Drawdown: o que é e qual o impacto na análise de riscos

Calcular a queda no valor de um ativo em relação a sua cotação máxima pode ser uma boa forma de escolher os melhores investimentos.

Drawdown

Não importa se você é um investidor iniciante ou experiente, se optou por adquirir Ações de grandes empresas ou se comprou cotas de um Fundo Imobiliário: independentemente do tamanho da prática ou da opção escolhida, investir requer estratégia – especialmente se o investimento é em Ativos de Renda Variável. A aplicação será em curto, médio ou longo prazo? Qual é a meta de uso do lucro que deseja alcançar? Já identificou o seu perfil de investidor (e sua tolerância a riscos)? Essas são só algumas perguntas pertinentes a se fazer antes de montar uma boa estratégia de investimentos.

🡪 Aprenda como escolher um fundo de investimento!

À procura das melhores táticas, investidores da Bolsa de Valores utilizam diversos indicadores e métricas populares no mercado financeiro para avaliar o desempenho dos Ativos que possuem ou que almejam comprar. Uma dessas métricas – e que ao mesmo tempo configura um dos maiores receios de qualquer investidor – é o Drawdown. Ou, em bom português, o rebaixamento de valor que um investimento teve em relação a sua máxima cotação durante um período de tempo.

O que é Drawdown

Ainda que temido por estar associados a perdas, o Drawdown é uma ferramenta muito útil para que o investidor reforce sua estratégia de investimentos e administre seus Ativos de forma eficaz. Como você deve saber, o investimento de Renda Variável não só vai acumulando capital ao longo do tempo como também perde capital em alguns períodos. Imagine um investimento que começou com R$ 5 mil, atingiu cotação máxima de R$ 20 mil, caiu para R$ 15 mil e agora está cotado em R$ 18 mil. Como corresponde à maior porcentagem de queda de um investimento após atingir seu valor máximo, – neste caso, de R$ 20 mil para R$ 15 mil – o Drawdown no período foi de 25%.

O Drawdown é usado por investidores atuantes da Bolsa de Valores principalmente para medir o histórico de volatilidade e instabilidade de um investimento e compará-lo com os de outros Ativos. Em teoria, quanto menor for o Drawdown de uma aplicação, mais estável ela é. O cálculo do Drawdown é feito com a divisão do valor máximo do investimento pelo valor mínimo do investimento e depois subtrair um. Ele pode ser representado pela seguinte fórmula:

Drawdown = valor máximo (pico) / valor mínimo (vale) – 1

Muitas vezes causador de pânico entre investidores, o Drawdown é um fenômeno natural na flutuação de valores do mercado de capitais e deve ser encarado como um instrumento de análise para adotar boas estratégias.

Qual o impacto do Drawdown no investimento

Trata-se de uma boa métrica para avaliar o quão bem-sucedida está sendo sua estratégia de investimentos. Se o cálculo do Drawdown resultar em um valor alto, significa que o investidor está correndo riscos e deve rever a estratégia com que está atuando na Bolsa de Valores. Um Drawdown muito alto também significa maior dificuldade para recuperar o valor que foi perdido.

Obviamente é muito difícil de antecipar quando o Ativo está em sua cotação máxima e chegou a hora de vendê-lo. Se essa oportunidade chegou e não foi aproveitada, calcular e acompanhar o Drawdown é essencial para saber o quanto falta para que o Ativo se recupere e volte ao patamar de valor máximo. É importante não se desesperar e saber quando a queda é aceitável: registre e analise todas as suas operações para identificar as causas do Drawdown e procure diversificar os investimentos para acelerar o processo de recuperação.

O que é um Máximo Drawdown de um ativo

Dentro do conceito de Drawdown, é possível analisar diversos tipos de rebaixamento no valor dos investimentos. Um dos métodos mais utilizados é o Máximo Drawdown (MDD), ou seja: a porcentagem máxima, durante um período, na queda de valor do Ativo – e as consequentes perdas na aplicação de um investidor. O MDD mede a cotação máxima (o pico) em relação à cotação mínima (o vale) e exprime, em forma percentual, o valor da queda.

Aprenda a analisar o Drawdown

Feito o cálculo do Drawdown, analise-o observando alguns aspectos:

Relevância: qual o valor do Drawdown? Quanto maior for a queda, mais riscos o investidor está correndo;

Tempo: a Máxima Duração do Drawdown exprime o tempo que demora para o investimento voltar para a cotação máxima após a queda;

Período: o investidor deve estar atento ao período que em que o investimento está sendo observado para fazer a análise correta. 

Após observar essas questões, faça uma média do Drawdown de cada investimento que analisou e utilize esse resultado para avaliar as opções mais estáveis e decidir em quais vale a pena investir, manter ou vender.
Saiba mais sobre como investir conferindo o Guia do Investimento da Capital Research!

Recomendados

Investimentos

Bacen: entenda o que é e como essa instituição afeta seus investimentos

O Bacen é uma instituição do sistema financeiro responsável por controlar a ...

3 anos atrás

Investimentos

Canal de distribuição: o que é, tipos e como analisar

Saiba o que é canal de distribuição e confira como pode interferir em seus ...

3 anos atrás

Investimentos

Como investir em debêntures: conheça melhor essa opção de investimento

As debêntures são mais uma opção para você diversificar seus investimentos. ...

2 anos atrás