Hipoteca reversa: o que é e como funciona? Saiba tudo aqui!

O sistema de hipoteca reversa pode ser uma forma para idosos que possuam imóveis conseguirem renda. Entenda agora como isso funciona e saiba se é uma boa opção

Recurso utilizado com frequência nos Estados Unidos, principalmente após a crise financeira de 2008, a hipoteca reversa pode ser uma boa opção para idosos brasileiros que tenham imóvel e procuram uma renda para seu dia a dia.

Em linhas gerais, esse é o sistema no qual o cidadão, com idade geralmente acima dos 60 anos, contrata um empréstimo que é pago mensalmente por uma instituição financeira. Para ter direito ao dinheiro, é necessário deixar como garantia sua casa ou apartamento, por exemplo.

A hipoteca reversa é um sistema complexo e que deve ser detalhado em normas de contratação, mas que pode trazer tranquilidade a pessoas que, muitas vezes, possuem o imóvel mas não a liquidez.

A proposta está sendo formalizada no Brasil em um Projeto de Lei em tramitação na Câmara dos Deputados. Neste artigo você vai conhecer detalhes da legislação, a fim de avaliar se pode ser um caminho para sua família.

O que é hipoteca reversa?

Antes de falar do conceito propriamente dito, é importante entender o que é a hipoteca em si. Como já foi dito no início do artigo, trata-se de uma linha de crédito com grande aceitação e utilização nos Estados Unidos – é algo tão popular e comum por lá que às vezes podemos ver a situação explorada em roteiros de filme, por exemplo.

Em linhas gerais, a hipoteca consiste em deixar um imóvel como garantia em troca de um empréstimo, que será concedido com prazo longo e a juros baixos – se quiser entender um pouco mais como funcionam os acréscimos nos empréstimos, leia este conteúdo do nosso blog sobre o assunto

Apesar de os bancos brasileiros em algum momento já terem oferecido essa proposta, trata-se de uma prática que, emperrada em questões jurídicas locais, deixou de ser buscada e até mesmo oferecida. 

O termo tem voltado aos noticiários econômicos brasileiros com uma proposta do governo federal. Desde o primeiro semestre de 2019, a proposta da hipoteca reversa está sendo avaliada e, como veremos a seguir, prossegue em tramitação na Câmara dos Deputados para formalizar a nova legislação. 

A hipoteca reversa proposta pelo governo é destinada a ser uma opção aos idosos – eles hipotecariam a própria casa e receberiam, na troca, uma renda que seria vitalícia. 

Os idosos com o imóvel quitado podem obter empréstimos de instituições bancárias, colocando o bem como garantia e, nesse caso, sem precisar sair da residência. 

Na prática, o patrimônio passa a pertencer ao contratante, que vai fornecer uma espécie de mesada vitalícia ao idoso. Os cálculos referentes a esse valor mensal serão efetuados pelo banco, levando em conta o valor da unidade e a expectativa de vida dos proprietários, além do risco de uma possível desvalorização do imóvel. 

Com a morte do credor, que representa o fim do contrato, a dívida é liquidada e o imóvel passa a ser da instituição bancária.

Na opinião de especialistas, a proposta da hipoteca reversa seria um bom recurso para idosos que possuem imóvel próprio e que, durante o momento de crise que o Brasil vive, poderiam encontrar dificuldades para vender e, assim, obter recursos importantes para sua sobrevivência ou planejamento dos próximos anos na terceira idade. 

É uma forma de o idoso com patrimônio ter a liquidez. Aqui neste artigo, explicamos um pouco mais sobre as opções de aposentadoria existentes no Brasil.

Os herdeiros deixam de ter direitos sobre o imóvel?

Toda discussão que envolve o patrimônio de famílias repercute diretamente na questão do inventário e de herança. 

Como, no caso da hipoteca reversa, o imóvel já é colocado como garantia – mesmo que os credores continuem ocupando as instalações –, o assunto recebe atenção especial. 

Com o fim do contrato estabelecido, por ocasião da morte dos idosos, caberá aos herdeiros a tomada de decisão junto à instituição bancária. Se escolherem continuar com o imóvel, terão de se mobilizar e quitar, junto ao banco, o valor restante da dívida contraída.

Se a família optar por abrir mão da unidade, ela será vendida – o valor pago ao banco será a quantia que o credor emprestou. Se a negociação gerar sobra nesse valor, o excedente será dividido na forma de herança. 

Como está a legislação da hipoteca reversa no Brasil?

Apesar de ter sido anunciada como ideia do governo ainda no primeiro semestre de 2019, a lei que regulamenta a hipoteca reversa no Brasil ainda está em tramitação na Câmara dos Deputados. 

A proposta, de autoria do deputado Vinicius Farah, do MDB do Rio de Janeiro, tem a seguinte ementa: “Institui o sistema de hipoteca reversa para pessoas consideradas idosas amparadas pelo Código do Idoso”.

O Projeto de Lei 3096/2019, cujo andamento pode ser acompanhado neste link, está sob as análises das Comissões, que são etapas que antecedem a votação. 

Como essa é uma modalidade que costuma ter melhor receptividade com as pessoas mais velhas, a proposta de lei está diretamente ligada ao Estatuto do Idoso e, por isso, destina-se a esse público. Com a lei aprovada, todas as delimitações e outras regras deverão ser definidas. 

Apesar de ainda não estar completamente regulamentada, a hipoteca reversa pode ser uma boa oportunidade para que idosos com o imóvel quitado possam ter a mesada vitalícia, vivendo em maior tranquilidade financeira, colocando sua residência como garantia a uma instituição bancária. 

Para ler mais sobre o tema, confira este artigo sobre o assunto que foi publicado em nosso site. 

E se você também ficou interessado na possibilidade de ter uma mesada vitalícia, saiba que existem outras maneiras de conseguir uma boa renda mensal, fazendo com que seu dinheiro opere nos melhores investimentos. Clique aqui e conheça esses produtos.

Recomendados

Investimentos

Investir em imóveis: Ainda vale a pena?

Retomada no setor tem atraído novamente os investidores. Conheça diferente formas ...

3 anos atrás

Investimentos

Ativo gerador de renda: o que é, tipos e como investir

Entenda mais sobre investimentos em ativos geradores de renda como imóveis ou ...

3 anos atrás

Investimentos

Benfeitoria: o que é, tipos e ressarcimento

Benfeitoria é toda obra que melhora um imóvel, mas nem todas são iguais. Veja os ...

2 anos atrás