Diferenças entre corretora e gestora: saiba tudo antes de investir

Veja como funciona cada uma das instituições e qual a melhor para realizar investimentos

Diferenças entre Gestora e Corretora

Quando pensamos em realizar investimentos, surgem várias dúvidas e receios. Questionamentos como qual a opção mais segura para investir e qual delas trará maior rentabilidade, bem como onde podemos encontrar esses produtos, são normais. A sua resposta nessas duas opções: corretora ou gestora de investimentos.  

A partir daí, surge outra insegurança: qual essas escolhas é a melhor? Para que essa questão fique mais clara na sua cabeça, vamos explicar melhor as diferenças entre corretora e gestora. Confira a seguir.

O que é corretora?

Vamos por partes, então? Começamos esse artigo explicando individualmente como funciona cada uma. De início, para que você entenda melhor as diferenças entre corretora e gestora, vamos situar para você o que é uma corretora.

Esse tipo de instituição oferece diversos produtos. Entre eles, podemos citar alguns como:

  • Títulos de renda fixa (LCI, LCA, Tesouro Direto);
  • Renda variável (ações, FIIs);
  • Fundos de investimentos;
  • Investimentos considerados mais estruturados.

Na corretora de valores, você escolhe manualmente onde deseja colocar seu dinheiro. Além disso, para aqueles que estão iniciando no mercado de investimentos, boa parte dessas instituições oferece um assessor. Ele vai analisar seu perfil de uma maneira mais pessoal e focar no seu tipo de investimento. Trata-se de uma espécie de consultoria.

O que é gestora?

A gestora, por outro lado, realiza um papel semelhante ao do seu assessor, mas com uma pequena – e significativa – diferença: enquanto na corretora o assessore sugere investimentos, aqui, a gestora coloca seu dinheiro nas aplicações disponíveis que se enquadram no seu perfil, levando em conta algumas peculiaridades:

  • Sua afinidade com risco (conservador, moderado ou arrojado);
  • Tempo de investimento (curto, médio ou longo prazo).

A gestora de valores, de fato, leva em consideração um número menor de critérios. Em suma, é uma forma considerada menos personalizada, mas que abrange mais pessoas. Como vantagem, você não tem trabalho nenhum, sendo tudo administrado pela instituição.

Principais diferenças entre corretora e gestora

Embora já tenhamos visto algumas acima, vamos deixar mais claro quais as diferenças entre corretora e gestora. Acompanhe:

 

  • Tipos de investimentos

 

A corretora é, digamos, mais limitada nesse quesito. Ela oferece ao cliente apenas investimentos próprios da instituição. Por outro lado, a gestora costuma ter mais possibilidades a oferecer, visto que a maioria delas não possui produtos próprios. Com isso, você pode trabalhar com carteiras diversificadas, o que reduz os riscos. Em resumo, a primeira vende produtos, com o cliente escolhendo quais os investimentos, enquanto a segunda recomenda e gerencia as suas aplicações.

 

  • Modelo de negócios

 

Essa é uma das mais importantes diferenças entre corretora e gestora. Enquanto a gestora preza pela tomada de decisões, tornando o serviço quase automático, a corretora tende a recomendar investimentos a partir de produtos financeiros próprios.

 

  • Riscos

 

Com relação aos riscos, não há muitas diferenças entre corretora e gestora. Isso porque, caso a corretora quebre, por exemplo, o sistema financeiro possui mecanismos que protegem o investidor.

 

  • Custos

 

Nesse caso, a diferença entre corretora e gestora é importante. Afinal, a corretora oferece custos maiores na comercialização de produtos. Isso porque são cobradas taxas de administração e de custódia em percentuais mais elevados do que outros agentes do mercado. Já a gestora ganha de acordo com o investimento de seus clientes, com o pagamento podendo ocorrer através de uma taxa relativa ao montante investido ou por meio de comissões sobre os lucros.

Home Broker

Aqui não há diferença entre corretora e gestora. As duas instituições podem oferecer o Home Broker, plataforma que permite aos clientes acessar os serviços oferecidos pela internet. Além disso, ela fornece cotações de ativos em tempo real, bem como suporte e auxílio para quem contrata.

Qual a melhor opção para investir?

A melhor opção para investir vai depender do seu perfil de consumidor. Isso porque a grande diferença entre corretora e gestora é sua possibilidade tomar decisões, mesmo com sugestões por parte de assessores (corretora) ou “automatizar” o serviço, caso você prefira não ter trabalho nessa questão, deixando que a instituição aja da melhor forma com o seu dinheiro (gestora). Entretanto, é preciso ressaltar que, em ambos os casos, você precisará confiar em outros profissionais. Portanto, escolha uma alternativa, mas opte por empresas que tenham experiência e credibilidade no mercado.

Recomendados

Investimentos

Como comprar ações: confira o passo a passo e 4 formas diferentes para voce começar a investir agora!

Devido à queda da taxa SELIC e a baixa rentabilidade da renda fixa, demanda-se ...

3 anos atrás

Investimentos

Conheça os principais tipos de investimento do mercado financeiro

Aprenda sobre os tipos de investimento disponíveis, seus respectivos níveis de ...

3 anos atrás

Investimentos

Entenda o que é uma carteira de investimentos e como montar a sua

Construa seu perfil de investidor para descobrir qual estrátegia se encaixa melhor e ...

3 anos atrás