Litecoin: conheça essa moeda virtual e veja se vale a pena investir

Litecoin é uma moeda virtual, ou criptomoeda, também conhecida como prata digital. Veja como funciona e se vale a pena investir

Já ouviu falar sobre Litecoin? Ou ainda pensa que o mercado de criptomoedas é formado apenas por Bitcoins?

Embora criada há 8 anos, a Litecoin ainda está se consolidando no mercado como um ativo rentável e atrativo.

Talvez esse processo de consolidação em curso se explique pela própria incerteza que persiste em relação às negociações com base na blockchain. 

Diferentemente das bolsas tradicionais, nesse espaço virtual, não há empresas, governos ou instituições impondo regras. 

Tudo é regulado por algoritmos, códigos e sentenças matemáticas; o que, por mais que pareça estranho, faz com que as negociações sejam ainda mais seguras.

Por isso, queremos mostrar neste artigo o que é Litecoin e o que essa cryptocurrency representa no mercado de ativos digitais. 

Vá em frente e entenda o que está por trás de uma modalidade de investimento que cresce em ritmo acelerado.

O que é Litecoin?

Litecoin (LTC) é, por definição, uma das altcoins disponíveis para negociação nas plataformas digitais de criptomoedas. 

O prefixo “lite” faz referência à leveza — o que, aqui, não tem relação com pesar mais ou menos, mas sim ao volume negociado por unidade de tempo. Vamos nos aprofundar nesse aspecto mais à frente.

Essa criptomoeda foi criada em 2011, com o objetivo de ser justamente uma alternativa ao Bitcoin, que, até então, reinava solitário nesse mercado. 

Seu autor é o engenheiro de software norte-americano Charles Lee, antigo colaborador do Google, que fez parte da equipe que criou o navegador Chrome.

Rapidamente, a Litecoin alcançou índices expressivos de rentabilidade, chegando a se valorizar em mais de 1.000% entre abril e novembro de 2013. 

Embora essa marcha tenha diminuído de ritmo, a LTC ainda segue como um investimento atraente, em função dos rápidos aumentos de preço em curtos períodos.

Quanto a moeda Litecoin vale?

Uma Litecoin, hoje (novembro/2019), vale aproximadamente R$ 210,00. 

No entanto, como já dissemos, a volatilidade do mercado de criptomoedas faz com que os preços oscilem muitas vezes de forma drástica.

Já em relação ao dólar americano, essa cotação está, em novembro de 2019, em cerca de US$ 47,00.

Aliás, o mês de novembro tem gerado muita expectativa por parte dos investidores, já que nele foi registrada a maior queda diária em 2 meses. 

Em apenas um dia, a LTC sofreu uma redução de cerca de 11% em seu valor frente ao dólar.

A título de comparação, a máxima histórica dessa cryptocurrency foi atingida em dezembro de 2017, quando chegou a valer US$ 420,00. Os dados apresentados são do portal Investing.com.

Isso significa que investir nesse ativo agora não é interessante? Depende. 

Afinal, são os momentos de queda que apresentam as melhores oportunidades de lucro. 

Isso, claro, desde que o investimento seja feito na zona de suporte adequada. Afinal, é possível que uma tendência de queda persista por mais tempo do que o esperado. 

Cabe ao trader analisar e se informar para poder investir na hora certa.

Litecoin x Bitcoin

Criptomoedas são conseguidas por um processo ligeiramente diferente de uma ação ou de uma commodity, embora possam também ser negociadas da maneira tradicional.

Por serem ativos 100% digitais, ou seja, títulos que não são emitidos fisicamente, elas podem ser captadas por um processo eletrônico conhecido como mineração. 

É nesse ponto que a LTC começa a apresentar certas vantagens em relação à criptomoeda mais famosa, a Bitcoin.

Isso, porque a rede na qual a Litecoin se encontra, é capaz de fornecer moedas virtuais até quatro vezes mais rápido do que a BTC. 

Significa que, enquanto um bloco de Bitcoin é processado em 20 minutos, um de Litecoin pode demandar, aproximadamente, 4.

Outro aspecto que torna a LTC interessante é que, hoje, o seu volume produzido é maior, o que aumenta o potencial de ganhos, já que há mais blocos disponíveis.

Como comprar Litecoins

Basicamente, há três maneiras de se negociar Litecoins:

  • Por meio de mineração virtual
  • Trocando por outra moeda virtual em transação de câmbio
  • Comprando diretamente com exchanges que trabalhem com essa criptomoeda.

O trader deve permanecer atento, já que existe, no mercado de moedas virtuais, empresas de pouca credibilidade, interessadas apenas em se aproveitar da boa-fé de terceiros. 

Muitas delas praticam scam, a fraude virtual que se caracteriza por falsas promessas de ganhos elevados e fáceis.

O que saber antes de investir em criptomoedas

Sendo ainda um mercado pouco regulado, toda atenção é pouca na hora de escolher uma plataforma para negociar cryptocurrency.

Portanto, o primeiro aspecto para o qual o trader deverá se atentar na hora de investir é certificar-se de que o site da operadora apresenta um selo de segurança. 

Como já exposto, o mercado de ativos digitais não é regulado pelas instituições tradicionais, então, o trazer dificilmente terá seu prejuízo recompensado caso seja vítima de um golpe.

Além disso, como todo investimento de risco, a compra de Litecoin pode gerar perdas, portanto, considere uma margem de prejuízo aceitável antes de negociar.

Por fim, mas não menos importante, mantenha-se bem informado, acessando o blog da Capital Research. 

Aqui, você fica por dentro do mercado financeiro de maneira simples e direta.

Aproveite e inscreva-se em nosso site para receber conteúdo útil diretamente em seu e-mail.

Recomendados

Investimentos

EBIT: entenda esse indicador de lucro nas empresas

EBIT, ou Earnings Before Interest and Taxes, é um importante indicador operacional. ...

2 anos atrás

Investimentos

Cash & carry: conheça detalhes sobre essa estratégia

Entenda mais sobre essa estratégia de arbitragem na qual o investidor é, ao mesmo ...

3 anos atrás

Investimentos

Liquidez e Rentabilidade: entenda melhor a diferença entre esses termos financeiros

Saiba mais sobre esses conceitos fundamentais do mercado financeiro e como se ...

3 anos atrás