NTN-C: saiba mais sobre as Notas do Tesouro Nacional Série C

Aplicações no tesouro direto com taxa de juros pré-definidos mais variação de juros da inflação nos aluguéis.

Sabia que você pode conceder empréstimos para o Governo Federal e de quebra receber os rendimentos do seu dinheiro com juros melhores dos que o da poupança? Parece impossível, bom demais para ser verdade, mas é exatamente assim que o tesouro direto funciona.

Simplificando pra você entender, o tesouro direto é uma aplicação que na prática faz com que pessoas físicas invistam para que o Governo Federal quite a dívida pública e execute seus projetos. Ou seja, quem pega o dinheiro emprestado é o Governo e quem empresta é você, quando adquire títulos públicos.

Lendo assim até parece algo pouco confiável, já que nossa economia não é estável como de países mais desenvolvidos. Todavia é importante saber que o Governo Federal historicamente é um ótimo pagador, e que investir no tesouro direto é sim muito seguro e rentável já que você recebe garantias e quando você resgata esse dinheiro, ele retorna com a correção de juros bem maiores do que os a poupança.

Existem 3 tipos principais de compras de títulos pelo tesouro direto: Selic, LTN e NTNs. Nesse momento vamos focar nos prefixados, mais especificamente nas NTN-C.

 O que é a NTN-C?

NTN-C ou Notas do Tesouro Nacional série C, ou mesmo tesouro IGP-M, são mais uma modalidade de títulos públicos. O seu rendimento se dá pela variação do IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), elaborado pela FGV e que incide sobre os aluguéis, com o acréscimo de juros que são definidos no ato da compra. No geral, ela funciona de modo muito parecido com a NTN-B, tanto na rentabilidade quanto no resgate já que o rendimento pode variar conforme o índice até a validade.

Assim como outras NTNs esse tipo de investimento também oferece os cupons semestrais com os rendimentos dos juros acrescidos durante o período e, conforme dito anteriormente, seu preço pode variar até o vencimento do título. Por isso, é  muito importante que quando um investidor opte por essa aplicação ele tenha em mente que este é um investimento de médio a longo prazo. Ou seja, no caso de uma retirada antecipada o investidor pode se deparar com uma surpresa desagradável.

 Como funciona a NTN-C?

Assim como os outros tipos de aplicações no tesouro direto, o investidor que deseja adquirir esses títulos precisa ter uma conta em uma corretora de investimento. Esse método é bem simples e padrão para qualquer pessoa física que queira investir em qualquer título público.

O próximo passo é se cadastrar no site do Tesouro Direto e conferir toda a listagem de títulos públicos que o tesouro oferece. Dentre eles, basta procurar a negociação NTN-C ou Tesouro Direto indexado ao IGP-M. No entanto é possível observar que a as ofertas para essa modalidade tem sido mais escassas no site do Tesouro, por isso é importante você ter uma boa conversa com o seu agente para analisar as possibilidades da compra desses títulos.

NTN-C e juros: qual é a relação?

 Como essa aplicação é uma modalidade com juros pré-fixada, seus valores podem se alterar conforme o tempo. As oscilações do IGP-M influenciam diretamente no preço dos títulos e também na curva de juros. Uma análise interessante a ser feita é como andam as taxas desses índices e fazer um cálculo de previsibilidade do aumento das mesmas. Se a taxa seguir em uma alta até a data do resgate, então é uma boa vantagem investir nas NTN-C.

Para que serve a NTN-C?

 Assim como as NTN-B, as NTN-C são uma boa opção para quem quer diversificar seus investimentos e focar no rendimento a médio e longo prazo. Como já foi dito anteriormente, devido a esse investimento ser variável de acordo com o índice da FGV, é interessante fazer uma análise comparativa de como anda o IGP-M para entender se esse é o investimento certo para o seu perfil. Outra observação interessante é que a oferta desses títulos são muito raras e no site do tesouro as opções que aparecem são a de recompra.

 Saiba mais sobre o tesouro direto

O tesouro direto é uma forma de investimento segura e rentável que apresenta várias opções para perfis distintos de investidores. Essa modalidade sempre foi comum em outros países e atualmente tem se popularizado cada vez mais no Brasil, batendo inclusive recordes, já que é uma das poucas maneiras onde pessoas físicas conseguem realizar investimentos seguros e acessíveis no país.

Como já foi dito no início deste artigo, o Governo Federal oferece garantias e os juros que os investidores recebem são bem mais vantajosos do que os oferecidos pela caderneta de poupança, por exemplo. A pergunta que não quer calar é: Por que mesmo você ainda usa a poupança?

Entendeu a diferença entre NTN-B e as NTN-C? E entre IPCA e IGP-M? Temos certeza de que agora ficou mais fácil compreender essas siglas todas e o que elas significam para o seu bolso. Então, continue acompanhando a Capital Research para mais materiais sobre o mercado financeiro. Nascemos com o objetivo de democratizar as informações sobre finanças e apresentar para nosso público conteúdos objetivos e simples. Porque não tem nada melhor do que informação de qualidade para nos sentirmos seguros, e não tem nada melhor do que se sentir seguro, investindo!

Recomendados

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

Como comprar ações online

Investir na Bolsa de Valores é uma realidade que pouco a pouco vem conquistando os ...

3 anos atrás

Investimentos

Concorrência monopolista: o que é, principais características e exemplos práticos

Entenda a concorrência monopolista e como ela está presente no seu dia a ...

3 anos atrás