Aporte mensal: o que é e qual a importância nos investimentos

Aporte mensal é uma estratégia de investimento que mira maiores rentabilidades ao prever reforços mensais no valor aplicado. Saiba mais.

Realizar um aporte mensal pode fazer uma grande diferença nos seus investimentos. Ao criar o hábito de aplicar uma quantia de dinheiro todo mês, seus rendimentos podem ser ampliados de forma considerável. Algumas modalidades de aplicação, no entanto, não conseguem absorver o novo aporte ao montante inicialmente investido. Por isso, é importante saber qual tipo de investimento que se adapta bem ao valor poupado e reinvestido. Veja, neste artigo, como o aporte mensal pode ser melhor utilizado para fazer seu dinheiro render.

O que é aporte mensal em investimentos?

Exemplo:

Considere que uma pessoa tem R$ 10.000 para fazer um investimento. Além desse valor, ela consegue reservar 20% de sua renda mensal, que é de R$ 5.000, para investir mensalmente. O objetivo é injetar esse valor por 120 meses seguidos. Ou seja, o investidor em questão fará uma aplicação inicial de R$ 10.000 e, a esse valor, acrescentará R$ 1.000 todos os meses por 10 anos.

Se ele estudar uma boa forma de investimento, poderá ter ganhos significativos com o aporte mensal. Afinal, com o acúmulo de dinheiro sendo realizado mês a mês, os juros compostos vão atuar sobre um investimento cada vez maior. Consequentemente, os ganhos também serão maiores.

No primeiro mês, a rentabilidade será de R$ 10 mil. No segundo mês, os juros incidirão sobre R$ 10 mil + R$ 1 mil. No terceiro mês, os rendimentos serão calculados sobre R$ 11 mil, acrescidos dos juros do período anterior e somados ao novo aporte mensal de R$ 1 mil.

Percebe como o mecanismo é vantajoso? Porém, se o investidor optar por colocar R$ 1.000 mensalmente em diferentes modalidades, o rendimento atingirá cada uma delas de modo individual ao fim do período determinado. A decisão de realizar aportes mensais em um mesmo investimento ou diversificar a carteira deve estar alinhada com o perfil do investidor. No geral, considerar uma modalidade que absorva a parcela mensal nos rendimentos é uma boa alternativa para investidores moderados.

Como é um investimento com aporte mensal

O segredo para fazer aportes mensais é uma questão central: manter a frequência. Assim, para que os investimentos cresçam e consigam render mais e mais juros, é importante criar o hábito de poupar. Coloque uma meta realista para a realização de seus planos financeiros e estipule um valor ou percentual para investir todo mês.

Se a meta é realizar aportes de R$ 1.000 mensalmente, por exemplo, mantenha a regularidade e aplique o valor com disciplina. Nunca se esqueça de que a rentabilidade é comprometida quando o aporte mensal previsto não é realizado.

Exemplos de investimento com aporte mensal

Como falamos anteriormente, alguns tipos de investimento permitem acoplar os aportes mensais ao montante inicial. Assim, o “bolo” vai crescendo e o juros compostos trabalham sobre um valor cada vez maior. Em outras aplicações, não é possível fazer o acúmulo do dinheiro investido. Veja então alguns tipos de investimento em que os aportes mensais são somados aos valores previamente aplicados.

Fundos de investimento

Nos fundos de investimento, não há mudança de um mês para o outro no valor das cotas. Portanto, ao fazer o primeiro investimento, você pode realizar aportes mensais ao montante inicial. Com cotas que podem ser encontradas a partir de R$ 100, o total vai aumentando mês a mês e, com ele, os juros acumulados.

Tesouro Direto

No Tesouro Direto, os aportes mensais não são acumulados em um único investimento. Assim, a cada novo mês, o investidor deve comprar um novo título público com o fim de investimento. Tesouro Selic, Tesouro Prefixado e Tesouro IPCA ficam disponíveis todos os meses para serem comprados por investidores. Porém, seu valor e rentabilidade podem variar a cada período.

Pontos de atenção do aporte mensal

Para adotar a estratégia de aporte mensal, o ideal é encontrar uma forma de rentabilizar que esteja mais adequada ao seu perfil de investidor. Por isso, é importante descobrir se, para você, é melhor realizar aplicações mensais em diferentes modalidades ou todo o investimento em um único aporte. Assim, um dos pontos centrais a se questionar é sobre a carteira de investimentos.

Dúvida: os aportes realizados periodicamente serão acumulados em diferentes modalidades investidoras ou você pretende aplicá-las em uma única forma? A resposta é importante, uma vez que, quanto maior o número de aplicações, mais tempo vai demorar para que os resultados apareçam. Porém, nesse caso, o risco também acaba se diluindo na diversificação.

Por outro lado, caso você faça aportes mensais em poucos tipos de investimentos, o montante crescerá de forma mais rápida. Além disso, os juros compostos trabalharão sobre um valor maior e, consequentemente, os resultados também serão maiores. Essa estratégia, no entanto, é mais arriscada.

Analise então o seu perfil de investidor, o orçamento disponível, objetivos e projeções de rentabilidade antes de definir sobre aportes mensais. Fique sempre bem informado sobre investimentos aqui no blog da Capital Research. Aproveite para acessar nosso site e descobrir mais sobre como encontrar as melhores oportunidades de aplicar seu dinheiro.

Recomendados

Investimentos

ADR: o que é, como funciona e as vantagens de se investir

Entenda o que é American Depositary Receipt (ADR), como funciona, quais as ...

3 anos atrás

Investimentos

Aprenda já a calcular juros de empréstimo

Entenda um pouco mais sobre Juros Simples e Juros Compostos e veja como realizar o ...

3 anos atrás

Investimentos

Auditoria externa: o que é para que serve

A auditoria externa faz uma análise independente das demonstrações financeiras ...

2 anos atrás