VPA: o que é o Valor Patrimonial por Ação e como calcular

VPA, ou Valor Patrimonial por Ação, é um indicador bastante utilizado na análise fundamentalista para o investimento em ações. Saiba tudo sobre ele.

O Valor Patrimonial por Ação – ou apenas VPA – indica o valor do patrimônio líquido de uma empresa distribuído entre as ações comercializadas. O número permite a comparação entre o valor de mercado e o patrimonial, propriamente dito.

Ao analisar o VPA, investidores conseguem avaliar se o preço praticado está dentro de suas expectativas. Além disso, os negociadores têm maior clareza sobre o momento adequado para a compra e venda dos papéis.

Mas vale alertar que o valor patrimonial das ações não deve ser avaliado isoladamente. É sobre isso que vamos tratar neste artigo. Veja, então, tudo sobre o VPA e saiba quais outras informações considerar ao investir em renda variável.

O que é VPA – Valor Patrimonial por Ação?

Para falar do Valor Patrimonial por Ação (VPA), é preciso primeiro entender outro conceito. O patrimônio líquido (PL) de uma empresa é o resultado de suas operações. Em linhas gerais, somados todos os ativos e passivos de uma companhia, o que resta é chamado de PL. Em empresas de capital aberto – que comercializam ações -, o PL é destinado à remuneração dos sócios e acionistas.

Assim, o VPA é o valor que cada uma dessas cotas representa no volume total do PL. Em outras palavras, o Valor Patrimonial por Ação é o total do PL dividido pelo número de ações de uma S/A.

Para que serve o VPA

A análise do Valor Patrimonial por Ação permite ao investidor comparar o preço de mercado de uma ação com o valor real que ela tem dentro da estrutura contábil da empresa.

Vamos ver um exemplo para entender melhor? Considere que uma S/A disponibiliza títulos e que o valor para sua compra é de R$ 30. Porém, seu VPA está em R$ 15. Ou seja, o mercado está acenando que tem disposição para pagar 2 vezes mais o valor do VPA. Isso pode dar indícios sobre a boa qualidade do papel e, ao mesmo tempo, significar problemas de venda lá na frente.

O que diferencia um cenário do outro será a situação da empresa em questão frente aos mercados. Por isso, é importante conhecer o Valor Patrimonial da Ação, mas não tomá-lo como único índice a ser analisado. Ele é apenas um dos indicativos sobre o título.

Outros dados também precisam ser criteriosamente analisados, como informações sobre a saúde financeira da empresa, planos de investimento, índices de rentabilidade e diversos outros. Todos eles devem ser considerados antes da compra ou venda do ativo.

Como calcular o Valor Patrimonial por Ação

O cálculo para descobrir o VPA é simples. Como vimos, basta dividir o valor do patrimônio líquido da corporação pelo número total de ações. Esses dados são públicos e podem ser encontrados facilmente na internet.

O Valor Patrimonial por Ação pode ser assim descoberto:

  • VPA = Patrimônio Líquido / Número de ações.

Como exemplo, considere os dados sobre a Vale: 

  • PL = R$177.706.044.000
  • Número de Ações = 5.284.474.770.

Aplicando a fórmula, chegamos ao seguinte dado:

  • VPA = R$ 177.706.044.000 / 5.284.474.770
  • VPA = R$ 33,63.

Ou seja, o patrimônio líquido da empresa é fracionado em mais de 5 bilhões de ações. Naquele momento, cada uma delas representa uma cota de R$ 33,63 do resultado financeiro da empresa.

Como analisar uma ação a partir do VPA

No exemplo citado acima, conseguimos chegar ao VPA. Mas o que isso quer dizer? Depois de calcular o Valor Patrimonial por Ação, é interessante fazer, ainda, uma outra conta: o comparativo do preço de mercado em relação ao VPA.

Analisa-se, então, o quanto a ser pago por um título é maior ou menor do que seu correspondente VPA. Para chegar a esse dado, basta dividir o valor da aquisição pelo patrimonial.

Assim, se o preço de mercado de uma ação ordinária da Vale é de R$ 48,08, o cálculo fica dessa forma: R$ 48,08 / R$ 33,63.

No caso da Vale, o mercado está propenso a pagar 43% a mais do VPA em um título da empresa. Ou seja, o papel valorizou. Caso o preço em oferta fosse de R$ 25,10, por exemplo, haveria desvalorização do papel de cerca de 25% em relação ao valor patrimonial. Isso não quer dizer, necessariamente, que o investidor deve comprar a ação da Vale neste último caso ou vender quando ela está mais alta do que o VPA.

Como vimos ao longo de todo o artigo, o indicador é apenas um dos parâmetros que devem ser analisados para a negociação do ativo. O VPA pode, ainda, ser utilizado para fazer comparação entre diferentes papéis.

Assim, pegando o indicador de vários títulos de renda variável, o investidor consegue avaliar o que é mais adequado a seu perfil. Dessa forma, o Valor Patrimonial por Ação é um dos indicativos sobre a qualidade do investimento. Além dele, fique de olho em outras informações importantes para a definição da compra ou venda de títulos de renda variável.

No blog da Capital Research, falamos sobre tudo o que você precisa conhecer para investir com mais segurança em ações. Aproveite para acessar nosso site e descobrir mais sobre como encontrar as melhores oportunidades de aplicar seu

Esta informação pode ser atualizada oportunamente.

Recomendados

Investimentos

Aprenda como calcular prestações, de forma rápida e prática

Calcular suas prestações é essencial, não importa qual seu ramo de negócios. ...

3 anos atrás

Investimentos

Contas patrimoniais: o que são, exemplos e classificação

Entenda o que são contas patrimoniais e como podem ser muito úteis para sua ...

3 anos atrás

Investimentos

Descubra o que é e como funciona o wealth management

Você sabe o que é wealth management e como aumentar seu patrimônio com ...

3 anos atrás