Saiba tudo sobre o Copom

O que é Copom, qual a sua importância, e como ele impacta em seus investimentos

Copom

Se você tem procurado informações sobre investimentos, provavelmente já deve ter se deparado com o termo Copom, não é verdade? Pois bem, este é um comitê muito importante que dita algumas das principais “regras” do mercado financeiro, como a taxa Selic.

Portanto, preparamos este conteúdo para você entender melhor o que é Copom, qual a sua importância, quando ele se reúne e como ele impacta em seus investimentos de renda fixa. Continue acompanhando a leitura para saber mais!

O que é Copom?

Se você acompanha as notícias sobre o mercado financeiro, é muito provável que verá a sigla Copom a cada 45 dias, em especial quando são anunciados novos ajustes da Selic, a taxa básica de juros do país.

A Selic, por sua vez, é o que define o “valor do dinheiro”. Ou seja, se a taxa Selic é de 12% ao ano, por exemplo, significa que o preço do dinheiro deve ser 1% do valor emprestado, ao mês.

Sendo assim, quando ocorre alguma mudança na Selic, consequentemente a rentabilidade dos investimentos também muda. Porém, a alteração da taxa para quem pede dinheiro emprestado junto às instituições bancárias, ocorre de modo muito mais lento quando a tendência é baixa.

Nesse aspecto, na oferta de crédito do mercado, a Selic tem um papel fundamental, e quanto mais capital disponível a um juros mais baixo, melhor é para a economia e para os empreendedores como um todo.

Outro ponto benéfico é que quando a taxa de juros está baixa, torna-se mais barato renegociar dívidas. Os bancos e as instituições financeiras se tornam mais dispostos a cortar juros do montante total.

Dado o contexto, surge a dúvida: afinal, o que é Copom? De forma simplificada, é o Comitê de Política Monetária. Trata-se de um órgão criado em 20 de junho de 1996, no âmbito do Banco Central do Brasil, com a finalidade de estabelecer as diretrizes da política monetária e, como já foi dito, a taxa Selic.

Qual a importância do Copom?

O Copom foi desenvolvido com o objetivo de regular aspectos importantes da economia brasileira, de acordo com a estratégia do Tesouro Nacional. Implementado em 1999, o regime de metas para a inflação traçou os principais objetivos do Copom, sendo eles:

  • definir a meta para a taxa básica de juros no país e seu eventual viés;
  • estabelecer as diretrizes da política monetária.

Desse modo, o Copom não aumenta ou reduz a taxa básica de juros sem se basear em uma lógica. A Selic é estabelecida conforme a tendência do mercado e da economia. Ou seja, se o cenário político e econômico é bom, a inflação é baixa e, da mesma forma, a taxa Selic tende a também reduzir.

Se acontecer um aumento no IPCA e a economia entrar em recessão, a tendência natural é que a Selic aumente para controlar o mercado. É óbvio que existem muitos outros fatores técnicos a serem considerados nas reuniões do Copom.

Com base nessas questões, para manter a taxa Selic diária próxima à meta, o Banco Central atua com operações de mercado aberto.

Quem faz parte do Copom?

É possível visualizar quem foram os participantes de cada decisão tomada pelo Copom nas atas das reuniões do comitê. Contudo, de forma resumida, ele é composto pelos integrantes da Diretoria Colegiada do BCB, sendo eles:

  • diretor de Política Monetária;
  • diretor de Assuntos Internacionais e Gestão de Riscos Corporativos;
  • diretor de Política Econômica;
  • diretor de Regulação;
  • diretor de Administração;
  • diretor de Fiscalização;
  • diretor de Organização do Sistema Financeiro e Controle de Operações do Crédito Rural;
  • diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania;
  • e o presidente do Banco Central.

Destacando o fato de que o presidente tem direito ao “voto de Minerva”, caso ocorra um empate na decisão política monetária.

Reuniões do Copom

Até 2005, as reuniões do Copom aconteciam mensalmente, porém, a partir de 2006, passaram a ocorrer somente oito vezes ao ano, com um intervalo aproximado de seis semanas. As reuniões são realizadas em exatamente dois dias. A reunião começa em uma terça-feira à tarde e é concluída no fim da tarde do dia seguinte.

No entanto, nada impede que o Copom seja convocado pelo presidente do banco Central e se reúna extraordinariamente, por consequência de surpresas macroeconômicas. Isso já ocorreu três vezes, sendo a última em 2002.

O calendário das reuniões do comitê sempre é divulgado em junho do ano anterior. Para conferir o calendário atualizado das reuniões do Copom que já aconteceram e que ainda irão acontecer em 2019, clique aqui.

Qual a relação do Copom com os seus investimentos?

Antes de concluirmos este conteúdo sobre o que é Copom, é importante destacar qual a sua relação com o mercado de investimentos.

Pois bem, se você investe ou pretende investir em títulos de renda fixa, deve saber que é crucial acompanhar as decisões do Copom pois a taxa Selic e a inflação mensurada pelo IPCA determinarão aspectos como:

  • qual é a melhor aplicação a se fazer;
  • quanto de fato o seu dinheiro renderá;
  • como gerenciar os seus investimentos já realizados.

Isso não quer dizer você deve desistir da renda fixa só porque o CDI e a Selic estão em tendência de queda. O que, de fato, deve pesar em sua rentabilidade, é o desconto da inflação.

Esse aspecto é conhecido como rendimento real do investimento e ele ocorre em decorrência da taxa de juros obtida menos o IPCA e outros custos, como a tributação, por exemplo.

Para que você tenha uma ideia, o Tesouro Direto do tipo Selic — sem contar com o Imposto de Renda — rendeu 14,15% ao ano, em 2015. Isso mostra que aquele foi um ótimo ano para aplicar em renda fixa, certo?

Porém, apesar da taxa altíssima, ao adicionar o IPCA nessa conta, o valor do dinheiro foi reduzido, e a taxa real não foi tão atrativa como parece. O fato é que em 2015, a inflação chegou a 10,67% ao ano.

O que quer dizer que o Tesouro Selic teve uma rentabilidade de apenas 3,48%, sem o desconto do IR. Portanto, é fundamental levar em consideração todo o cenário econômico no momento de avaliar a Selic e escolher o investimento que você deve fazer.

O nosso artigo sobre o que é Copom e por que ele é tão importante foi útil para você? Quer receber gratuitamente dicas sobre as melhores oportunidades de investimentos disponíveis no mercado de acordo com o seu perfil? Então conheça a Capital Research!

Recomendados

Investimentos

Tesouro Direto: passo a passo de como investir

O Tesouro Direto é uma opção mais rentável e tão segura quanto a poupança. ...

3 anos atrás

Investimentos

Volatilidade: entenda o que é e como afeta o mercado

Entenda o que é volatilidade, como afeta o mercado, os tipos e como você pode usar ...

3 anos atrás

Investimentos

Spread bancário: o que é, como é composto e qual a diferença no Brasil

Confira tudo sobre o spread bancário, qual sua composição e porque no Brasil esse ...

3 anos atrás