Investimento imobiliário: como aplicar com menor risco

Quer fazer um investimento imobiliário? Confira os tipos de investimentos, vantagens e como realizar aplicações com menor risco.

Quer saber como funciona o investimento imobiliário? Existem várias formas de investir no setor, e a escolha da modalidade depende do seu perfil e objetivo financeiro. Por isso, fazer um mapeamento completo das opções disponíveis é primordial para garantir maior segurança ao aplicar recursos.

É possível investir de maneira tradicional, por exemplo, ao comprar um imóvel físico para alugar ou vender. Ou ainda investir no mercado financeiro, justamente no setor de imóveis, por meio de fundos e títulos. De acordo com a sua escolha, é preciso ficar atento a aspectos como liquidez e rentabilidade.

Quer saber mais sobre o investimento imobiliário? Siga com a leitura e confira.

O que é investimento imobiliário

Investimento imobiliário, como o próprio nome diz, é aquele realizado no setor imobiliário. Pode ser comprar uma casa, apartamento ou terreno, por exemplo, para lucrar com aluguel ou uma renda futura  — ou ainda para morar, caso o imóvel próprio seja um objetivo financeiro. 

Além disso, é possível fazer aplicações financeiras no setor imobiliário a partir de ações, fundos de investimentos e títulos, por exemplo. Conforme veremos no tópico a seguir, há opções para todos os perfis de investidor.

Tipos de investimento imobiliário

Confira abaixo os principais tipos de investimento imobiliário disponíveis no mercado:

Compra direta de imóvel

A compra direta de um imóvel é um investimento se o seu objetivo for lucrar com a operação. Trata-se de um método tradicional em que o investidor adquire um imóvel para alugá-lo ou vendê-lo posteriormente em um cenário de valorização imobiliária.

Nesse modelo, pode ser necessário realizar reformas para valorizar o imóvel. Há ainda a possibilidade de comprar terrenos para construção com a mesma finalidade. Mas é preciso considerar a baixa liquidez desse tipo de investimento.

Compra de imóvel na planta

Outra opção é a compra de imóvel na planta. De modo geral, o preço desse tipo de imóvel é mais baixo em relação a casas e apartamentos prontos. Assim, o investidor efetua a compra e, quando a construção estiver pronta, realiza a venda por um valor maior em relação ao montante que investiu inicialmente. 

Mas, nesse caso, é preciso lidar com os riscos de comprar imóvel na planta  — como o de que a construção não seja concluída devido ao não cumprimento do contrato por parte da construtora.

Títulos imobiliários

Os títulos imobiliários são títulos de crédito emitidos por bancos com o objetivo de financiar operações no setor, como os empréstimos e financiamentos de imóveis, por exemplo. Esses papéis entram na categoria de renda fixa. Na prática, o investidor adquire os títulos e, ao resgatar a aplicação, recebe o montante acrescido de juros. Há diferentes títulos imobiliários disponíveis no mercado:

  • LCI: Letra de Crédito Imobiliário
  • CRI: Certificado de Recebíveis Imobiliários
  • LH: Letras Hipotecárias.

 

Fundos imobiliários

Por sua vez, os fundos imobiliários (FIIs) reúnem grupos de pessoas que realizam aplicações em conjunto no setor imobiliário. Cada investidor se torna um cotista e recebe rendimentos proporcionais ao número de cotas que detém. Já os recursos podem ser destinados a imóveis físicos ou ativos do setor. Há três classificações:

  • Fundos de tijolo: investimentos em imóveis físicos que remuneram por meio da renda de aluguel ou lucro com venda
  • Fundos de papel: investimentos em títulos de renda fixa
  • Fundos híbridos: investimentos em uma carteira que mistura fundos de tijolo e de papel.

Por que investir em fundos imobiliários

Agora que você conhece os diferentes tipos de investimento, descubra as principais vantagens de fazer aplicações em fundos imobiliários:

Maior diversificação

Fundos imobiliários permitem diversificar a carteira por meio de um único investimento, uma vez que os recursos podem ser aplicados em diferentes ativos ao mesmo tempo. Em termos práticos, essa flexibilidade permite minimizar os riscos e custos. Como consequência, a rentabilidade aumenta. Além disso, é possível começar a investir com valores iniciais baixos.

Maior liquidez

Outra vantagem é a liquidez, que varia conforme o fundo. Trata-se da capacidade de converter os valores aplicados em caixa com rapidez e sem perder dinheiro com o resgate. Ao investir em FIIs, o investidor tem a possibilidade de vender os ativos que detém como cotista. 

A liquidez dos fundos, portanto, é maior quando comparada à compra de imóveis físicos. Isso acontece porque, nesse último caso, a venda depende da demanda pelo imóvel no mercado.

Menor risco

Também vale destacar o menor risco dos fundos imobiliários. É uma consequência do que acabamos de mencionar nos tópicos anteriores. Com maior diversificação de ativos e maior liquidez, a modalidade se torna uma opção interessante para investidores que não estão dispostos a correr os riscos do mercado acionário. 

Além disso, é importante considerar que a gestão dos ativos é feita por um gestor especializado, que monta a estratégia e direciona os recursos dos cotistas.

Menor volatilidade do que as ações

Traduzida como a oscilação de preços dos ativos, a volatilidade dos fundos imobiliários é menor em relação às ações negociadas na bolsa de valores. Essa vantagem ocorre porque os ativos do setor estão vinculados a fatores como vacância e contratos estabelecidos. 

Já as ações dependem dos números gerais do mercado e, portanto, apresentam maiores flutuações em relação aos preços.

E aí, gostou de conhecer os tipos de investimento imobiliário? Acompanhe outros conteúdos exclusivos do blog para aprender mais sobre investimentos e fazer o seu dinheiro crescer. Se as dicas foram úteis, compartilhe este artigo.

Recomendados

Investimentos

Como funciona o procedimento de Incorporação Imobiliária?

Saiba como o procedimento de incorporação imobiliária é realizado e tire suas ...

3 anos atrás

Investimentos

Especulação imobiliária: como funciona e como investir

A especulação imobiliária é um investimento com alto potencial de retorno. Veja ...

3 anos atrás

Investimentos

Fundo imobiliário: como funciona para investir em FIIs

...

2 anos atrás