Quanto está o CDI e por que você precisa acompanhar esse indicador

Saber quanto está o CDI é essencial para avaliar o desempenho dos seus investimentos. Veja como checar esse indicador online.

Saber quanto está o CDI é obrigatório para todo investidor — principalmente para quem investe em renda fixa. Esse benchmark essencial da economia serve como parâmetro para a rentabilidade de várias aplicações, e deve ser considerado na tomada de decisão sobre qualquer investimento.

As informações sobre o CDI são divulgadas diariamente pela bolsa de valores e todo cidadão tem acesso à série histórica do indicador. Mas você também precisa saber como a porcentagem influencia os ganhos passados e potencial de valorização futura dos seus investimentos. 

Por isso, vamos explicar a importância de saber quanto está o CDI e como usar os recursos disponíveis online para avaliar o impacto na sua carteira.

Siga a leitura e acompanhe esse índice de perto. 

Por que saber quanto está o CDI? 

Saber quanto está o CDI é importante para todo investidor que possui ativos de renda fixa, pois se trata de um benchmark essencial do mercado. A sigla CDI significa Certificado de Depósito Interbancário, um instrumento de captação de recursos entre os bancos.

Por meio desses CDIs emitidos, os bancos negociam empréstimos todos os dias, para evitar excessos e deficiências em caixa. Assim, a chamada taxa DI é calculada com base nessas operações interbancárias diárias, servindo como referencial de rentabilidade para a renda fixa — e para a economia de modo geral. 

Por isso, quando um investimento rende 90%, 100% ou 120% do CDI, significa que está atrelado a esse indexador básico da economia, que está sempre muito próximo da taxa Selic. Ao acompanhar as movimentações do CDI, você entende como está o desempenho das suas aplicações de renda fixa como Tesouro Direto, CDBs, LCIs, LCAs, etc. 

Quanto está o CDI hoje? 

Para verificar quanto está o CDI hoje, basta acessar o site da B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) e verificar a cotação do dia. Todos os dias, a taxa DI é calculada com base em todos os CDIs emitidos.

Vale lembrar que o CDI depende da Taxa Selic, cuja meta é definida periodicamente pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom). 

Simplificando bastante: enquanto o CDI é a taxa que instituições financeiras pagam umas às outras na tomada de empréstimos, a Taxa Selic é o juro pago pelo Tesouro por títulos de dívida soberana.

Para acompanhar a Taxa Selic, é só acessar o site do Banco Central do Brasil e conferir o Panorama Econômico do dia, que também mostra o índice de inflação, meta de inflação e séries históricas de todos os indicadores. O site ainda oferece as cotações do câmbio e um conversor de moedas para ajudar o investidor. 

Quanto está o CDI hoje x últimos anos

Não basta saber quanto está o CDI hoje: é preciso avaliar o histórico do indicador para entender o contexto atual e para onde a economia está caminhando. No site da B3, você tem acesso a toda a série histórica da taxa DI desde março de 1986.

A pesquisa ainda permite a seleção dos itens Média, Mínima, Máxima, Moda, Desvio Padrão e Taxa Selic. Por exemplo, o CDI acumulado em 2019 foi de 5,96%, enquanto em 2018 foi de 6,42%. 

O CDI baixo é explicado pela inflação controlada e necessidade de aquecimento da economia, já que juros menores facilitam o acesso ao crédito e fazem mais dinheiro circular no país. Por outro lado, os investidores mais conservadores sofrem com o CDI baixo, pois seus ganhos em renda fixa são consequentemente reduzidos. 

Para saber como o CDI está influenciando seus investimentos, é importante utilizar recursos como a Calculadora do Cidadão, oferecida pelo Banco Central. Na opção de Correção de Valores, você pode selecionar o CDI, data inicial e final da aplicação, porcentagem do CDI que o ativo rende e valor total investido. Assim, você pode calcular a correção pelo CDI em qualquer data a partir de 06/03/1986. 

Outro recurso disponível é a Calculadora de DI da B3, que permite calcular o fator de DI acumulado entre duas datas, e tem direito a até 10 cálculos diários (5 cálculos com 6 casas decimais de precisão e 5 cálculos com 2 casas decimais de precisão). 

Ao fazer esses cálculos, você entenderá como o CDI afeta seus investimentos e poderá avaliar se os ativos de renda fixa estão valendo a pena no momento. De modo geral, os investidores buscam ativos que rendem acima da DI (e da Selic, consequentemente), principalmente em tempos de juros baixos.

Se quiser otimizar seus ganhos, o melhor caminho é ter uma carteira de investimentos equilibrada e completa, além de orientações de analistas experientes do mercado financeiro. Na Capital Research, por exemplo, você conta com uma newsletter exclusiva e recomendações que vão muito além de “quanto está o CDI hoje”. 

Recomendados

Investimentos

CDI: conheça tudo sobre um dos principais parâmetros de rentabilidade do mercado

CDI é a principal taxa de referência para a avaliação da rentabilidade de ...

3 anos atrás

Investimentos

CDB e CDI: conheça as diferenças antes de investir

Entenda melhor sobre esses dois tipos de certificado de depósito e como se ...

3 anos atrás

Investimentos

SELIC: guia completo sobre a taxa básica de juros da economia brasileira

Aprenda tudo sobre a taxa SELIC, quanto vale atualmente e porque você deve te-la ...

3 anos atrás