Fundo de dólar: o que é e por que investir

Investir em fundo de dólar pode diversificar sua carteira e proteger o patrimônio da variação cambial. Entenda como funciona.

O fundo de dólar é uma opção prática para diversificar sua carteira e proteger seu patrimônio da perda de poder de compra do real. Ao optar por esse fundo de investimento, você aplica seu dinheiro em ativos relacionados à moeda norte-americana e conta com uma gestão profissional. 

Se você tem negócios no exterior, quer proteger seu poder de compra frente à variação do dólar ou simplesmente quer ampliar os investimentos para o cenário internacional, esse tipo de fundo pode ser interessante. Para ajudar na decisão, vamos detalhar o funcionamento do fundo de dólar, suas vantagens e riscos

Continue lendo e entenda por que investir em fundos cambiais. 

O que é um fundo de dólar

O fundo de dólar, ou fundo cambial, é um fundo de investimento composto por ativos atrelados à moeda norte-americana. Para entrar nessa categoria, o fundo deve ter pelo menos 80% do seu patrimônio investido em ativos relacionados a moedas estrangeiras como dólar, euro e libra.

Esse tipo de fundo já foi visto como um produto para investidores qualificados, mas hoje está muito mais acessível, permitindo aportes iniciais a partir de R$ 500,00. Por isso, são uma alternativa prática para quem quer investir na variação do dólar e proteger seu patrimônio da variação cambial sem ter que comprar ou vender moedas e mini contratos futuros

No entanto, é importante lembrar que a volatilidade cambial eleva os riscos desse tipo de investimento. Por isso, antes de investir em um fundo de dólar, é importante levar seu perfil de investidor e objetivos em consideração.

Como funciona um fundo de dólar 

O fundo de dólar funciona como qualquer outro fundo de investimentos: os recursos de vários cotistas são aplicados em conjunto nos ativos relacionados a moedas e geridos por um profissional. Assim, os ganhos são divididos entre os participantes na proporção do valor aplicado. 

Naturalmente, o fundo de dólar acompanha a performance da moeda norte-americana — o que pode levar a mudanças bruscas na cotação, já que o câmbio é um dos indicadores econômicos mais difíceis de prever. Além disso, esses fundos costumam ter alta liquidez, permitindo resgates dos recursos em poucos dias. 

As taxas também são as mesmas praticadas nos fundos de modo geral, incluindo a taxa de administração e de performance. Em relação à tributação, incide o Imposto de Renda (somente sobre os rendimentos) e o IOF, seguindo o modelo de cobrança do IR em curto ou longo prazo. 

Por que investir em fundo de dólar

Há duas principais razões para investir em fundo de dólar: diversificação e proteção do patrimônio. 

Veja se você se encaixa em algum dos critérios. 

Proteção da variação cambial

O fundo de dólar é altamente recomendado para quem deseja proteger seu poder de compra dos efeitos da variação cambial. Entram nesse grupo os investidores que têm compromissos recorrentes em dólar (Ex: donos de importadoras), viagens marcadas para o exterior ou qualquer despesa prevista em dólar.

Além disso, é possível fazer operações de hedge cambial para proteger investimentos locais em aplicações de renda variável ou outros ativos que tenham correlação com moedas

Diversificação da carteira

Para os investidores de perfil moderado e arrojado, o fundo de dólar é uma opção prática para diversificar a carteira de investimentos. Ao optar por um desses fundos, você dilui os riscos de investir apenas no Brasil e pode evitar cenários de instabilidade econômica.

Além disso, é comum que as quedas da bolsa coincidam com a alta do dólar — e ter dinheiro aplicado no fundo de dólar pode minimizar as possíveis perdas nesses momentos. 

Como investir em fundo de dólar

Uma das vantagens de investir em fundo de dólar é justamente a praticidade, pois você só precisa fazer as aplicações e acompanhar a gestão dos recursos. Para isso, basta abrir sua conta em uma corretora habilitada, transferir o dinheiro e escolher um fundo cambial compatível com seu perfil e objetivos — como você faz com outros fundos de investimento.

Na hora de escolher o fundo de dólar, é importante avaliar o nível de risco do portfólio, verificar a aplicação mínima, analisar o histórico de rentabilidade e a considerar a liquidez oferecida. Outro aspecto essencial é checar o benchmark do fundo de dólar, que normalmente é a taxa de câmbio (no caso do dólar, a Ptax). 

Então, será que o fundo de dólar é interessante para compor sua carteira? Você pode avaliar melhor esse e outros investimentos com as análises exclusivas da Capital Research, além de acessar uma carteira completa e balanceada para diversificar seus ativos e maximizar os resultados.

Recomendados

Investimentos

10 livros para o investidor sobre mercado financeiro

Opções de leitura não faltam para quem quer investir. Veja lista com 10 livros ...

2 anos atrás

Investimentos

5 melhores podcasts para ouvir e aprender mais sobre negócios

Na Era dos Podcasts não faltam opções para quem está buscando dicas sobre ...

2 anos atrás

Investimentos

5 sites de notícias para acompanhar o mercado

Buscar informações atualizadas e confiáveis é fundamental para entender as ...

2 anos atrás