Cotação do Petróleo: como é feita e como barris são negociados

Entenda como investir em petróleo e como sua cotação impacta diretamente a vida da população.

cotação do petróleo

A cotação do petróleo é um assunto constante nos veículos de imprensa, quase como a cotação do dólar. Isso porque o preço do barril de petróleo afeta diretamente a toda a população, influenciando no preço de seus derivados, como óleo diesel e gasolina e, assim, consequentemente, no transporte e nas mercadorias em geral. Dessa forma, a cotação do petróleo é essencial para análises econômicas em geral.

Entenda como é feita a cotação do petróleo

A cotação do petróleo é o seu preço em um determinado momento, no mercado no qual está sendo negociado, como resultado da oferta e da demanda da commodity no mercado. Sua unidade de medida é dólares por barril.

As cotações mais acompanhadas são o West Texas Intermediate (WTI), que representa o petróleo americano, negociado na bolsa de Nova York; e o Brent Crude Oil, o petróleo europeu, negociado na bolsa de Londres. Ambos, no entanto, são altamente correlacionados e costumam seguir a mesma tendência de preço.

O que mais influencia a cotação do petróleo

Segundo a Administração de Informações de Energia dos Estados Unidos, em 2018, foram produzidos 100,89 milhões de barris de petróleo por dia, sendo os maiores produtores (com as devidas porcentagens):

  • Estados Unidos: 18%
  • Arábia Saudita: 12%
  • Rússia: 11%
  • Canadá: 5%
  • China: 5%
  • Iraque: 5%
  • Irã: 4%
  • Emirados Árabes Unidos:4%
  • Brasil: 3%
  • Kuwait: 3%

Mudanças nesses países, e também nos países consumidores, afetam o preço do barril de petróleo. Vale lembrar também que 15 dos maiores produtores se juntaram para formar um cartel e assim combinar a cotação do petróleo, formando a OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo). Seus membros são:

  • Angola
  • Argélia
  • Gabão
  • Guiné Equatorial
  • Líbia
  • Nigéria
  • Gabão
  • Venezuela
  • Equador
  • Arábia Saudita
  • Emirados Árabes Unidos
  • Irã
  • Iraque
  • Kuwait
  • Catar

Além de combinar os valores, a OPEP tem como um de seus objetivos a concorrência com os Estados Unidos. Por isso, escolhe manter os preços mais baixos.

Dessa forma, as decisões da OPEP influenciam muito na cotação do petróleo, além de outros fatores, como:

  • Crises e recessões econômicas
  • Escândalo envolvendo as empresas produtoras
  • Estoques dos países consumidores
  • Reservas petrolíferas
  • Tensões geopolíticas
  • Fatores ambientais

Como negociar barris de Petróleo na bolsa de valores

O petróleo, assim como outras commodities, costuma ser negociado na forma de contratos de mercado futuro, cada um deles composto por 100 barris, com o valor em dólares. São contratos derivativos, já que derivam do preço do barril e do dólar. Os contratos futuros possuem uma data de vencimento, embora possam ser vendidos antes dela, além de sofrer uma grande volatilidade durante esse período, já que os acordos sofrem ajustes diários.

Saiba mais sobre as possibilidades do mercado futuro!

Onde acompanhar a variação da cotação do petróleo

Alguns sites possibilitam acompanhar a cotação do petróleo em tempo real:

Quer receber atualizações diárias sobre o mundo dos investimentos? Então assine a newsletter da Capital Research!

Recomendados

Investimentos

Drawdown: o que é e qual o impacto na análise de riscos

Calcular a queda no valor de um ativo em relação a sua cotação máxima pode ser ...

2 anos atrás

Investimentos

Dólar paralelo: o que é e como funciona essa operação

Operações com dólar paralelo ocorrem no chamado mercado negro, sem autorização ...

2 anos atrás

Investimentos

Entenda a diferença entre Dólar Comercial, Turismo e Paralelo

Saiba, de uma vez por todas, a diferença entre as cotações do Dólar Comercial, ...

2 anos atrás