MXRF11: saiba tudo para investir certo neste Fundo Imobiliário

O fundo disponível na Bolsa concentra os principais recursos em papéis do setor imobiliário

O investidor que possui acesso às negociações da Bolsa de Valores brasileira, a B3, tem à sua disposição, opções de investimento que vão além das Ações de grandes empresas. 

Para uma carteira diversificada, com investimentos que podem dar lucros a médio e a longo prazo, os Fundos Imobiliários apresentam-se como uma alternativa muito interessante. 

Além disso, concedem a seus cotistas a realização daquele que é o grande desejo de muitos brasileiros: investir em imóveis.

Para saber mais: IFIX: entenda o que é o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários

Os Fundos Imobiliários, ou FIIs, são formados pela união de vários investidores. Eles realizam uma aplicação conjunta e seguem uma estratégia de rendimento que é definida pela empresa gestora. Com maior aporte de recursos, há maiores chances de dividir um bom lucro entre os donos das cotas. E estes têm acesso a imóveis e aplicações caras, difíceis para um investidor ingressar sozinho.

Os FIIs da B3 são geralmente divididos em três segmentos: 

  • Fundos de Tijolo: investem em imóveis físicos para lucrar com o aluguel; 
  • Fundos de Papel: investem em papéis de Renda Fixa ligados ao setor imobiliário, como CRIs e LCIs; 
  • Fundos Híbridos: investem em imóveis físicos, papéis e até em outros Fundos Imobiliários, por isso, são chamados de Fundos de Fundos. 

Criado em 2012 e atualmente contando com quase 120 mil cotistas, o Maxi Renda é um destes FIIs Híbridos e o seu código de negociação é o MXRF11.

O que é o MXRF11 – Maxi Renda FII?

A sigla MXRF11 é o código (ticker) que o investidor com acesso à B3 precisa buscar e selecionar, se quiser adquirir cotas do Fundo Imobiliário Maxi Renda.

Classificado como Híbrido, o MXRF11 é um Fundo que aplica principalmente em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e cotas de outros FIIs. Mas também em imóveis físicos, comerciais e residenciais.

Destinado a investidores de todos os perfis, o MXRF11 é administrado pela BTG Pactual Serviços Financeiros e gerido pela XP Vista.

É um Fundo constituído sob a forma de condomínio fechado que busca gerar lucro aos cotistas pela obtenção e distribuição de renda e valorização das próprias cotas. Seu patrimônio líquido atual é de R$ 760 milhões. 

🡪 Confira todos os Fundos Imobiliários listados na B3! 

Como funciona o Maxi Renda FII

Os gestores do MXRF11 têm como estratégia aplicar os recursos que estão reunidos no Fundo em Ativos financeiros variados, porém majoritariamente em papéis.

Para valorizá-lo, são distribuídos em um mínimo de 95% dos resultados obtidos entre seus cotistas. A Taxa de Administração é de 0,90% ao ano e não há cobrança de Taxa de Performance.

Conheça as principais características do Fundo MXRF11 (em 03/2020):

Administrador: BTG Pactual Serviços Financeiros

Gestor: XP Vista Asset

Tipo do Fundo: Híbrido / Fundo de Fundos

Início: 2012

Número de Cotas: 75.381.215

Número de Cotistas: 119.149

Patrimônio Líquido: R$ 760 milhões

Taxa de Administração: 0,90% ao ano

Taxa de Performance: não cobra

Cotação atual (valor de uma cota): R$ 10,09

Meta de rendimento: superar o NTN-C com prazo mínimo de 6 anos

Último rendimento: R$ 0,09

Como investir no MXRF11

O caminho para se ter acesso às cotas do Maxi Renda é do mesmo modo de todos os investidores que estão aptos a comprar e vender Ativos na Bolsa de Valores.

É preciso abrir conta em uma instituição financeira autorizada para operar na bolsa brasileira. Uma vez que a conta esteja aberta, o investidor recebe do banco ou da corretora de valores uma plataforma digital com senha para entrar nos ambientes comerciais controlados pela B3.

É dentro dessa plataforma digital conhecida como Home Broker que o investidor digita o código MRFX11. Depois ele seleciona o número de cotas que deseja e envia a ordem de compra transferindo dinheiro da sua conta. 

Porém, antes de fazer a aquisição, consulte especialistas com experiência no mercado financeiro que lhe ajudarão a escolher os Fundos Imobiliários mais adequados para o seu perfil de investidor.

🡪 Conheça os perfis de investidor e saiba em qual você se encaixa!

Vale a pena investir no MXRF11?

Investir no MXRF11 representa diversificar a carteira com investimentos mais ligados a papéis do setor imobiliário do que propriamente em imóveis físicos.

Estes mesmos papéis, no entanto, têm participação em imóveis de diversos setores como shoppings, centros logísticos, loteamentos, prédios corporativos e residenciais.

A rentabilidade atual do Fundo é negativa: -3,34% no mês. No IFIX, índice que segue e reflete os principais Fundos Imobiliários listados na B3, o MXRF11 tem representatividade de 1,25%.

Este Fundo não é garantido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), o que significa que o investidor está sujeito a perdas sem remuneração em caso de queda no valor dos Ativos. 

Encontre as melhores recomendações de investimentos no site da Capital Research!

Recomendados

Investimentos

IFIX: Entenda o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários

Semelhante ao Ibovespa, indicador aponta o desempenho médio do mercado de fundos de ...

2 anos atrás

Investimentos

KNRI11: saiba tudo para investir certo neste Fundo Imobiliário

Fundo gerido por um dos braços do Banco Itaú, ele é composto por 19 imóveis no ...

2 anos atrás

Investimentos

BCFF11: tudo sobre o fundo imobiliário do banco BTG Pactual

BCFF11 é um fundo de investimento imobiliário do banco BTG Pactual. Conheça ...

2 anos atrás