Diferença de preço e valor no mercado de ações

Entenda a diferença de preço e valor para fazer investimentos assertivos no mercado de ações

Aqui no site da Capital Research vamos te explicar de forma simples como funciona o Mercado de ações, assim você será capaz de fazer escolhas mais assertivas e ter maior segurança de como ter bons retornos financeiros. Vamos lá?

O que é valor?

De forma simples e direta, o valor da ação é o que o produto tem a oferecer a você.

O valor é algo que chega a ser abstrato, mas ele está diretamente relacionado com o que a empresa tem a oferecer aos que serão seus acionistas.

São exemplos de itens que valorizam a empresa: as projeções de crescimento, os atrativos, as possibilidades de expansão, a qualidade do produto e a qualidade da gestão.

Aspectos fundamentais que proporcionam boas análises à longo prazo são essenciais e estão relacionados ao valor da empresa.

Para um exemplo mais prático: você pode também comparar o termo ‘valor’ com a valorização de um imóvel. Quando se adquire um imóvel, é necessário levar em conta a possível valorização dele com o tempo.

Por isso é importante conhecer a vizinhança, verificar a possibilidade de dar algum upgrade no imóvel, são esses pormenores que fazem a diferença, tanto quando o assunto é imóvel ou uma ação na Bolsa de Valores.

O que é preço?

Na diferença entre preço e valor no Mercado de Ações, entender o conceito de preço é um pouco mais simples.

O preço da ação é definido quando o IPO (Initial Public Offering), que é onde a companhia abre o capital de sua empresa, começa a fazer parte da listagem da Bolsa de Valores.

A cotação inicial é definida neste processo para sua estreia no Mercado. Essa cotação pode ser feita com base no valor das frações existentes, que é a divisão entre o capital social pelo número de papéis. As cotações para definição do preço são ajustadas de acordo com:

  • as condições do mercado, ou seja, se existe procura;
  • no negócio em si, e isso leva em consideração o gerenciamento da empresa (quanto melhor gerido, mais atrativo);
  • nos lucros, ou seja, o mercado busca saber como anda o faturamento da empresa nos últimos tempos;
  • proventos (distribuição dos lucros);
  • endividamento, ninguém quer investir em uma empresa com alto endividamento.

O preço é aquele que aparece no Home Broker, que é o principal acesso à Bolsa de Valores.

Lógico que não é possível prever 100% de como o Mercado irá agir perante suas ações, pois ele é dinâmico e, muitas vezes, imprevisível.

Tudo é baseado em projeções e previsões, mas é com base nesses parâmetros que se pode definir o preço de uma ação na Bolsa de Valores.

Qual a diferença de preço e valor?

Pode-se concluir que o Preço é o valor da cotação do ativo, ou seja, da fatia da empresa disponível no Mercado de Ações. Valor é aquilo que a empresa tem a oferecer.

Entender a diferença é essencial para que você não seja enganado quando entrar no Mercado de Ações. Seja para abrir o capital de sua empresa ou investir na Bolsa, é necessário entender esses termos.

E como se aplica no mercado de ações?

Entendendo a diferença entre os dois termos, agora iremos entender como a diferença de preço e valor se aplicam no Mercado de Ações.

Quando você consegue perceber o Valor, é possível ter o entendimento se o serviço ou produto vale o Preço que você irá investir, ou, se de fato, sua expectativa ou necessidade foram realizadas.

Toda vez que for pensar em ações na Bolsa, pense no Custo X Benefício, que é a relação direta entre o Preço que se paga e o Valor que a ação possui.

Investimentos Conservadores X Investimentos de Risco no Mercado de Ações

Agora que já existe o entendimento sobre a diferença de preço e valor no Mercado de Ações, você precisa começar de alguma forma, certo?

Existem vários tipos de investimentos e retornos nesse mercado tão arriscado e, ao mesmo tempo, tão recompensador.

Os tipos de investimento mais falados são títulos do Tesouro Nacional, poupança, ações de grandes empresas, etc. Até para esse tipo de investimento existem diferenciações, vamos conhecê-las?

Investimento Conservador

Considerados os de baixíssimo risco, o Investimento Conservador costuma ser estável, positivo e ter pouquíssimas oscilações. Eles são investimentos de renda fixa, ou seja, você investe em algo que receberá a remuneração no prazo acordado de qualquer forma.

São poucos os riscos, então a liquidez da ação é extremamente alta. O investimento pode ser recuperado a qualquer momento, vendendo ou resgatando, podendo ocorrer antes da data do vencimento.

Exemplos de investimentos conservadores:

  • poupança;
  • CDB-DI com liquidez diária;
  • fundos de renda fixa conservadora;
  • título público;
  • Tesouro Selic (LFT).

Investimento de Risco

Esse é o tipo de investimento para quem gosta de estar no limite ou que tem um pouco mais de dinheiro para ‘apostar’. Geralmente os investimentos de risco costumam ter maior potencial de rentabilidade, podendo render bem acima da taxa básica de juros.

Mas é importante lembrar que o grau de incerteza nesse tipo de investimento é grande. A chance de o investimento acabar dando um retorno abaixo do esperado existe, por isso é necessário levar em conta que a perda pode virar prejuízo, ultrapassando o valor investido originalmente.

Nesse tipo de investimento, é importante entender muito bem o mercado, aí os riscos se tornam menores.

Exemplos de investimento de Risco:

  • fundos de ações;
  • fundos multimercados com investimento em renda variável;
  • mercado futuro;
  • mercado de opções;
  • fundos alavancados;
  • FIDCs;
  • ações da bolsa.

Valuation: você entende o conceito?

Agora que você entende a diferença de preço e valor, compreende o que é investimento Conservador e de Risco, falar sobre Valuation se torna mais do que necessário.

Valuation é o conjunto de técnicas utilizadas para dar o valor da empresa. Ele também permite medir o peso dos riscos e das oportunidades para a mesma.

Na tradução livre, Valuation significa “Avaliação de Empresas”. Ou seja, ele é a sistematização de técnicas e aplicação de ferramentas que permitem dizer o quanto uma empresa vale.

Para ser mais simplista: Valuation é o recurso quantitativo para se definir aspectos qualitativos do negócio.

O Valuation pode ser utilizado para determinar um valor justo de um negócio, determinar o retorno previsto de suas ações e até mesmo para a entrada de um novo sócio no negócio. É com base nele que analistas da Bolsa de Valores fazem suas recomendações de compra ou venda, comparando sempre com o preço atualizado das ações da empresa listada na bolsa.

Gostou do artigo? Então assine a newsletter da Capital research e receba, diariamente, informações sobre investimentos.

Recomendados

Investimentos

Ação Vale: saiba as informações principais e o que pode afetar em seu valor

Conheça mais sobre a VALE3, código das ações da Vale, e entenda quais fatores ...

3 anos atrás

Investimentos

Aprenda como calcular prestações, de forma rápida e prática

Calcular suas prestações é essencial, não importa qual seu ramo de negócios. ...

3 anos atrás

Investimentos

Ativo gerador de renda: o que é, tipos e como investir

Entenda mais sobre investimentos em ativos geradores de renda como imóveis ou ...

3 anos atrás