Independência financeira: saiba o que é e como conquistá-la

Saiba como conquistar a tão sonhada Independência financeira.

Independência financeira

A independência financeira é o sonho de muita gente, seja para dedicar mais tempo a um hobby, viajar ou mesmo apenas parar de trabalhar (ou trabalhar menos). As pessoas, no entanto, acreditam que esse é um sonho distante, somente possível para quem ganha salários muito acima da média ou herdou alguma fortuna.

A realidade, porém, é que a independência financeira está muito mais próxima das pessoas do que elas acreditam. Para isso basta um pouco de planejamento, foco e determinação. Quer sair do vermelho e realizar seus sonhos? Continue acompanhando este artigo!

Estágios da independência financeira

1.   Liberdade em curto prazo

Esse é um primeiro estágio, que significa que você possui dinheiro suficiente para viver um curto prazo, no mesmo padrão que atualmente, sem necessitar de salário, que varia de dois meses a um ano. Seria então uma reserva de emergência.

2.   Independência de contas

Trata-se de ter todas as dívidas quitadas, sem contas em atraso e pagar todas elas à vista a partir daí.

3.   Liberdade de emprego

Neste estágio, a pessoa tem dinheiro suficiente para viver por um bom tempo sem dificuldades. Caso ela passe por uma mudança de carreira, por exemplo, ela poderá realizar essa transição de maneira confortável, sem pressão.

4.   Independência total

Este é o último estágio, no qual você consegue viver somente com os rendimentos de suas aplicações. Ou seja, seus retornos superam de forma segura os seus gastos mensais.

Diferenças entre independência e liberdade financeira

A liberdade financeira é a liberdade que uma pessoa tem de tomar decisões no campo das finanças com mais tranquilidade, como, por exemplo, escolher um emprego pela questão da identificação mais que pelo salário. Quando uma pessoa tem um grau de liberdade financeira, ela pode direcionar seu foco para a construção de patrimônio, por exemplo.

Já a independência financeira é mais difícil de atingir, sendo a total possibilidade de viver apenas dos rendimentos das aplicações, tomando outras decisões de maneira muito mais fácil, como a compra de imóveis, a realização de viagens, entre outros.

É importante dizer que nem a liberdade e nem a independência financeira significam parar de trabalhar. Elas apenas são estados em que essa decisão pode ser tomada mais facilmente. No entanto, continuar trabalhando é sempre a melhor opção, já que possibilita aumentar ainda mais o patrimônio.     

Dicas para conquistar a independência financeira

1.   Faça um planejamento financeiro

Essa é uma tarefa simples, mas extremamente importante para a independência financeira. É preciso saber exatamente o quanto você gasta e quanto obtém de renda mensalmente. Existem aplicativos de celular muito simples para realizar esse planejamento, e você gastará muito pouco tempo.

2.   Crie um limite de gastos

Criar um valor limite para se gastar mensalmente faz com que você tome as rédeas de seus gastos e consiga criar estratégias para reduzi-los. O ideal é estabelecer limites para cada área: lazer, alimentação, saúde, energia, etc.

3.   Tenha uma reserva de emergência

É recomendável ter uma reserva financeira de boa liquidez, ou seja, que possa ser resgatada a qualquer momento, sem desvalorizar. O ideal é que ela cubra os gastos de aproximadamente seis meses.

4.   Faça um investimento

Encontre uma boa corretora, conheça o seu perfil de investidor e invista! Diversifique seus ativos entre renda fixa e faça um aporte mensal.

Investimentos indicados para quem busca a independência financeira

Vamos supor que o seu objetivo seja a aposentadoria daqui a 25 anos. Assim, baseado no seu padrão de vida atual, calcule o quanto você precisará para cobrir os gastos dos anos seguintes (calcule um pouco a mais, já que seus gastos com saúde aumentarão). Estipule por exemplo que você viverá até os 90 anos, calcule o montante que você precisará e divida pelos 25 anos que você precisará economizar.

Invista preferencialmente em renda fixa: fundos, tesouro direto, CDB, etc. Tenha uma pequena parte investida em fundos variáveis, como ações, para tentar obter um pouco mais de retorno, correndo um pouco mais de risco. Acompanhe sempre esses investimentos e reavalie a sua estratégia quando necessário.

Como calcular a sua independência financeira?

Uma estimativa de cálculo para conquistar a independência financeira é a seguinte:

Quantia necessária = gastos anuais / (juros reais/100)

Os juros reais são a porcentagem de rendimento de sua aplicação, fora o IPCA.

Exemplo: O IPCA está em 3% ao ano e o seu rendimento é de 6%. Os juros reais serão de 3%.

Se seus gastos anuais forem de R$ 36.000, a conta fica assim:

36.000 / 0,03

Ao considerar que os seus gastos anuais totalizam R$ 24.000 e os juros reais das suas aplicações são de 4%, substituindo na equação:

Patrimônio necessário = 24.000 / 0,04

Assim, para conquistar a sua independência financeira, o seu patrimônio deverá ser de R$ 1.200.000.

Vale lembrar que esse cálculo pressupõe que seu patrimônio servirá de herança e não leva em conta a expectativa de vida (o que significa que tem uma folga grande). Você pode consultar especialistas para realizar um cálculo mais adequado às suas pretensões.

Quer saber mais sobre investimentos? Acesse o site da Capital Research, inscreva-se e receba nossos relatórios!

Recomendados

Investimentos

PQO : como é o processo de certificação na B3

A certificação PQO atesta o conhecimento de quem atua no mercado financeiro e ...

2 anos atrás

Investimentos

Empresas listadas na B3: quais são e como investir?

Está pensando em investir em ações mas não sabe como começar? Veja o que é a ...

3 anos atrás

Investimentos

O que é B3SA3 e como investir

Com crescimento sólido, as ações da B3 tem sofrido grande procura entre ...

3 anos atrás