Fundo de emergência: passo a passo para construir sua reserva financeira

Um fundo de emergência pode salvar suas finanças em imprevistos. Confira um guia com os passos para construir o seu.

O fundo de emergência não é para ser lembrado só quando você precisa daquele dinheiro extra. Afinal, se for assim, você dificilmente terá a quantia necessária quando um imprevisto surgir.

Essa é uma reserva fundamental para criar finanças pessoais sólidas e trazer mais segurança para seu orçamento.

O valor pode ser acumulado de maneira organizada e sem pesar tanto no seu bolso. Assim, com disciplina e planejamento, você consegue formar sua reserva financeira e ter dinheiro para utilizar quando for mais necessário.

Que aprender tudo sobre fundo de emergência e como construir o seu? Siga a leitura!

O que é fundo de emergência?

Para entender o que é fundo de emergência e por que você precisa de um, basta fazer uma breve reflexão sobre situações inesperadas, mas que podem acontecer.

O carro precisou de uma manutenção que não é coberta pelo seguro. O encanamento de casa teve que ser trocado às pressas. Apareceu uma despesa médica de última hora, que não é paga pelo plano.

Se você já passou por uma dessas situações, todas elas ou algo semelhante, sabe como gastos não previstos podem ser um tormento para as contas.

O trabalho de organização financeira realizado por anos pode ir por água abaixo com uma despesa fora do orçamento. É exatamente para esses casos que existe o conceito de fundo de emergência. A reserva é um valor acumulado para ser utilizado em situações que fogem do controle orçamentário.

Assim, o fundo de emergência é uma quantia de dinheiro reservada unicamente para gastos incomuns, emergenciais e imprevistos.

Como funciona um fundo de emergência?

Não dá para a gente prever quando as despesas inesperadas vão aparecer e, muito menos, o valor a desembolsar com elas, não é mesmo? 

Ter uma reserva não garante proteção total contra imprevistos financeiros. Contudo, criar um fundo de emergência trará mais segurança e conforto para enfrentar situações atípicas envolvendo as suas contas. 

A reserva financeira funciona como uma espécie de “colchão” que amortece os efeitos de gastos inesperados. O quanto mais você conseguir se preparar e aumentar esse colchão, menor será o impacto de contas e dívidas inesperadas.

Como fazer um fundo de emergência

Criar uma reserva é relativamente simples. E você pode fazer de maneira cautelosa. Mas é preciso ter atenção a alguns detalhes, para conseguir acumular um valor significativo, que realmente tenha utilidade. Veja, assim, como fazer um fundo de emergência e ter a quantia certa para o seu orçamento.

 

1. Organize seu orçamento

É difícil mensurar o valor dos gastos imprevistos, certo? No entanto, o seu orçamento precisa ser o mais organizado e previsível possível.

A partir da organização das suas fontes de renda e despesas, será possível estimar um fundo de emergência e planejar a sua consolidação.

Ou seja, você precisa colocar na ponta do lápis todos os seus recebimentos: salários, retiradas, rendimentos, benefícios e outros. Em seguida, deve listar todos gastos rotineiros, como alimentação, moradia, transporte, educação e saúde.

Agora, você tem o seu orçamento estruturado e sabe o quanto cada uma dessas contas representa para as suas finanças. Só com esses valores atualizados você consegue estimar o quanto poderá poupar, mensalmente, para formar sua reserva financeira.

E de que tamanho ela deve ser? No mínimo, o fundo de emergência deve cobrir 6 meses de gastos, considerando os valores apurados.

 

2. Estime um fundo de emergência

Nesta etapa, você vai definir o quanto esperar reservar. Essa é uma conta que pode levar em consideração vários fatores, como montante total, tipos de cobertura e prazo para formar o fundo.

Ou seja, estabeleça um objetivo para a reserva financeira e em quanto tempo espera formá-la.

Por exemplo: uma pessoa deseja ter um fundo de emergência equivalente a R$ 6 mil. Sua função será assegurar a capacidade de honrar gastos inesperados da família, casa e carro. A meta é formar a reserva em 12 meses.

 

3. Poupe mensalmente

Para cobrir gastos imprevistos, você não precisa comprometer seu orçamento atual. Por isso, planejamento é muito importante para montar sua reserva de emergência.

Com base no seu orçamento e estimativa do fundo, divida o valor total em parcelas mensais que caibam no seu bolso. Seguindo mesmo exemplo de antes, o formador da reserva terá que poupar R$ 500 por mês, durante 1 ano, para conseguir chegar ao fundo de R$ 6 mil.

 

4. Invista

O fundo de emergência é uma quantia que só deve ser usada em gastos imprevistos. Mas, nem por isso, o valor precisa ficar guardado “debaixo do colchão”.

Uma boa forma de não perder dinheiro e garantir a reserva é fazer investimentos com o valor poupado. Ou seja, aqueles R$ 500 reais mensais que você economiza podem ser aplicados em modalidades seguras e que vão agregar rendimento.

O ideal é que você aplique em ativos de alta liquidez. Dessa forma, você poderá resgatar o fundo sempre que for necessário. A seguir, você vai conferir os melhores investimentos para aplicar a sua reserva financeira.

Melhores investimentos para fundo de emergência

Estes são alguns investimentos que funcionam bem para a construção de um fundo de emergência:

  • CDB – Certificado de Depósito Bancário, especialmente com liquidez diária
  • Tesouro Direto – Tesouro Prefixado, Tesouro Selic e Tesouro IPCA+
  • Fundos DI – Fundos de investimento atrelados ao CDI.

Investimentos com liquidez diária são os mais indicados para colocar sua reserva de emergência. O mais importante é observar a facilidade de transformar o ativo em “dinheiro em caixa”. Afinal, o principal objetivo do fundo é a disponibilidade financeira para situações imprevistas.

Mesmo nesses casos, observe atentamente as condições dos investimentos, como remuneração e taxas.

Viu como pode ser simples estimar e formar seu fundo de emergência? Conheça outras dicas financeiras valiosas acompanhando a Capital Research.

Recomendados

Investimentos

Reserva de Contingência: saiba o que é e sua importância

Ter uma reserva de contingência é importante para qualquer empresa, organização ...

3 anos atrás

Investimentos

Quanto ter na reserva de emergência? Confira aqui!

Na hora de um imprevisto, é importante estar preparado! Entenda a reserva de ...

2 anos atrás

Investimentos

O que é investimento com liquidez diária e por que ele é essencial na carteira

O investimento com liquidez diária é ideal para a sua reserva de emergência. ...

2 anos atrás