O que é recuperação judicial?

A alternativa é indicada às empresas que estão endividadas e não conseguem cumprir com suas obrigações, como o pagamento de impostos, funcionários, fornecedores e credores.

recuperaçao judicial

O cenário de instabilidade econômica e com perspectivas de crescimento abaixo do esperado levou muitas empresas a enfrentarem dificuldades financeiras. Para conseguirem manter a operação e garantir a sobrevivência dos negócios, empresas buscaram renegociar dívidas por meio da abertura do processo de recuperação judicial.

De acordo com um levantamento realizado pela Serasa Experian, em setembro de 2019, houve um aumento de 4,4% nos pedidos de recuperação judicial em comparação ao ano anterior.

O dado alerta investidores sobre a importância de avaliar o histórico de empresas listadas na B3 antes de investir em ações na bolsa de valores. Atualmente existem mais de 300 companhias nacionais listadas na B3. Ela também negocia, de forma indireta, papéis de outras 100 companhias estrangeiras.

Cerca de 20 empresas listadas na B3 estão passando pelo processo de recuperação judicial e mantém ações negociadas no pregão, são elas: BR Pharma, Eternit, Fibam, GPC, Hotéis Othon, IGB, Inepar, Lupatech, MMX, Oi, OSX, Refinaria Manguinhos, PDG, Pomifrutas, Sansuy, Saraiva, Tecnosolo, Teka, Viver e Wetzel.

O que é recuperação judicial?

Recuperação judicial é uma medida adotada por empresas que tentam evitar a falência. Ao entrar com pedido de recuperação judicial, empresas com dificuldades financeiras podem buscar a renegociação da dívida existente, de forma que seja viável manter a atividade econômica.

Qualquer empresa privada com mais de dois anos de funcionamento pode entrar com o pedido de recuperação judicial. Assim que entra com o pedido de recuperação judicial, a empresa ganha um prazo de 180 dias para que possa continuar operando enquanto negocia suas dívidas com credores.

No entanto, a empresa deve apresentar um plano de recuperação e pagamento aos credores mediante renegociação das dívidas que precisa ser aprovado pela maioria dos credores e homologado por um juiz. Se a proposta não for aceita, é decretada falência do negócio. Quase metade das grandes e médias empresas não sobrevive à recuperação judicial.

Dificuldade financeira, dívidas e perda de capital são alguns fatores que levam as empresas a entrarem na justiça com pedido de recuperação judicial. O pedido de recuperação judicial deve ser feito através de um advogado e o representante legal da empresa, mediante apresentação de documentos que comprovem situação econômica desfavorável, bem como o plano de recuperação da empresa.

 

O que observar ao investir em empresas que passam ou passaram por recuperação judicial

Muitos questionam se investir em ações em recuperação judicial pode ser considerado um risco ou uma oportunidade. De fato, é preciso ser cauteloso na hora de aplicar seus ativos, principalmente se o negócio estiver passando pelo processo de recuperação judicial.

Para fazer um bom investimento, o ideal é buscar ajuda de um consultor de investimentos para auxiliar na escolha do investimento indicado ao seu perfil. Veja a seguir alguns cuidados que deve adotar ao comprar ações de empresa que passam pelo processo de recuperação judicial:

  • Avalie o histórico financeiro e capacidade de recuperação da empresa;
  • Exija transparência sobre informações da real situação econômica-financeira da empresa e do processo de recuperação judicial;
  • Estude o plano de recuperação para entender como as dívidas serão pagas, em qual prazo e quais ações serão tomadas para cumprimento do plano.

Além desses cuidados, interessados em investir em ações em recuperação judicial também devem estar atentos às previsões do mercado e avaliar oportunidades em investir em empresas que passaram por recuperação judicial..

Quer aprofundar seu conhecimento sobre investimentos? Acompanhe a Capital Research e tenha acesso exclusivo a conteúdos e cursos sobre ações e investimentos.

Recomendados

Investimentos

Taxa de juros: saiba como calcular, de forma simples e rápida

Compreender como funciona as taxas de juros pode mudar totalmente a sua vida ...

3 anos atrás

Investimentos

Taxa de administração dos fundos: o que é e como é cobrada

Descubra o que é taxa de administração em fundos de investimento e como analisar ...

3 anos atrás

Investimentos

O que é e como funciona a taxa de corretagem?

O valor da taxa de corretagem pode variar dependendo da instituição e tipo de ...

2 anos atrás