O que é e como calcular a Taxa Referencial?

Mesmo tendo sido mais relevante no passado, a Taxa Referencial ainda influencia muitos tipos de investimentos.

Taxa Referencial

Muito conhecida como TR, a Taxa Referencial é um dos indicadores da economia brasileira. Criada no início dos anos 1990, durante o mandato de Fernando Collor de Mello na Presidência da República, ela foi pensada originalmente como uma forma de remediar a hiperinflação. Ou seja, era uma medida de correção monetária que evitaria que o dinheiro do cidadão perdesse valor a cada mês. O que era uma medida paliativa para a época, no entanto, segue em vigor até hoje com funções distintas.

Para se ter uma ideia da mudança que ocorreu, em 1993 a TR anual ficou em absurdos 2474,74%; após a criação do Plano Real, a taxa foi diminuindo gradualmente. Em 1997, já estava em 9,78%; em 2004, 1,82%; e, desde 2018, chegou a 0% ao ano.

Atualmente, a Taxa Referencial é usada como valor de referência para o cálculo de rendimento de algumas aplicações importantes como:

  • Títulos Públicos (Tesouro Direto).
  • Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
  • Caderneta de Poupança.
  • Financiamentos imobiliários.

Como a Taxa Referencial atua nos investimentos e por que você deve conhecê-la?


Apesar de não ter a mesma importância de anos passados, A Taxa Referencial impacta diretamente algumas das aplicações mais populares no Brasil na forma de indexador.     É importante que o investidor tenha, ao menos, noção do que é e como funciona a TR em cada caso, especialmente se ele planeja investir nessas opções.  Veja abaixo.    

Caderneta de Poupança: o cálculo para definir o rendimento da Poupança é baseado tanto na Taxa Referencial quanto na Taxa Selic, da seguinte forma:

    
– Se a Taxa Selic estiver acima de 8,5% ao ano, o rendimento da Poupança será de 0,5% ao mês mais a Taxa Referencial.    
– Caso a Taxa Selic fique abaixo de 8,5% ao ano, a Poupança irá render 70% da Taxa Selic mais a Taxa Referencial.

    
Financiamentos Imobiliários: a TR se aplica somente sobre o financiamento de imóveis do programa Sistema Financeiro de Habitação (SFH) da Caixa Econômica Federal. O valor do financiamento é corrigido por juros que são definidos pela própria Caixa mais a Taxa Referencial.

FGTS: o rendimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, um direito do trabalhador brasileiro para que ele obtenha recursos em situações de demissão ou falta de emprego, é calculado em 3% ao ano mais a Taxa Referencial.

Títulos de Capitalização:      são aplicações oferecidas por bancos cujos rendimentos estão atrelados à Taxa Referencial correspondente ao tempo em que o dinheiro ficou aplicado — como a TR está próxima de 0%, os títulos estão rendendo pouco.

Títulos Públicos: alguns títulos do Tesouro Direto emitidos pelo Governo Federal, o NTN-H e o NTN-P, têm seus rendimentos atrelados à Taxa Referencial.

Como calcular a Taxa Referencial


O Banco Central (BC) calcula, tanto diariamente quanto mensalmente, a Taxa Referencial usando a seguinte fórmula:

*R = a+b x TBF, onde:
R = é o redutor.
a = valor fixo igual a 1,005.
b = depende do valor da TBF.
TBF = Tarifa Básica Financeira.    

>>>Veja também: Taxa de redesconto: o que é e como funciona no Brasil.

    
Descoberto o valor do redutor, é preciso substituir os respectivos valores na fórmula abaixo para se chegar à TR:

*TR = 100 x [ ((1 + TBF)/R) – 1]

Parece complicado? Para simplificar a tarefa do cidadão, o BC oferece em sua página uma calculadora para verificar a Taxa Referencial a cada dia.

>>> Veja também: Cálculo da TIR: como usar a Taxa Interna de Retorno.

Diferença entre TR Diária x TR Mensal

A diferença é que a TR Mensal é a soma de todas as TR diárias daquele mesmo mês. Ou seja: a TR é calculada diariamente para, no fim do mês, chegar ao seu valor mensal definitivo.

Sobre a Capital Research

A Capital Research é uma casa independente que recomenda apenas o que acreditamos ser o melhor para você. Nosso objetivo é te ajudar a escolher os melhores investimentos de forma rápida e direta, sem economês. Para isso, possuímos um time de analistas com anos de experiência que acompanha diariamente o mercado financeiro e traz as melhores análises e recomendações de investimento.

Abra sua conta e tenha acesso a conteúdo exclusivo e gratuito sobre investimentos! Aproveite e assine nossa Newsletter para ter acesso a análises diárias do mercado.

Recomendados

Investimentos

Aporte mensal: o que é e qual a importância nos investimentos

Aporte mensal é uma estratégia de investimento que mira maiores rentabilidades ao ...

3 anos atrás

Investimentos

Bullish: o termo que todo mundo quer ouvir no mercado financeiro

Mercado operando em alta e clima de otimismo entre acionistas tem nome: bullish. ...

3 anos atrás

Investimentos

Confira aqui uma fórmula de juros para ajudar você a conhecer melhor seu empréstimo

Entenda como calcular juros simples e juros compostos e aprenda uma fórmula que ...

3 anos atrás