VRTA11: Tire suas dúvidas sobre o Fundo Imobiliário Fator Verita

O VRTA11 é mais um fundo imobiliário para a sua carteira. Conheça regras e rentabilidade para avaliar o investimento.

Se o investimento em fundos chama a sua atenção, vale a pena conhecer o VRTA11.

Essa é mais uma opção de FII (Fundo de Investimento Imobiliário) que pode marcar presença na sua carteira.

E, para tirar todas as suas dúvidas e favorecer uma decisão segura, preparamos um artigo completo sobre o Fundo Imobiliário Fator Verita.

Siga a leitura para conferir informações relevantes sobre características, condições de contratação, rentabilidade, dividendos e taxas.

Vamos em frente?

O que é o fundo VRTA11?

VRTA11 é o código que representa o Fundo Imobiliário Fator Verita na B3, a bolsa de valores oficial do Brasil. 

Suas cotas são destinadas principalmente a aplicações financeiras em investimentos de renda fixa do segmento imobiliário.

O FII é do tipo papel. Ou seja, os valores captados e acumulados no fundo são investidos em títulos e valores mobiliários diversificados. 

Assim, o VRTA11 consegue reunir diferentes aplicações, proporcionando a boa rentabilidade da renda variável, com a maior segurança de ativos de renda fixa.

A Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) é a responsável por classificar os fundos de investimento. 

Segundo ela, o VRTA11 é categorizado como gestão ativa

Isto quer dizer que ele é gerenciado por uma administradora ou gestora que pode coordenar as aplicações financeiras. 

Dessa forma, os ativos são alocados de acordo com as estratégias que a gestão considera mais relevantes para aumentar a rentabilidade do investimento.

Constituído como condomínio fechado, o Fundo Imobiliário Fator Verita tem prazo de duração indeterminado e é regido, além disso, pelas disposições legais e regulamentares que lhe forem aplicáveis.

Como o VRTA11 funciona

O FII é administrado pelo Banco Fator S.A. e gerido pela organização Fator Administração de Recursos Ltda. 

Lançado em 2010, ele foi constituído como um fundo cujo objetivo era, principalmente, fazer a negociação com Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI).

De lá para cá, o Fundo Imobiliário Fator Verita passou a adquirir novos títulos imobiliários.

Entre eles, LCI (Letras de Crédito Imobiliário), LH (Letras Hipotecárias) e cotas de FII, de FIDC (Fundo de Investimento em Direitos Creditórios) e outros fundos de investimento classificados como renda fixa e debêntures.

Depois que os resultados dos ativos forem auferidos e apurados segundo o regime de caixa, os rendimentos devem ser distribuídos aos cotistas. 

Assim, pelo menos 95% dos lucros resultantes das operações devem ser divididos entre os investidores do FII e entregues até o 10º dia útil imediatamente posterior ao mês da aplicação.

Dados gerais sobre o VRTA11

Agora, vamos falar sobre as taxas que incidem sobre o VRTA11.

O FII tem algumas regras específicas sobre os valores que o cotista deve descontar de seus rendimentos.

Dentre eles, está a taxa de administração de 1,5% ao ano, no 1º ano do fundo. 

Depois dos primeiros 12 meses, o valor passa a ser de 1,0% ao ano, aplicado sobre o valor de mercado com o mínimo de R$ 25 mil mensais.

Além disso, o VRTA11 é taxado quanto à performance, sendo 20% sobre a diferença positiva entre a rentabilidade do fundo e o benchmark (que é de IGPM + 6,0% ao ano).

Dividendos do VRTA11

O último Dividend Yield do Fundo Imobiliário Fator Verita foi de 0,65%

Isso quer dizer que os dividendos pelo FII foram à taxa de 0,65% em relação ao valor pago pela cota. 

Confira, a seguir, o mais recente histórico de dividendos pagos pelo VRTA11:

Proventos

Último

3 meses

6 meses

12 meses

Desde o IPO

Retorno por cota

R$ 0,8100

R$ 2,3600

R$ 4,4300

R$ 10,3100

R$ 109,3064

Em relação ao valor de cota atual

0,68%

1,97%

3,69%

8,59%

91,09%

 

Rentabilidade do VRTA11

O FII administrado pelo Banco Fator chegou a acumular R$ 17,41 em rendimentos por cota em 2016. 

Atualmente, os valores ficam em uma média de R$ 0,83 por papel a cada período. 

Observe como foram os últimos pagamentos do VRTA11:

Data
Base

Data
Pagamento

Cotação
Base

Rendimento

28/02/20

13/03/20

R$ 125,00

R$ 0,81

31/01/20

14/02/20

R$ 132,00

R$ 0,78

30/12/19

15/01/20

R$ 143,00

R$ 0,77

29/11/19

13/12/19

R$ 129,40

R$ 0,64

31/10/19

14/11/19

R$ 126,99

R$ 0,72

30/09/19

15/10/19

R$ 122,00

R$ 0,71

30/08/19

13/09/19

R$ 134,60

R$ 0,85

31/07/19

15/08/19

R$ 153,79

R$ 0,94

28/06/19

15/07/19

R$ 148,54

R$ 1,02

31/05/19

14/06/19

R$ 141,61

R$ 1,05

 

Rendimentos Anuais por Cota

Agora, é o momento de entender o valor anual de rendimentos do VRTA11.

Como adiantamos, 2017 foi o melhor ano desse fundo.

Para entender exatamente a qual valor cada investidor tem direito, é preciso multiplicar pelo total de cotas que ele possui.

Ano

Rendimentos

2015

R$ 10,76

2016

R$ 17,41

2017

R$ 10,56

2018

R$ 10,31

2019

R$ 10,7

O VRTA11 vale o seu investimento?

Antes de responder se o VRTA11 vale a pena, é importante que você se questione quais são seus objetivos com o investimento. 

Por isso, organize e planeje suas finanças para encontrar valores que sejam satisfatórios a você.

O Fundo Imobiliário Fator Verita tem suas taxas de administração e performance. Assim, fique de olho nos valores e suas variações. 

No geral, o VRTA11 apresenta bons resultados quanto ao pagamento de dividendos e rentabilidade.

Então, analise seu planejamento orçamentário, as taxas e os rendimentos do Fator Verita para investir com tranquilidade.

O conhecimento que adquiriu neste artigo e que está disponível em outros textos do blog fazem diferença na hora de investir.

Aplique seu dinheiro com segurança e rentabilidade, aprendendo mais com a Capital Research.

Recomendados

Investimentos

SDIL11: Conheça o fundo imobiliário SDI Logística Rio

SDIL11 é um fundo de investimento imobiliário (FII). Saiba como funciona e conheça ...

2 anos atrás

Investimentos

IFIX: Entenda o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários

Semelhante ao Ibovespa, indicador aponta o desempenho médio do mercado de fundos de ...

2 anos atrás