Taxa de administração dos fundos: o que é e como é cobrada

Descubra o que é taxa de administração em fundos de investimento e como analisar se a aplicação financeira compensa.

Você sabe o que é taxa de administração em fundos de investimentos e como ela afeta a rentabilidade das aplicações financeiras? Se você está pensando em investir, é hora de tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto. Resumindo, a taxa de administração é um valor pago pelo investidor para bancar o trabalho de alocação de recursos feito pelo gestor do fundo.

Trata-se de um percentual anual que é cobrado para operacionalizar e gerir o dinheiro investido. Mas é preciso ter atenção à taxa para saber se o investimento de fato compensa. Em um cenário de juros baixos, há casos em que a rentabilidade é praticamente anulada pela taxa de administração e pela inflação.

Por isso, continue com a leitura para entender melhor o que é essa taxa, como ela é cobrada e como interfere nos seus rendimentos.

O que é a taxa de administração nos fundos

A taxa de administração nos fundos é o valor que o investidor paga ao gestor pela alocação dos recursos aportados em diferentes ativos e instrumentos financeiros. Em outras palavras, é a remuneração destinada à prestação de serviços do fundo, ou seja, à operacionalização envolvida.

Em um fundo de ações, por exemplo, esse dinheiro pode ser usado para contratar analistas de companhias listadas, que investigam as melhores oportunidades de ganhos. Assim, ao invés de o próprio investidor tomar todas as decisões, há toda uma equipe e um gestor especializado que ficam responsáveis por essa função.

Essa taxa de administração, cobrada em pontos percentuais, merece a atenção do investidor, já que tem impacto no resultado do seu investimento.

Como é cobrada a taxa de administração

A taxa de administração é cobrada por meio de um valor percentual anual. Assim, ao aplicar dinheiro em um fundo de investimento, o investidor deve pagar X% ao ano referente a essa taxa. Isso quer dizer que o valor da cobrança é proporcional ao montante aplicado. Quanto maior for o montante investido, maior será o valor pago.

Também significa que, mesmo em caso de rendimento negativo no mês ou no ano, você continuará pagando a taxa. Apesar de ser um percentual anual, a taxa é descontada diariamente, de forma automática.

Importante: nas lâminas de apresentação dos fundos e nos comparativos de rentabilidade, já há o desconto da taxa de administração.

Que tal uma situação hipotética para ilustrar melhor? Vamos supor que você tenha investido R$ 1 mil em um fundo de investimento que tem uma taxa de administração de 1% ano. Nesse caso, considerando um cenário de estabilidade do fundo, você pagaria R$ 10 ao ano pela administração dos recursos.

Em caso de desvalorização ou valorização da sua cota, esse valor também muda, já que se trata de um percentual do total investido.

Impacto da taxa de administração na rentabilidade

Ao fazer um investimento, é crucial calcular o impacto da taxa de administração na rentabilidade. Dessa forma, é possível identificar se um investimento realmente vale a pena.

O cálculo é ainda mais importante em fundos de investimento de renda fixa, já que sua rentabilidade depende plenamente da  

Quanto mais baixa é a Selic, mais difícil é o trabalho do gestor de renda fixa para oferecer ganhos reais no investimento. Nesse caso, com retorno financeiro restrito, a taxa de administração tem peso ainda maior para o investidor.

Então, o que você precisa ter em mente é que cada caso precisa ser analisado individualmente. Afinal, as taxas de administração variam conforme o tipo de fundo de investimento.

Normalmente, os fundos de ações cobram uma taxa de administração de 2% ao ano, acrescida de uma taxa de performance de 20% (sobre o montante que exceder o Ibovespa, o índice de referência). Isso é muito ou pouco? Tudo depende da habilidade do gestor em navegar pela renda variável e oferecer rendimentos acima da média.

Já um fundo de renda fixa que cobra 2% ao ano dificilmente vai valer a pena, já que sua rentabilidade se apoia em títulos do Tesouro e crédito privado, atrelados direta ou indiretamente à Taxa Selic. Então, a taxa de administração deve ser encarada apenas como um dos muitos fatores na análise de rentabilidade dos fundos de investimento.

Por isso, para alguém que está dando seus primeiros passos na área, é essencial contar com apoio especializado.

Com a Capital Research, você conta com planos que dão acesso a uma carteira de investimentos com as melhores oportunidades. Além disso, recebe a orientação do time de analistas financeiros, que acompanham as movimentações do mercado e recomendam as aplicações adequadas para cada perfil de investidor.

 

Recomendados

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

Conheça os principais tipos de investimento do mercado financeiro

Aprenda sobre os tipos de investimento disponíveis, seus respectivos níveis de ...

3 anos atrás

Investimentos

Índice de rentabilidade: o que é e como calcular?

Veja como calcular e como interpretar um dos principais indicadores de desempenho e ...

3 anos atrás