Declarar Fundo Imobiliário no Imposto de Renda: Guia Completo

Quer saber como declarar fundo imobiliário no Imposto de Renda? Então aprenda como em nosso guia completo para a declaração!

Na hora de declarar fundo imobiliário no Imposto de Renda, é comum surgirem muitas dúvidas. E para evitar problemas, é importante que elas sejam solucionadas antes de preparar a declaração e enviar para a Receita Federal. 

Afinal, qualquer erro pode fazer com que você caia na malha fina e tenha complicações com o governo. 

Para ajudar você a preencher o formulário corretamente, elaboramos este guia completo para fazer a declaração de fundos imobiliários sem erros. 

No final, você vai perceber que esse procedimento é mais fácil do que parece. Vamos lá?

Passo 1: Saiba quais informações precisa declarar

O primeiro passo para declarar fundo imobiliário no Imposto de Renda corretamente é ter em mãos os dados sobre os investimentos. Por isso, antes de preencher a declaração do IR, reúna as seguintes informações: 

  • Último dia útil do ano calendário;
  • Valor do lucro ou prejuízo das movimentações dos fundos no ano;
  • Total dos rendimentos recebidos no ano calendário base;
  • Nome do fundo imobiliário;
  • CNPJ dos fundos imobiliários ou da administradora do fundo investido;
  • Valor do custo de aquisição da cota do fundo imobiliário;
  • Quantidade de cotas dos fundos imobiliários com preço médio.

Passo 2: Baixando o software da Receita Federal

Com as informações corretas, o segundo passo é instalar o software no site da Receita Federal. Anualmente, a Receita lança um programa específico para a declaração do ano corrente. Ele é gratuito e disponível nas versões para desktop e mobile

Confira abaixo o passo a passo de como instalar o software nessas duas modalidades. 

 

Software da Receita Federal – Desktop

O software da Receita Federal está disponível para os principais sistemas operacionais, como Windows, Linux, Mac e Solaris. 

  1. Acesse o site da Receita Federal;
  2. Na seção “Computador”, clique no sistema operacional do seu equipamento;
  3. Clique em “Programa IRPF 2020”;
  4. Salve o programa no computador e aguarde a instalação ser concluída;
  5. Após a instalação ser finalizada, clique em cima do arquivo e inicie a execução do programa; 
  6. Será aberta uma nova janela na tela, clique em “Sim” e depois em “Avançar”;
  7. O sistema vai indicar um local para salvar o programa no computador. O ideal é aceitar a sugestão do local e depois clicar em “Avançar”;
  8. Escolha a opção “adicionar atalho na área de trabalho”;
  9. Clique no ícone na área de trabalho para executar o programa e iniciar o preenchimento da declaração. 

Em computadores com sistemas operacionais antigos, será necessário instalar a versão 1.8 “Máquina Virtual Java”. O programa será indicado automaticamente pelo sistema no início da instalação. Para tanto, basta seguir as indicações para instalar o programa Java e, em seguida, o da Receita Federal. 

 

Software da Receita Federal – Mobile 

Também há possibilidade de instalar o programa da Receita Federal no smartphone ou tablet. Confira o passo a passo: 

  1. Na App Store pesquise pelo aplicativo “Meu Imposto de Renda” na versão Android ou iOS;
  2. Clique no botão “Instalar” e aguarde a instalação do aplicativo;
  3. Após finalizar, clique no ícone do aplicativo no smartphone ou tablet;
  4. Comece a preencher a declaração.

Confira como declarar investimentos no Imposto de Renda

Passo 3: Como colocar as informações no software da Receita Federal

O terceiro e último passo para declarar fundo imobiliário no Imposto de Renda é preencher o formulário com as informações sobre: os rendimentos recebidos, posição em FIIs e ganho de capital. Veja os passos necessários. 

 

Declaração de proventos recebidos 

Embora os fundos imobiliários sejam isentos de imposto de renda, é necessário declarar os rendimentos obtidos para a Receita. Veja o passo a passo desse procedimento: 

  1. Abra o programa da Receita Federal;
  2. Selecione a opção “Rendimentos isentos e não tributáveis” na coluna esquerda;
  3. No campo “Tipo de Rendimento”, clique na opção “26 – Outros”;
  4. Informe o número do CNPJ do fundo;
  5. Digite o nome do fundo;
  6. Informe o valor do provento. 

É importante destacar que deve ser declarado o valor de cada provento individualmente. Isso significa que não é necessário somar o valor de todos os rendimentos e declarar de uma única vez. As quantias podem ser consultados no extrato da corretora ou o CEI na B3. 

Confira aqui 5 investimentos livres do Imposto de Renda.  

Declaração da posição 

O próximo passo é declarar a posição dos FIIs ao término do ano de referência. Na prática, se o investidor declarar fundo imobiliário no Imposto de Renda referente a 2019, deve constar as posições do dia 31/12/2019. 

Confira o passo a passo de como realizar essa etapa: 

  1. Acesse o software da Receita Federal; 
  2. Localize no lado esquerdo do menu a opção “Bens e Direitos”;
  3. No campo “Código” selecione a opção “73 – Fundo de Investimento Imobiliário”;
  4. Em “Localização”, opte por “105 – Brasil”;
  5. Na seção “Discriminação”, declare as seguintes informações: número de cotas, nome do fundo, CNPJ do fundo, corretora de valores e valor total da posição;
  6. No campo “Situação em” informe o custo total das cotas. Para tanto, confira o valor do custo médio por cota informado pela corretora e multiplique pela quantidade total de cotas. 

Contudo, se o investidor não tiver adquirido novos fundos no ano base, ele pode repetir os dados informados no ano anterior. Afinal, o custo de aquisição das cotas ainda continuará o mesmo. O procedimento deverá ser repetido para os fundos imobiliários que o investidor tiver posição. 

Descubra como investir certo no fundo imobiliário FIGS11

Declaração do ganho ou prejuízo de capital 

Por fim, é preciso declarar fundo imobiliário no Imposto de Renda sobre eventuais ganhos ou prejuízos do capital. Dessa forma, quem vendeu cotas e obteve lucro ou prejuízo deve fazer o seguinte procedimento: 

  1. Acesse o programa da Receita Federal; 
  2. No lado esquerdo do menu, localize a opção “Renda Variável”;
  3. Clique em “Operação com Fundos Imobiliários”;
  4. Insira os ganhos ou prejuízos obtidos de cada mês nos campos “Resultado Líquido do Mês” e “Resultado Negativo do Mês” respectivamente. 

Calcular os lucros das cotas de fundos imobiliários é muito simples. É preciso apenas subtrair do valor da venda os custos de aquisição e operacionais, o resultado é o que deve ser declarado no sistema. 

Agora que você aprendeu como declarar fundo imobiliário no Imposto de Renda, não deixe de declarar os seus rendimentos e evite cair na malha fina. 

Mas, se você ainda sente dúvidas sobre como fazer esse procedimento envie uma mensagem para nossa equipe e receba todas as orientações.

Recomendados

Investimentos

SDIL11: Conheça o fundo imobiliário SDI Logística Rio

SDIL11 é um fundo de investimento imobiliário (FII). Saiba como funciona e conheça ...

2 anos atrás

Investimentos

Fundo de dólar: o que é e por que investir

Investir em fundo de dólar pode diversificar sua carteira e proteger o patrimônio ...

2 anos atrás

Investimentos

XPML11: o que é, características e como investir

Entenda o que é XPML11, como funciona esse fundo imobiliário e quais são suas ...

2 anos atrás