Taxa de juros: saiba como calcular, de forma simples e rápida

Compreender como funciona as taxas de juros pode mudar totalmente a sua vida financeira. Saiba como!

Juros é uma palavra muito comum no mundo dos negócios e é definida como o ganho que se tem quando uma quantia de dinheiro é emprestada.  Este é o resumo simples, porém, o assunto é muito mais complexo, afinal, como calcular taxas de juros? Quais as diferentes modalidades de juros utilizadas no mercado financeiro atualmente? Como atua nos investimentos? Neste artigo, falamos tudo sobre o assunto.

Qual a diferença entre juros simples e compostos?

Duas das modalidades de juros mais utilizadas são as taxas de juros simples e taxas de juros compostos. O primeiro é cobrado apenas em cima do montante que foi emprestado, é somado ao capital apenas ao final da aplicação e cresce de forma linear. Enquanto o segundo é cobrado sobre o montante que foi emprestado somado aos juros acumulados em cada período, somando ao capital ao final de cada período da aplicação e crescendo exponencialmente.

Para que você entenda melhor, separamos as características de cada um nesta tabela. Confira!

 

Juros simples

Juros composto

Definição

Calculados como uma porcentagem sobre o valor do capital inicial.

Calculados como um percentual sobre o valor do capital inicial + juros acumulados.

Acréscimos

Somados ao capital inicial no final da aplicação.

Somados ao capital ao fim de cada período de aplicação

Crescimento

Linear

Exponencial

Fórmula

J = C. i. t

M = C (1+i)ᵑ

Utilização

Geralmente utilizado na cobrança de financiamentos, impostos atrasados, compras a prazo, entre outros.

Geralmente utilizado pelo sistema financeiro e em determinados cálculos econômicos.

Retorno

Baixo

Alto

Valor do Capital Principal

Constante

Altera ao longo de todo o período de empréstimo

Juros cobrados em cima do

Capital inicial

Capital inicial + Juros acumulados

Como calcular taxas de juros simples? 

Não existe um valor definido para juros simples, portanto, o valor da taxa de juros deve ser acordada entre as partes. A fórmula utilizada para calculá-lo é:

Juros Simples = C × i × t

C = Capital Inicial

i = Taxa de juros

t = Tempo

Exemplo 1: Se emprestar R$ 400 de um colega de trabalho, com uma taxa de juros de 10% ao ano ao longo de um ano, o valor de juros cobrado será de R$ 40.

J = C × i × t

J = 400 x 0,10 x 1

J = 40

Exemplo 2: Se emprestar R$ 400 de um colega de trabalho, com uma taxa de juros de 10% ao ano ao longo de cinco anos, o valor de juros cobrado será de R$ 200.

J = C × i × t

J = 400 x 0,10 x 5

J = 200

Ou seja, nestes exemplos, o valor de capital inicial é de R$ 500, emR$40 é o valor que você precisará pagar de juros anualmente pelos próximos cinco anos ao seu colega. Ao final do período, ele terá recebido um montante total de R$ 1.250 de juros. Quanto maior o capital inicial e o tempo, maior será os juros.

Como calcular taxas de juros compostos? 

Geralmente os bancos fazem os cálculos dos juros a cada seis meses, enquanto as instituições financeiras têm a política de calcular juros trimestralmente. Para calculá-lo usa-se a seguinte fórmula:

M = C x (1+i)ᵑ

M = Montante

C = Capital Inicial

i = taxa de juros por período

n = número de períodos no qual o capital inicial foi aplicado

Exemplo:

Se emprestar R$ 500.000 por três anos de um amigo que cobra 5% de juros compostos ao ano, nessa situação, os juros serão calculados sobre o capital inicial mais os juros acumulados dos periodos anteriores. Calculando separadamente a cada ano, o cálculo seria o seguinte

  • Primeiro ano: R$ 500.000 x 5% x 1 = R$ 25.000
  • Segundo ano: R$ 525.000 ( empréstimo + juros do primeiro ano) x 5% x 1 = R$ 26.250 .
  • Terceiro ano: R$ 551.250 (principal do empréstimo + juros do primeiro e segundo ano) x 5% x 1 = R$ 27.562,50.

No total, após três anos, o valor dos juros seriam de R$ 78.812,50, somando os R$ 25.000 do primeiro ano, R$ 26.250 do segundo e R$ 27.562,50 do terceiro. Já o montante final seria de R$ 578.812,50, somando o valor do empréstimo + juros de três anos. Aplicando os números a fórmula dos juros compostos, o cálculo seria esse:

M = C (1+i)ᵑ

M = R$ 500.000 (1 + 0,05) ³

M = R$ 500.000 [1.157625]

M = R$ 578.812,50

Qual a importância de saber como calcular taxa de juros?

As taxas de juros estão presentes no cotidiano da maior parte dos brasileiros. Seja para comprar aquela roupa parcelada ou para realizar um empréstimo com o banco para comprar a tão sonhada casa própria, os juros estão lá presentes.

Infelizmente por não compreenderem ou desconhecerem como funciona e como calcular taxa de juros, muitas pessoas passam por problemas financeiros. Taxa de juros tem muito poder e influência na vida financeira, especialmente com o passar do tempo.

Fique atento na hora de escolher entre uma taxa prefixada ou pós-fixada, por exemplo, pois pode ser determinante para que a rentabilidade de seus títulos seja positiva ou deixe a desejar nos próximos meses e anos. Fique de olho nas mudanças que elas apresentam e também nas vantagens que oferecem.

Recomendados

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

Como comprar ações online

Investir na Bolsa de Valores é uma realidade que pouco a pouco vem conquistando os ...

3 anos atrás

Investimentos

Entenda porque a Matemática Financeira pode ser útil para você

Saiba um pouco mais sobre Juros, Amortização, entre outros, em nosso conteúdo ...

3 anos atrás