Previdência empresarial: principais tipos e vantagens

A previdência empresarial é um benefício vantajoso para empresas e colaboradores. Conheça os principais tipos do mercado.

A previdência empresarial vem se tornando cada vez mais atrativa para colaboradores e empresas. Basicamente, é um plano de previdência privada oferecido como benefício para os funcionários, que pode incluir ou não a participação da empresa nos aportes mensais. 

A vantagem para o funcionário é ter um investimento de longo prazo acessível para garantir seu futuro e não depender só do INSS, enquanto a empresa ganha com a retenção de talentos e aumento da produtividade. A seguir, você confere os principais tipos de previdência empresarial do mercado e seus diferenciais. 

Continue lendo e entenda por que a previdência empresarial está em alta.

O que é previdência empresarial?

Previdência empresarial é um plano de previdência privada oferecido como benefício aos colaboradores, que pode ou não ter participação da empresa em seu custeio. Ao optar por um plano de previdência empresarial, a organização incentiva os colaboradores a construir patrimônio para garantir sua aposentadoria — ou outros objetivos financeiros de longo prazo.

Como em todo fundo previdenciário, há uma fase de acumulação, em que o colaborador faz aportes mensais (geralmente, uma porcentagem de seu salário), e uma fase de usufruto, em que o funcionário poderá receber os recursos acumulados em forma de renda ou por meio de resgates. No caso, a empresa pode optar por contribuir com a mesma quantia aplicada pelo colaborador ou algum outro valor fixo ou baseado em cargo, por exemplo, reforçando sua colaboração com a saúde financeira e futuro do funcionário.

 

Vantagens do plano de previdência empresarial

O plano de previdência empresarial traz inúmeras vantagens para colaboradores e empresas. 

Confira as principais para cada público interessado.

Vantagens para o colaborador

O plano de previdência empresarial vem se tornando cada vez mais atrativo para o colaborador, pois garante uma renda extra para não depender unicamente do INSS no futuro. Considerando a dificuldade que as pessoas têm de economizar dinheiro, a previdência privada é uma forma segura e rentável de investir uma quantia no próprio futuro todo mês — e a tarefa fica ainda mais fácil quando a empresa oferece o plano.

Além disso, quando a empresa contribui com uma parte ou faz o “match” total do aporte, o ganho em longo prazo é ainda maior para o funcionário. Por isso, a previdência privada tem crescido entre as empresas e já está sendo apontada nas listas de benefícios mais desejados por profissionais do mundo todo. 

Vantagens para a empresa

Entre as vantagens da previdência empresarial para as organizações, estão a atratividade do benefício para novos talentos e sua capacidade de reter os colaboradores atuais. Com a crescente valorização desses planos, os colaboradores tendem a aumentar sua performance e engajamento quando são beneficiados com a previdência privada. 

Assim, as empresas conseguem manter seus ativos mais valiosos engajados e leais, além de reduzir o estresse financeiro que prejudica a produtividade. Por fim, há benefícios fiscais para certos tipos de previdência privada, como veremos a seguir. 

 

4 tipos de previdência empresarial 

Existem vários tipos de planos de previdência privada empresarial das categorias VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) e PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre).

Conheça as principais modalidades desse benefício.

Previdência empresarial aberta

A previdência empresarial aberta é um tipo de previdência privada acessível para todos os públicos (pessoas físicas e jurídicas), comercializada por seguradoras. Algumas características desses planos comerciais são a liquidez (facilidade de resgate), opção de portabilidade entre planos e operadoras, e ainda benefícios fiscais como ausência de come-cotas e descontos no IR (para planos PGBL). 

Previdência empresarial fechada

A previdência empresarial fechada, também chamada de fundo de pensão, é um fundo de previdência privada próprio da empresa e exclusivo para seus colaboradores. Nesse caso, a empresa pode optar por criar um fundo de pensão próprio (grandes corporações) ou buscar fundos multipatrocinados (planos fechados que incluem várias empresas). 

Previdência empresarial averbada

Na previdência empresarial averbada, a empresa atua como averbadora do plano coletivo de previdência e as contribuições ficam por conta dos colaboradores. Ou seja: não há contribuição conjunta entre empresa e funcionários, pois a organização é apenas a facilitadora do plano. 

Previdência empresarial instituída

Na previdência empresarial instituída, a empresa não apenas contrata o plano, como também participa do custeio colaborando com parte dos aportes. Esse tipo de plano é vantajoso pelos benefícios fiscais, pois a empresa pode deduzir as contribuições ao plano como despesas operacionais até o limite de 20% da folha de pagamento dos participantes. 

Além disso, a empresa pode determinar as regras de acesso ao dinheiro investido (por exemplo, condicionar o acesso ao valor pago pela empresa conforme o tempo de casa). Ou seja: é a modalidade ideal para criar estratégias de retenção de talentos e redução do turnover. 

Entendeu como funciona a previdência empresarial e quais são as vantagens para empresas e colaboradores? Para conhecer outros investimentos de longo prazo, acompanhe os conteúdos da Capital Research e assine nossa newsletter exclusiva com dicas de ativos promissores no mercado.

Recomendados

Investimentos

Investimento a longo prazo: o que você precisa saber para começar?

Investimento a longo prazo é uma ótima opção para quem quer planejar um futuro ...

3 anos atrás

Investimentos

Longo prazo nos investimentos: o que é e como chegar lá

...

2 anos atrás

Investimentos

Como fazer um planejamento financeiro para o longo prazo

...

2 anos atrás