O que é investimento com liquidez diária e por que ele é essencial na carteira

O investimento com liquidez diária é ideal para a sua reserva de emergência. Entenda o que é e por que incluir na sua carteira.

O investimento com liquidez diária merece um espaço no seu portfólio, pois garante que uma parte do seu dinheiro esteja sempre disponível. Além de oferecer rentabilidade, esse tipo de aplicação dá a liberdade de resgatar ou vender o ativo na hora que você precisar.

Então, se você quer investir, mas está com receio de precisar do dinheiro a qualquer momento, a solução é procurar opções com baixa liquidez e bom retorno. Neste artigo, vamos explicar como funcionam os investimentos com liquidez diária e dar alguns exemplos de ativos do mercado.

Continue lendo e entenda a importância desse tipo de investimento. 

O que é investimento com liquidez diária

O investimento com liquidez diária é um ativo que pode ser vendido ou resgatado no mesmo dia. Ou seja: é possível transformá-lo em dinheiro rapidamente, no momento em que o investidor precisar. 

De modo geral, as aplicações com alta liquidez são as mais flexíveis para os investidores, pois oferecem a liberdade de deixar o dinheiro investido e poder recuperá-lo a qualquer momento, se necessário. Já os investimentos com baixa liquidez impõem restrições para o resgate antecipado, determinando um prazo maior para retirada do valor ou perdas proporcionais. 

No entanto, é importante observar que a liquidez e rentabilidade costumam caminhar em sentidos contrários. É uma das regras básicas dos investimentos: quanto mais tempo você deixa o valor investido, maior será o retorno. Logo, é comum que aplicações com rendimentos maiores tenham liquidez mais baixa. 

Mesmo assim, é possível equilibrar os dois indicadores e obter um bom retorno no investimento com liquidez diária.

3 investimentos com liquidez diária 

Se você quer investir, mas precisa do dinheiro disponível para qualquer imprevisto, os investimentos com liquidez diária são a opção ideal.

Conheça alguns ativos populares dessa categoria.

1. CDB 

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um dos títulos de renda fixa mais populares do mercado. Ao comprar um CDB, você “empresta” dinheiro ao banco e recebe de volta com juros (que podem ser prefixados ou pós-fixados).

Vários CDBs oferecem liquidez diária sem perda de rentabilidade para o resgate antes do vencimento. Mas, é importante notar que esses títulos não costumam ultrapassar 100% do CDI — para ganhar acima, é preciso abrir mão de um pouco de liquidez.

2. Tesouro Direto

Os títulos públicos do Tesouro Direto atraem investidores por sua segurança, rentabilidade superior à poupança e liquidez diária garantida pelo Tesouro Nacional. Ou seja: você pode vender seu título a qualquer momento, pois o Tesouro se compromete a recomprá-lo imediatamente. 

Mas atenção: com exceção do Tesouro Selic, os títulos variam diariamente e sofrem marcação a mercado. Por isso, é preciso ficar atento à cotação do título no dia para não perder dinheiro, caso você decida vendê-lo antes do vencimento. 

3. Fundo DI

Há vários fundos de investimentos com boa liquidez, como o fundo DI, que muitas vezes permite o resgate do valor investido no mesmo dia. Trata-se de um fundo de renda fixa conservador, que aplica o dinheiro em ativos de baixo risco e rentabilidade atrelada a indicadores como Selic ou CDI.

Por não estarem tão expostos à volatilidade, esses fundos conseguem oferecer liquidez diária aos cotistas — em alguns casos, o dinheiro leva de dois a cinco dias para ficar disponível.

Ações são investimento de liquidez diária?

Na categoria de renda variável, a ação pode ser considerada um investimento com liquidez diária, no caso dos papéis mais fáceis de negociar. 

O que determina a liquidez de uma ação é basicamente sua demanda na bolsa — se houver compradores interessados, a venda será imediata.

Mas é importante lembrar que o investidor leva três dias para receber o dinheiro após a venda de uma ação. 

Além disso, o risco é muito maior do que nos ativos de renda fixa, pois não há garantia de rentabilidade e a volatilidade é alta — então, se você vai precisar do dinheiro no curto prazo, esqueça essa opção. 

Por que adotar o investimento com liquidez diária 

O investimento com liquidez diária deve fazer parte da carteira de todo investidor, dos mais conservadores aos mais arrojados. Afinal, é essencial que você tenha acesso imediato garantido a uma parte do seu capital, para qualquer imprevisto financeiro.

É a chamada reserva de emergência, que deve garantir sua sobrevivência por no mínimo 6 meses no caso de eventos inesperados como demissões, perdas patrimoniais e crises econômicas. Esse montante deve ser aplicado em um investimento com liquidez diária, para que seu dinheiro não fique parado, mas permaneça sempre disponível. 

Assim, você terá rentabilidade e liberdade para usar o dinheiro a qualquer momento. Mas, como vimos acima, é importante que a aplicação tenha baixo risco para ser usada como reserva de emergência. 

E claro, essa deve ser apenas uma parte do seu portfólio, que precisa ser diversificado e incluir ativos com diferentes graus de liquidez, rentabilidade e risco para gerar os retornos esperados. Na carteira da Capital Research, por exemplo, você combina ações, renda fixa e fundos imobiliários para formar uma carteira campeã — com direito a recomendações dos melhores analistas.

Recomendados

Investimentos

Saiba o que é liquidez e como isso impacta em seus investimentos

Entenda mais sobre esse termo muito importante no mercado financeiro e como afeta os ...

3 anos atrás

Investimentos

Liquidez e Rentabilidade: entenda melhor a diferença entre esses termos financeiros

Saiba mais sobre esses conceitos fundamentais do mercado financeiro e como se ...

3 anos atrás

Investimentos

Liquidez Seca: conheça esse indicador pouco conhecido

Indicador de liquidez auxilia a manter saúde financeira das empresas ao apontar ...

3 anos atrás