Entenda quais são os principais riscos de investir em ações

Você tem medo de investir em ações? Saiba que dá para realizar esse tipo de investimento, mesmo tendo um perfil conservador!

Investir em ações já foi considerado algo voltado somente para investidores profissionais, muito conhecedores do mercado. 

Hoje, com cada vez mais corretoras gerenciando carteiras de investimento aos seus clientes, essa aplicação ficou muito mais popular, e mais e mais pessoas estão entrando nesse movimento. 

No entanto, é preciso conhecer muito bem os riscos de investir em ações, para que o mercado não o surpreenda. 

Acompanhe, abaixo, quais são eles. 

O que saber antes de investir em ações

 

Ações são como uma sociedade

Para que você invista em ações, é bom pensar: você seria sócio daquela empresa? 

Ou seja, você consegue vislumbrar um futuro promissor para essa empresa, um crescimento, aumento dos lucros? 

Afinal, é isso mesmo que você será ao aplicar em ações dessa empresa: um sócio, mesmo que com uma pequena parcela de ativos.

 

São investimentos de renda variável

A maioria das pessoas investe em renda fixa, que garante um certo rendimento, embora ele seja muito pequeno. 

As ações representam um investimento de renda variável, o que significa que elas podem crescer, decrescer e crescer novamente, ao longo dos anos. 

E por isso mesmo são consideradas um investimento de longo prazo.

 

Não existe um valor mínimo para se aplicar em ações

Ao contrário do que muitos pensam, não existe um valor mínimo para se aplicar em ações. 

No entanto, seu corretor irá indicar valores para determinadas ações, a fim de otimizar seu investimento.

 

Podem fazer parte de uma carteira conservadora

Claro que as ações, como já abordamos, são investimentos de renda variável, e, portanto, podem sofrer perdas e ganhos. 

No entanto, mesmo sendo um investidor conservador, é possível investir nesses ativos, basta que se invista uma pequena parte do patrimônio e preencha a maior parte da carteira com investimentos em renda fixa.

 

Não existe apenas uma forma de se investir em ações

Existem inúmeras formas de se investir no mercado de capitais, não somente comprando e vendendo ações. 

É possível, por exemplo, possuir ações e alugá-las por um determinado tempo, investir no mercado de opções ou em ETFs, que são fundos que acompanham índices do mercado de capitais, operar vendido, entre muitas outras variedades de investimentos.

Principais riscos de investir em ações

Antes de mais nada, você precisa entender o que é risco. Risco é a probabilidade de alguma variável impactar no desempenho de um determinado investimento, estando diretamente ligado à previsibilidade de retorno da aplicação. 

Existem pessoas, com o perfil de investidor arrojado, que gostam de correr altos riscos, para um possível retorno mais alto na Bolsa de Valores. 

No entanto, é também possível ser um investidor mais moderado e minimizar esses riscos. 

Os principais riscos de investir em ações são:

 

Liquidez

Pode se demorar para encontrar compradores para as suas ações. No entanto, você consegue minimizar esse risco comprando papéis de empresas sólidas, que possuam uma grande negociação na bolsa e, assim, uma maior liquidez.

 

Risco da empresa

Antes de se investir em uma empresa, você precisa conhecê-la e saber se ela está crescendo ou dando prejuízo a seus acionistas. 

Além disso, é importante também verificar índices passados de rentabilidade.

 

Risco de mercado

Existem variações macroeconômicas que estão fora do controle das empresas e que fazem com que o preço das ações sejam desvalorizados ou valorizados. 

 

Risco da corretora

Existe tanto o risco da corretora falir e seu saldo livre poder ser confiscado (o que é raro), quanto o de ela não oferecer boas carteiras de investimentos, o que pode fazer com que você perca dinheiro. 

Dicas para minimizar os riscos de investir em ações

 

Investir em empresas sólidas

Escolha investir em empresas saudáveis, rentáveis, inseridas em setores consolidados, que pagam bons dividendos. 

Investindo nessas empresas, que são geralmente líderes de mercado, diminui-se a volatilidade e, consequentemente, o risco.

 

Apostar na diversificação

Essa é uma tecla na qual batemos sempre, e assim continuaremos. A diversificação da carteira de investimentos é a melhor maneira de diluir os riscos e, assim, diminui-los. 

Isso não vale apenas para investimentos de renda fixa e variáveis, mas também para a mescla de ações, dentro dos investimentos variáveis. 

Ou seja, não aposte em apenas uma empresa sólida, mas em várias. Isso eleva consideravelmente suas chances de sucesso em longo prazo. 

Dúvidas sobre investimento? Inscreva-se no site da Capital Research e receba nossas recomendações!

Recomendados

Investimentos

Ações no Imposto de renda: como declarar?

Independentemente da transação e do valor envolvido, o investidor que possui ...

2 anos atrás

Investimentos

Carteiras Digitais: o que é, como usar e quais as vantagens

Digital Wallets oferecem segurança, sigilo e agilidade para seus usuários. Entenda ...

2 anos atrás

Investimentos

Entenda como utilizar o Excel para calcular juros compostos

Veja em passos simples e explicados como usar o Excel para calcular rapidamente e ...

3 anos atrás