Demonstração do resultado abrangente: o que é e para que serve

A DRA é extremamente importante para qualquer empresa e precisa ser elaborada com muito cuidado

Existem diversas maneiras de administrar os números da sua empresa. Um dos métodos mais populares é a Demonstração do Resultado Abrangente (DRA), que ajuda a esclarecer o real lucro do negócio.

Mas o que é exatamente a Demonstração do Resultado Abrangente? Quais os principais motivos para fazer uma? O que deve-se incluir? Confira tudo neste artigo!

 

O que é demonstração do resultado abrangente?

 Regulamentada em 2009 pelo Comitê de Pronunciamento Contábil (CPC), a Demonstração do Resultado Abrangente ou simplesmente a DRA, é uma ferramenta que tem como finalidade esclarecer com exatidão os valores relacionados ao patrimônio das empresas.

Essa demonstração é realizada primordialmente para que os acionistas e investidores tenham o real entendimento dos números financeiros da companhia. Com as informações relacionadas ao setor financeiro disponibilizadas, as decisões dos proprietários, diretores ou profissionais responsáveis fica muito mais fácil.

 

Principais motivos para fazer uma demonstração do resultado abrangente?

 A demonstração do resultado abrangente é fundamental por diversos motivos. Como já citado, um deles é apresentar esses dados para os profissionais responsáveis pela área administrativa e financeira, além de investidores e acionistas.

Com essas informações é possível comparar a progressão das DRAs para compreender os pontos positivos e negativos da companhia, o que precisa ser melhorado, possíveis reduções de gastos, entre outras diversas coisas.  Além disso, expõe a situação da empresa, que pode ser uma forma de atrair novos investidores, acionistas ou profissionais qualificados.

A DRA também possibilita os gestores e demais envolvidos consigam enxergar a empresa de forma macro, detalhando cada uma das etapas que envolvem a companhia. Compreendendo esses dados, a visualização das informações consequentemente torna-se mais acessível, pois esse fluxo segue uma sequência lógica.

Diante de todos esses motivos, fica fácil compreender que a demonstração do resultado abrangente é um dos documentos contábeis mais primordiais para o bom funcionamento da companhia, podendo ser utilizada por diversas pessoas, desde os gestores até o governo.

 

O que deve estar incluso em uma DRA?

No momento de criar uma DRA, é fundamental fazer um documento que esclareça todas as informações, pois será destinado também para pessoas externas, que não necessariamente possuem conhecimento contábil.

De acordo com a CPC 26, aprovado pelo Conselho Federal de Contabilidade estabelece que este documento deve incluir alguns itens indispensáveis, como:

  • Resultado líquido de um determinado período;
  • Outros resultados abrangentes classificados segundo sua natureza;
  • Parcela dos outros resultados abrangentes de empresas investidas reconhecida por meio do método de equivalência patrimonial;
  • Resultado abrangente do período.

Além disso, a DRA precisa ser criada com extremo rigor técnico, seguindo as Normas e Princípios Brasileiros de Contabilidade.

 

 

Se quer mais informações sobre Bolsa de Valores e Investimentos, assine nosso newsletter abaixo!

Recomendados

Investimentos

Ação Vale: saiba as informações principais e o que pode afetar em seu valor

Conheça mais sobre a VALE3, código das ações da Vale, e entenda quais fatores ...

3 anos atrás

Investimentos

Bacen: entenda o que é e como essa instituição afeta seus investimentos

O Bacen é uma instituição do sistema financeiro responsável por controlar a ...

3 anos atrás

Investimentos

CDI: conheça tudo sobre um dos principais parâmetros de rentabilidade do mercado

CDI é a principal taxa de referência para a avaliação da rentabilidade de ...

3 anos atrás