Hot Money: o que é e quando contratar?

Entenda o que é Hot Money, suas vantagens e desvantagens e quando uma empresa pode recorrer a este tipo de empréstimo

hot money

Quem administra uma empresa já pensou, pelo menos uma vez, no que faria caso encarasse um problema financeiro em seus negócios. Este tipo de pensamento não é à toa, já que o setor financeiro de uma empresa tem em mãos as saídas e entradas de caixa que são planejadas, mas que muitas vezes não são suficientes.

São nesses momentos que empresas podem passar por situações que a deixem sem capital de giro para novas negociações ou pagamentos de fornecedores e os motivos são variados: planejamentos de fluxo de caixa inadequados ou baixas margens para cobrir desfalques são os principais para que esses tipos de problema aconteçam.

Para situações emergenciais, como estas, há uma solução chamada Hot Money.

 

O que é Hot Money?

Hot Money é uma modalidade de empréstimo empresarial de curto prazo, que busca soluções emergenciais para cobrir déficit no fluxo de caixa. A ideia desta linha de crédito é que a empresa tenha dinheiro rápido para resolver seus problemas, mas que também quite a tomada deste montante entre 1 e 29 dias, ou seja, um prazo mais curto.

O termo, traduzido ao português, significa “Dinheiro Quente”, que define a verba que passa de uma empresa para a outra rapidamente: a empresa garante a verba com o banco e a utiliza para pagar sua dívida com o credor; após um curto período e com a margem vinda do próprio negócio, faz a devolução do valor emprestado ao banco; não dá tempo do dinheiro “esfriar”.

 

Quando contratar o hot money?

Apesar do dinheiro rápido parecer a salvação para os momentos de aperto, contratar um Hot Money requer certos cuidados. É indicado que a sua contratação aconteça apenas em momentos emergenciais, quando a empresa realmente não possui fluxo de caixa para cumprir suas responsabilidades financeiras, como o pagamento de um fornecedor ou a chegada de um grande lote de produtos que só dará o retorno financeiro equivalente no próximo mês.

Antes da contratação, é necessário prever quando a empresa terá o retorno desta verba tomada, assim será possível definir se a melhor linha de crédito é o Hot Money ou algum outro empréstimo empresarial.

Desta forma, é possível prever a quitação do contrato sem que haja risco de perda de bens penhorados ou hipotecados.

É importante entender quando e como o uso deste dinheiro rápido é válido. A utilização recorrente desta linha de crédito pode demonstrar falhas no planejamento de caixa de uma empresa e, nestes casos, é mais adequado buscar por outras fontes que tenham pagamentos mais longos e com parcelas em valores mais viáveis.

 

Quais as vantagens e desvantagens?

 

– Por que contratar um Hot Money?

  • Dinheiro rápido: rapidez e facilidade na quitação de pagamentos ou capital de giro para manter a empresa funcionando corretamente;
  • Menos burocracia na hora da contratação: basta direcionar uma garantia, valor requisitado e prazo necessário para pagamento;
  • Não exige justificativas para solicitar o valor: os valores podem ser liberados por e-mail, contato telefônico ou fax;
  • Liberação do valor em um dia: os contratos são pré-aprovados pelas instituições financeiras;
  •  

– Por que não contratar?

  • Altas taxas de juros, comparada à outras modalidades: o cálculo é feito com base na taxa CDI com acréscimo de impostos;
  • Necessidade de garantia para liberação do crédito: documentos como notas promissoras, hipotecas, penhoras de bens ou outras fontes;
  • Curtíssimo prazo para quitação: o tempo para devolução do valor varia entre 1 e 29 dias.

 

Como ganhar dinheiro em cima do hot Money?

Quando há poder de barganha, é possível ganhar dinheiro em cima do Hot Money.

Se o empresário possui uma grande oportunidade de negociação, com valores abaixo do mercado, mas um curto prazo para fechar negócio, esta pode ser uma ótima opção, contanto que os juros pagos pelas operações sejam menores que o desconto negociado com os fornecedores.

Outra vantagem, para quem está sempre de olho no mercado financeiro e nas altas e baixas das taxas de juros, é que a base de cálculo estará suscetível às quedas. Nestes momentos, quem está sempre alerta nas posições pode garantir melhores acordos.

 

Como contratar o hot money?

Para contratar este tipo de empréstimo empresarial, é preciso entrar em contato com o banco parceiro da empresa e fazer uma proposta. A instituição financeira irá avaliar e aprovar ou recusar a proposta de empréstimo.

A partir daí, é criado um contrato que definirá, também, quais as garantias do acordo, os juros que serão cobrados e o prazo para quitação.

Cada banco possui as suas taxas, mas a prática do mercado é que o cálculo seja baseado no CDI (Certificado de Depósito Interbancário) do dia da aquisição, acrescido de impostos, como PIS e COFINS.

Para calcular o valor a ser pago ao banco na devolução do valor tomado pelo seu hot Money, é necessário saber qual a taxa de juros mensal cobrada e, então, calcular o valor desta taxa de acordo com os dias que o empresário levou para quitar esta dívida.

Gostou do artigo? Então se inscreva na newsletter da Capital Research e recebe conteúdos exclusivos todos os dias.

Recomendados

Investimentos

Análise de custos: o que é, para que serve e como fazer

Entenda a importância, quais os métodos mais utilizados e de que forma a análise ...

3 anos atrás

Investimentos

Ações preferenciais ou PN: entenda qual a vantagem

Ações preferenciais ou PN são ações com prioridade na distribuição de ...

3 anos atrás

Investimentos

Aprenda como calcular prestações, de forma rápida e prática

Calcular suas prestações é essencial, não importa qual seu ramo de negócios. ...

3 anos atrás