Tesouro Selic: guia para investir neste título público

Tesouro Selic é um título público corrigido pela taxa básica de juros da economia. Conheça regras, características e rentabilidade.

O Tesouro Selic é um investimento que vem atraindo, cada vez mais, novos adeptos. Seguro e rentável, ele é uma boa opção para quem deseja fazer aplicações em títulos públicos no curto prazo.

Afinal, a aplicação é a que apresenta o menor risco em caso de venda antecipada, dentre os papéis da dívida pública.

Descubra, neste artigo, o que é o Tesouro Selic, como ele funciona e sua rentabilidade. Veja, ainda, outras informações importantes para que você invista na renda fixa com segurança e rentabilidade.

O que é o Tesouro Selic?

O Tesouro Selic é um título da dívida pública, que tem sua rentabilidade indexada à taxa básica de juros da economia. Pode ficar tranquilo, porque a gente vai explicar o conceito etapa por etapa.

O governo federal emite títulos públicos a fim de obter, no mercado, recursos financeiros. Através do Tesouro Nacional, ele comercializa papéis do Tesouro Direto para captar mais dinheiro e, então, pagar seus gastos.

Entre as opções mais conhecidas do Tesouro Direto estão: Tesouro Prefixado, Tesouro IPCA e Tesouro Selic. Em todas elas, o governo remunera os compradores dos títulos com juros. Ou seja, aqueles que compram os papéis são rentabilizados pelo investimento.

Os títulos públicos são um tipo de aplicação em renda fixa. Dessa forma, eles rendem juros a taxas conhecidas pelos investidores.

O Tesouro Selic é pós-fixado e, assim, o papel paga juros de acordo com a taxa a qual é indexado. Como o nome já diz, este título é atrelado à Selic.

A alíquota é considerada a taxa básica de juros da economia e, portanto, todas as demais se baseiam sobre ela. Periodicamente, a Selic muda. Dessa forma, o Tesouro Selic rende juros aos investidores de acordo com os valores praticados da taxa básica de juros.

Como o Tesouro Selic funciona

Os papéis do Tesouro Direto apresentam diversas vantagens. Dentre elas, está o fato de que os ativos têm liquidez diária. Assim, você pode resgatar seu investimento e transformá-lo em “dinheiro em caixa”, novamente, de forma rápida e simples.

O título indexado à Selic, especialmente, é aquele que tem o menor risco em caso de venda antecipada. Ou seja, as perdas com o resgate do valor antes do seu vencimento são as menores dentre as opções do Tesouro Direto.

Outro ponto a ser destacado sobre a aplicação é que ela tem custos. Como qualquer investimento, existem taxas e impostos que incidem sobre a operação. Ao comprar títulos do Tesouro, você deverá pagar a taxa de custódia da B3 – que é de 0,25% ao ano.

Além disso, o Imposto de Renda incide sobre os rendimentos gerados pela aplicação, sendo recolhido de forma periódica. Resgates realizados em um período de até 30 dias após o depósito têm a cobrança do IOF, o Imposto sobre Operações Financeiras.

Por fim, as corretoras de investimento podem cobrar tarifas pelo serviço de operação dos ativos. Verifique as condições oferecidas pela instituição financeira.

Assim, fique atento quanto aos custos relacionados ao investimento em Tesouro Direto antes de começar a fazer suas aplicações.

É seguro investir no Tesouro Selic?

Todo investimento possui seus riscos. Porém, a renda fixa é a modalidade mais segura para aplicar o seu dinheiro.

Principalmente os papéis da dívida pública oferecem bastante segurança aos investidores. Isso acontece porque é o próprio governo que emite os papéis e faz o pagamento dos juros. No entanto, os títulos do Tesouro não são cobertos pelo Fundo Garantidor de Crédito.

Qual a rentabilidade do Tesouro Selic?

Como a gente viu, o Tesouro Selic é pós-fixado e indexado à taxa Selic. O ativo remunera, então, com valores acima da taxa básica de juros. Além disso, o investimento tem o acréscimo de outras alíquotas ao seu rendimento.

Assim, o título rentabiliza com Taxa Selic + (x) %. Veja alguns exemplos:

Tesouro Selic

Rentabilidade Anual

2021

Selic + 0,03%

2023

Selic + 0,04%

2025

Selic + 0,04%

Investimento mínimo no Tesouro Selic

O Tesouro Direto é um investimento facilitado. Dá para começar a investir em títulos da dívida pública com apenas R$ 30, aproximadamente. No caso específico do papel indexado à Selic, o investimento mínimo é de R$ 105,80 para o título com vencimento em 2025.

Passo a passo para investir no Tesouro Selic

Investir em Tesouro Selic é muito fácil. Para isso, basta seguir estes passos:

  1. Cadastrar-se em uma das corretoras de investimento autorizadas
  2. Abrir uma conta e transferir dinheiro para ela
  3. Escolher entre as opções de Tesouro Direto disponíveis
  4. Efetuar o pedido de compra
  5. Acompanhar o andamento da transação, durante o tempo de investimento.

Assim, se você está em busca de uma forma para investir com segurança e com boas taxas de rentabilidade, pode apostar no Tesouro Selic. 

Como vimos, ele é uma boa escolha para investimentos de curto prazo e tem baixos riscos de resgate antecipado. Além disso, sua rentabilidade atrelada à taxa Selic faz com que a aplicação mantenha boas remunerações.

Gostou das dicas? Veja mais sobre investimentos e se mantenha informado com os  conteúdos e recomendações da Capital Research.

Recomendados

Investimentos

SELIC: guia completo sobre a taxa básica de juros da economia brasileira

Aprenda tudo sobre a taxa SELIC, quanto vale atualmente e porque você deve te-la ...

3 anos atrás

Investimentos

Tesouro Direto: passo a passo de como investir

O Tesouro Direto é uma opção mais rentável e tão segura quanto a poupança. ...

3 anos atrás

Investimentos

Tesouro Direto: conheça os títulos públicos e invista sem medo

O Tesouro Direto permite que você compre e venda títulos públicos sem burocracia. ...

2 anos atrás