IFIX: Entenda o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários

Semelhante ao Ibovespa, indicador aponta o desempenho médio do mercado de fundos de aplicações em imóveis

Quem deseja aplicar dinheiro no mercado financeiro costuma se deparar com uma variada gama de opções na hora de montar sua carteira de investimentos. Dependendo do perfil e dos objetivos pessoais de cada um, pode se optar por títulos de Renda Fixa ou aplicações de Renda Variável, que por sua vez se ramificam em investimentos que vão desde Certificados de Depósito Bancário e Debêntures até ações na Bolsa de Valores, commodities e imóveis, para citar só alguns. 

Entre essas alternativas estão os Fundos de Investimentos – e uma das possibilidades que eles oferecem referem-se justamente aos imóveis: são os Fundos de Investimentos Imobiliários (FII).

🡪 Entenda o que são e como funcionam os Fundos de Investimentos

🡪 Vale a pena investir em imóveis?

Diferença entre IFIX e FII
Assim como nos outros tipos de fundos, os Fundos de Investimentos Imobiliários (FII) ocorrem quando um grupo de investidores realiza uma aplicação em conjunto seguindo uma estratégia que potencializa os possíveis lucros pelo maior aporte de recursos – dinheiro este que fica sob a administração de um gestor especializado. No caso, os investidores estão aplicando em imóveis sem de fato adquirir um, recebendo cotas correspondentes ao valor que gastaram. Portanto, o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX) nada mais é que um indicador do desempenho médio das cotações destes Fundos Imobiliários. 

– Fundos de Investimentos Imobiliários (FII): é quando um grupo de investidores aplica seus recursos em empreendimentos imobiliários (ou títulos correspondentes a eles) e recebe cotas em troca – o que elimina a necessidade de fazer a manutenção do imóvel, possivelmente um Shopping Center, um hospital, um prédio, etc. 

Aplicação de Renda Variável, oferece boa liquidez e pode resultar em retorno acima ou abaixo da expectativa. Negociados pelas instituições financeiras autorizadas na Bolsa de Valores ou no Mercado de Balcão, cada FII possui regras particulares de rentabilidade, custos administrativos, tributação e resgate do dinheiro.

– Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX): assim como o Ibovespa é o índice que mede o desempenho geral das ações na Bolsa de Valores Brasileira, o IFIX é o índice que aponta o desempenho geral das cotas dos FIIs oferecidos pelas corretoras de valores na Bolsa e no Mercado de Balcão. Revisto a cada quatro meses, o IFIX reflete o desempenho do mercado de fundos imobiliários e as variações de preço de seus ativos.

Fundos que compõem o IFIX
Existem alguns critérios para que o FII seja incluído na avaliação do IFIX – como ele é refeito a cada quatro meses pela própria Bolsa, os fundos que deixam de cumprir esses parâmetros são retirados e os que passam a atender as normas são incluídos. Para o Fundo de Investimento Imobiliário em questão compor o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários, ele precisa atender os seguintes critérios:

– Estar entre os FIIs mais negociados na Bolsa de Valores;
– Não ter cotação média abaixo de R$ 1 (classificado como Penny Stock)
– Ser negociado em 60% dos pregões ao longo das três avaliações/carteiras anteriores;
– Não ter tido seu valor total resgatado pela instituição responsável pelo fundo.  

–> Confira todo os Fundos de Investimentos Imobiliários que compõem o IFIX!

É possível investir em IFIX?
Da mesma forma que pode se investir no desempenho do próprio Ibovespa, é normal imaginar que seria possível investir no desempenho do Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários. No entanto, isso ainda não é possível, pois não existe um Exchange Traded Funds (ETF) que replique o desempenho do IFIX. É por meio de ETFs específicos que os investidores aplicam recursos em índices de desempenho, como o Ibovespa. Por enquanto, a função do IFIX é ser um ótimo indicador de desempenho do mercado de fundos imobiliários.

Riscos e retornos de investir em fundos do IFIX
– Como são de Renda Variável, a possibilidade de retorno dos FIIs pode ser acima ou abaixo da expectativa;
– Possuem boa liquidez;
– Isenção de impostos em alguns casos;
– Acessíveis, não é necessário possuir o valor total de um imóvel (o custo é dividido entre os cotistas) e nem fazer manutenção do mesmo;
– Os fundos cobram taxas de manutenção variadas;
– Há regras também variadas para fazer o resgate do dinheiro;
– Não há garantia de retorno: estão sujeitos aos riscos do mercado, como crises políticas e econômicas, taxas de juros, desvalorização da moeda, etc.

Saiba mais sobre fundos de investimentos
A Capital Research é uma casa independente que recomenda apenas o que acreditamos ser o melhor para o investidor. Nosso objetivo é ajudar você a escolher as melhores aplicações de forma rápida e direta, sem economês. Para isso, possuímos um time de analistas com anos de experiência que acompanha diariamente o mercado financeiro e traz as melhores análises e recomendações de investimentos.

Acompanhe nosso blog e fique por dentro das melhores informações e notícias mais quentes do mercado financeiro! Abra sua conta e tenha acesso ainda a conteúdo exclusivo e gratuito sobre investimentos e finança! Aproveite e assine nossa Newsletter para ter acesso também a análises diárias do cenário financeiro nacional e internacional!  

Recomendados

Investimentos

IPCA: como o principal índice de inflação da economia afeta seus investimentos

IPCA, ou índice de preços ao comsumidor amplo é o principal indicador da ...

3 anos atrás

Investimentos

Mini-índice: O que é e como operar?

É possível operar com as melhores ações do Mini-índice tendo pouco dinheiro para ...

3 anos atrás

Investimentos

Índice de Basileia: o que é e como calcular

O Índice de Basileia é um indicador utilizado para análise do nível de ...

2 anos atrás