Tudo sobre título de crédito privado: vale a pena investir?

Saiba o que é título de crédito privado. Veja como investir e quais os riscos de optar por este tipo de investimento.

Você já sabe que existem investimentos de renda fixa e variável, certo? E que os investimentos de renda fixa são mais seguros e menos rentáveis, o oposto dos de renda variável, menos seguros, porém com mais possibilidade de rentabilidade. 

Agora, o que você talvez não saiba é que a renda fixa não é composta apenas de CDB e Tesouro Direto, assim como a renda variável não inclui apenas ações.

Neste artigo, vamos abordar de um investimento de renda fixa pouco conhecido: o título de crédito privado.

O que é título de crédito privado

Para iniciar a explicação, vamos distinguir o título de crédito privado dos títulos públicos e títulos privados. Apesar de os três serem investimentos de renda fixa, e inclusive isentos de Imposto de Renda, eles diferem em suas características.

Os títulos públicos são emitidos pelo Tesouro Nacional. Nesse caso, o investidor empresta dinheiro para o governo, que o devolve com juros. 

A rentabilidade desses títulos é atrelada ao IPCA ou à Taxa Selic, e eles podem ser prefixados, pós-fixados ou híbridos.

Os títulos privados são emitidos por agentes financeiros privados, como bancos ou financeiras. 

O investidor empresta dinheiro a essas instituições, que, por sua vez, negocia com empresas privadas e devolvem o montante com juros. CDBs, LCIs e LCAs são exemplos desses títulos.

Os títulos de crédito privado são emitidos diretamente pelas empresas, e não por intermédio de agentes financeiros, como são os títulos privados. 

Assim, empresas que têm valores a receber, mas precisam deles antes do prazo, vendem papéis de promessas de pagamento com juros para investidores. Debêntures, CRIs e CRAs fazem parte desses papéis.

Existem também os fundos de crédito privado, que são fundos de investimento com boa parte do capital investido em títulos de crédito privado de diferentes empresas. 

Vale a pena investir em título de crédito privado?

O título de crédito privado tende a apresentar índices de rentabilidade acima dos investimentos de renda fixa tradicionais, especialmente quando as taxas de juros, como a Selic, estão baixas. 

Eles no entanto podem não ser tão seguros, já que corre-se o risco de as empresas não pagarem o prometido, e esse investimento não é assegurado pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

Existem, entretanto, os ratings, notas que instituições financeiras dão a essas empresas para se avaliar o risco de um calote.

Assim sendo, avaliando-se os ratings e os relatórios de rendimentos, o título de crédito privado pode ser uma boa opção para um investidor moderado ou mesmo fazer parte de uma carteira de um investidor mais conservador. 

Como investir em título de crédito privado

Para investir em um título de crédito privado, você precisa ter uma conta em uma corretora ou banco e escolher a opção de investimento preferida. Lembre-se de verificar as taxas. 

Geralmente, as corretoras não cobram taxas administrativas para esses investimentos e, como já abordamos, não há IR para a maioria dos títulos de crédito privado. 

Dúvidas sobre investimentos? Inscreva-se no site da Capital Research e receba nossas recomendações!

Recomendados

Investimentos

FGC: O que é e como funciona o Fundo Garantidor de Créditos?

Descubra o que significa, como funciona e quem pode contar com a garantia do ...

2 anos atrás

Investimentos

Entenda o FIDC - Fundo de Investimento em Direitos Creditórios

Saiba como funciona um FIDC e veja suas vantagens e ...

2 anos atrás

Investimentos

O que é LCI? Qual a diferença desse título?

Conheça as principais caracteristicas da LCI (Letras de Crédito Imobiliário). ...

3 anos atrás