Sistemas de amortização: conheça os principais e veja como calcular

Os sistemas de amortização afetam o valor a pagar em empréstimos e financiamentos. Saiba tudo sobre eles e faça os cálculos.

Os sistemas de amortização estão diretamente relacionados com a tomada de crédito. E isso vale para a compra de um carro, a aquisição de um imóvel ou mesmo ao investir em equipamentos para uma empresa.

Sempre que um financiamento ou empréstimo é realizado, todas as suas características devem ser previamente definidas. Além do valor a ser contratado, a taxa de juros aplicada, as formas para pagamento e o prazo para quitação são acordados entre o tomador e o credor.

Todas essas informações estão contidas nos chamados sistemas de amortização. Através deles, ambas as partes definem como a dívida será totalmente liquidada. Você sabia que existem diferentes formas de chegar ao cálculo da amortização? Acompanhe o artigo para aprender mais!

O que são sistemas de amortização?

Quando uma pessoa ou empresa toma um valor emprestado, faz um financiamento ou adquire uma dívida, ela passa a dever ao credor não apenas o montante inicial. Os valores referentes aos juros acumulados durante o período da transação são acrescentados ao capital inicial. Assim, o saldo devedor passa a ser capital + juros.

Para que a dívida seja totalmente paga, o tomador deve quitar o montante inicial adicionado aos juros acrescidos. A forma como o valor total do saldo devedor será calculado é definida de acordo com o sistema de amortização aplicado. Ele caracteriza como a dívida vai ser diminuída até chegar a sua total liquidação.

Veja, a seguir, como cada um dos principais sistemas de amortização funciona.

Quais os principais sistemas de amortização?

Pagamento parcelado ou em uma única vez? Parcelas fixas ou variáveis? Amortização constante ou ao fim do período? Se você está pensando em tomar alguma forma de crédito, precisa ficar atento aos diferentes sistemas de amortização da dívida. São eles que responderão às questões acima.

Ao conhecê-los, você consegue tomar uma decisão mais acertada quanto à melhor maneira para pagar o valor. Confira, assim, os modelos que são mais utilizados para amortizar dívidas.

 

Tabela Price

O modelo de amortização por Tabela Price é um dos mais conhecidos. Por ele, o montante total é amortizado ao longo do contrato e de forma crescente. Assim, o pagamento é feito através de um conjunto de prestações sucessivas e constantes.

Geralmente, as parcelas são pagas mensalmente em valores iguais, já com os juros embutidos. Também pode ser chamado de Sistema de Parcelas Fixas ou Sistema Francês.

 

SAC

O Sistema de Amortização Constante (SAC) ou Método Hamburguês consiste na amortização constante da dívida com base em pagamentos periódicos decrescentes. Ou seja, quanto mais o tempo passa, menores ficam as parcelas de quitação do saldo devedor enquanto o valor é amortizado de maneira constante em todos os períodos.

De forma geral, os juros e o capital são calculados uma única vez e divididos para o pagamento em várias parcelas durante o prazo de quitação. Em linhas gerais, SAC e Price são os sistemas de amortização mais conhecidos, mas há outros.

 

Sistema Americano

Sabe aquela tática de pagar somente os juros da fatura do cartão de crédito para que a dívida não aumente? É basicamente isso o que acontece no Sistema Americano de Amortização – SAA. Por ele, apenas os juros são pagos durante o período e, ao fim do prazo para quitação da dívida, o principal é finalmente amortizado. Assim, não há amortização do saldo devedor durante o tempo transcorrido. O capital só é pago ao fim do período.

 

Pagamento Único

Como o nome sugere, o Pagamento Único determina que a amortização será realizada somente ao fim do prazo determinado, em uma única parcela. Enquanto isso, a taxa de juros incide sobre o saldo devedor, fazendo-o aumentar até a quitação da dívida.

Exemplos de cálculo de amortização

Para resumir o conteúdo de uma forma bem prática, vamos conferir como um mesmo empréstimo pode ser quitado através dos diferentes sistemas de amortização. Nesse exemplo, considere que uma empresa precisa tomar um empréstimo no valor de R$ 100 mil, com pagamento em três parcelas e taxas de juros de 1% ao mês. Para isso, ela avalia diferentes formas para amortizar o montante tomado.

Veja como o pagamento pode ser realizado em cada um dos principais sistemas de amortização:

 

Tabela Price

Período

Parcelas

Amortizações

Juros

Saldo Devedor

0

100.000

1

34.002,21

33.002,21

1.000,00

66.997,78

2

34.002,21

33.332,23

669,97

33.665,55

3

34.002,21

33.665,55

336,65

0,00

»

102.006,63

99.999,99

2.006,63

« TOTAIS

SAC

Período

Parcelas

Amortizações

Juros

Saldo Devedor

0

100.000

1

34.333,33

33.333,33

1.000,00

66.666,66

2

34.000,00

33.333,33

666,66

33.333,33

3

33.666,66

33.333,33

333,33

-0,00

»

102.000,00

100.000,00

1.999,99

« TOTAIS

Sistema Americano

Período

Parcelas

Amortizações

Juros

Saldo Devedor

0

100.000

1

1.000,00

0,00

1.000,00

100.000,00

2

1.000,00

0,00

1.000,00

100.000,00

3

101.000,00

100.000,00

1.000,00

0,00

»

103.000,00

100.000,00

3.000,00

« TOTAIS

Pagamento Único

Período

Parcelas

Amortizações

Juros

Saldo Devedor

0

100.000

1

0,00

0,00

1.000,00

101.000,00

2

0,00

0,00

1.010,00

102.010,00

3

103.030,10

102.010,00

1.020,10

0,00

»

103.030,10

102.010,00

3.030,10

« TOTAIS

 

Com essas informações, o tomador do empréstimo consegue analisar como os juros irão incidir sobre o valor contratado. Além disso, através das diferentes alternativas para amortizar, ele avalia qual maneira é a mais adequada para a sua capacidade de pagamento.

Portanto, conhecer quais são e como funcionam os sistemas de amortização é um importante instrumento de gestão financeira para as pessoas e empresas.

Na Capital Research é assim: a gente explica de forma acessível o que em outras fontes pode parecer complicado. Aproveite para acessar o site da Capital e descobrir mais sobre como encontrar as melhores oportunidades de investimento de forma gratuita.

Recomendados

Investimentos

Capital especulativo: como funciona e como ganhar dinheiro

Entenda mais sobre esse tipo de ação de mercado e conheça melhor suas vantagens e ...

3 anos atrás

Investimentos

Capitalização simples: entenda o conceito e impactos nos investimentos

Saiba mais sobre a capitalização simples, como calcular e qual sua utilidade para o ...

3 anos atrás

Investimentos

Conheça os principais tipos de investimento do mercado financeiro

Aprenda sobre os tipos de investimento disponíveis, seus respectivos níveis de ...

3 anos atrás