos a distribuição do pro rata temporis, devemos levar em consideração determinado período de tempo – que deve ser superior a um dia.

 Normalmente, esse método é utilizado para calcular prêmio de seguro, pagamento de salário proporcional ao período trabalhado (quando menor do que um mês), contas de um período menor que o usado como referência no contrato.

 

Pro rata die

Também do latim, pro rata die significa “proporcional ao dia”. Como podemos perceber a partir de seu nome, o termo diz respeito somente à divisão feita especificamente com base em um único dia.

É um termo muito usado em análises de fluxo de caixa e contratos.

Importância do Pro rata

O princípio de distribuição proporcional do pro rata está presente nos mais diversos aspectos de nossas vidas financeiras. Desde cálculo de salário e contas de telefone até juros e investimentos.

O conceito interfere até em nosso enriquecimento, principalmente por afetar os investimentos através dos juros e proventos. Por isso, é tão importante estar bem informado e assessorado por meio de um time de consultores como os da Capital Research, para estar por dentro das mais diversas formas de juros cobrados e repartições de valores.

Assim, com o entendimento de algo tão essencial quanto o pro rata, conseguimos nos posicionar melhor no mercado enquanto consumidores e investidores.

 

Recomendados

Investimentos

Cálculo de depreciação: como fazer e qual sua importância

...

3 anos atrás

Investimentos

Taxa mínima de atratividade: o que é e como calcular nos investimentos

Descubra o que é taxa mínima de atratividade (TMA) e por que calcular esse ...

3 anos atrás

Investimentos

TBF: tudo sobre a Taxa Básica Financeira

TBF, ou Taxa Básica Financeira, é um indexador econômico que aparece em diferentes ...

3 anos atrás