Mercado fracionário de ações: como funciona e como investir

Descubra como funciona o mercado fracionário de ações e como investir com bons resultados na bolsa de valores.

Mercado fracionário de ações

O mercado fracionário é uma opção de investimento para quem quer investir em ações com poucos recursos. Dito de forma resumida, ele permite que o investidor compre ações sem adquirir o lote mínimo de 100 papéis.

A vantagem é que, com uma liquidez cada vez maior, dá para obter bons ganhos na bolsa de valores a partir do mercado fracionário. Mas, para isso, ter alguns cuidados é fundamental. Neste artigo, você vai descobrir o que é o mercado fracionário, como funciona e quais são as dicas para investir. Boa leitura.

O que é o mercado fracionário

O mercado fracionário é aquele em que as ações podem ser negociadas sem a obrigatoriedade de lote mínimo. Para entender como funciona, primeiro, vamos explicar como funciona o mercado de ações integral. Nele é necessário comprar ativos em lotes de 100. Assim, se uma ação custa R$ 50, por exemplo, o investidor paga R$ 5.000. Então, se comprar dois lotes, gasta R$ 10.000, e assim por diante.

No mercado fracionário, como o próprio nome diz, é possível dividir esses lotes. Assim, o investidor pode comprar 1, 10, 35, 50 ou 99 ações  — quantas ele desejar. Na prática, o mercado fracionário é uma opção para quem está começando a fazer aplicações financeiras em ações e ainda não tem muito dinheiro para investir.

Mesmo que o investidor aplique pequenos valores, eles podem ter uma boa rentabilidade, sobretudo em longo prazo. Também é uma forma de manter a carteira de investimentos diversificada  — uma fator que é essencial ao fazer qualquer tipo de investimento.

Como funciona o mercado fracionário de ações

O mercado fracionário de ações, conforme vimos, funciona a partir da possibilidade de o investidor comprar ações unitárias em quantas unidades quiser, e não em lotes com múltiplos de 100. Só que, ao contrário do mercado integral de ações, no mercado fracionários, existem menos negociações de compra e venda dos ativos.

No livro Entenda o mercado de ações (Elsevier Brasil), Leandro Hirt Rassier afirma que, normalmente, as ofertas de venda no mercado fracionários são ligeiramente mais altas do que no mercado integral.

As ofertas de compra, por sua vez, são mais baixas. “Em outras palavras, no mercado fracionário, o spread, que é a diferença entre as melhores ofertas de compra e venda, é maior”, explica o autor. Isso significa que é preciso tomar cuidado e analisar com atenção as ordens, para aproveitar momentos em que esse spread não é tão alto.

Como investir no mercado fracionário

Para investir no mercado fracionário, basta acrescentar a letra F ao final do ticker  — o código que abrevia e identifica uma ação específica na Bolsa de Valores. Então, vamos supor que o investidor queira comprar a ação BBAS3, do Banco do Brasil. Nesse caso, a operação para o mercado fracionário seria BBAS3F.

Ao fazer essa denominação, o investidor pode escolher quantas ações comprar. Mas atenção: no mercado fracionário, a cotação pode ser diferente daquela apresentada no mercado integral. Portanto, o ideal é buscar a informação antes de realizar a compra para não ter surpresas negativas, uma vez que, no mercado fracionário, as ações podem ter custos mais altos.

Dicas para investir no mercado fracionário de ações

Depois de entender o que é mercado fracionário e como funciona, confira algumas recomendações essenciais para fazer bons investimentos.

Calcule bem

Geralmente, quem investe no mercado fracionário é o investidor que não tem recursos suficientes para comprar um lote inteiro de ações. Por isso, é essencial que ele faça o cálculo de todos os custos para saber, de fato, se a compra vale a pena.

Esse cuidado se deve ao fato de que, dependendo do caso, a corretagem pode tirar um percentual significativo da rentabilidade, principalmente se o investimento tiver um valor baixo. Mas há corretoras que não cobram, e outras que cobram preços baixos. Então, colocar todos os custos na ponta do lápis é uma forma de garantir que você poderá lucrar com a operação mesmo ao pagar as taxas de serviço.

Escolha ações mais líquidas

O mercado fracionário tem uma liquidez menor do que o integral. Por isso, a dica é comprar as ações mais líquidas, de empresas maiores. Em papéis menores, devido à baixa liquidez e ao spread maior, você pode ter dificuldades para vender os ativos no preço desejado.

Diversifique

Tente diversificar a sua carteira de investimentos no mercado fracionário. Se você tem poucos recursos, pode se assustar ao investir todo o dinheiro em uma única ação. Além disso, ao diversificar, mesmo que uma determinada ação não apresente o retorno desejado, você ainda tem outras com as quais pode lucrar.

Busque conhecimento

Em investimentos, quanto mais conhecimento você tiver, melhores serão suas decisões. Então, é bom ficar sempre atualizado e compreender as dinâmicas e práticas do mercado fracionário e da Bolsa de Valores como um todo.

Ler livros, conversar com outros investidores e acompanhar notícias de economia são atividades que fazem a diferença. Nessa jornada, conte com a Capital Research. Aproveite os conteúdos exclusivos do blog para ampliar o seu conhecimento sobre o mercado de ações.

Recomendados

Investimentos

Easynvest ou XP: conheça suas diferenças e semelhanças

...

2 anos atrás

Investimentos

Dumping: Entenda como funciona essa prática maliciosa

Você sabe o que é dumping? Conheça mais sobre os tipos desta prática comercial ...

2 anos atrás

Investimentos

Ebitda: o que é, qual sua importância e como calcular

O Ebitda é um indicador fundamental para decidir se vale a pena investir em uma ...

2 anos atrás