Debêntures Incentivadas: guia completo para aprender tudo sobre!

Saiba o que são, como investir, quais são as vantagens, desvantagens e muito mais!

Se você está começando a conhecer o mercado financeiro agora, saiba que é fundamental compreender todos os termos e opções disponíveis desse universo. Um desses termos essenciais são as chamadas debêntures incentivadas. Já ouviu falar?

Fizemos um artigo completo sobre o assunto, explicando o que são, como investir, escolher, quais são as vantagens e desvantagens dos debêntures incentivadas. Confira um guia completo para aprender tudo sobre o tema!

 

 O que são debêntures incentivadas?

 Debêntures incentivadas são títulos emitidos isentos do pagamento do Imposto de Renda e que tem como o objetivo captar recursos que serão direcionados para projetos envolvendo infraestrutura de uma empresa. Esses títulos são isentos do IR por conta de uma medida do governo federal, que deseja incentivar por meio desta ação o investimento nesse título.

As debêntures incentivadas possuem duas características fundamentais:

  • São consideradas investimentos de alto risco;
  • A remuneração geralmente é superior em relação aos títulos públicos e bancários;
  • O prazo de resgate normalmente é maior;
  • Não possui cobertura do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

 

Como investir em debêntures incentivadas? 

Agora que você já sabe o que são e quais são suas características, é hora de entender como investir em debêntures incentivadas. O primeiro passo é procurar uma corretora de valores confiável, com credibilidade e que esteja registrada nos principais órgãos reguladores do setor. Elas ajudarão você a entender quais são os títulos mais indicados para o seu perfil.

Outra alternativa é comprar debêntures incentivadas diretamente no fundos de debêntures. Neste cenário, você pode comprar quantas cotas do fundo desejar. Posteriormente esses recursos serão administrados por um especialista, que irá investir os seus recursos, bem como de todos outros cotistas do fundo, nas melhores opções que encontrar. A partir do momento que o fundo começar a alcançar resultados positivos, você receberá uma parcela dos lucros assim como todo mundo. Fique atento qual fundo vai escolher, pois a taxa de administração varia, podendo comprometer seus recursos.

Vale ressaltar que para ter autorização para as debêntures, é necessário adequar-se a três exigências específicas. São elas: estar ativa no mercado e com registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), produzir o prospecto de emissão e formalizar a operação através da Escritura de Emissão.

 

Como escolher debêntures incentivadas?

 É fundamental que antes de começar a investir, você tenha consciência de qual é o seu perfil de investidor. Aplicar seus recursos nas debêntures incentivadas já indica que você tem um perfil mais agressivo e que está disposto a arriscar-se. Porém, converse com seus corretores ou pessoas especializadas no assunto.

As debêntures incentivadas possuem tanto o risco de mercado, quanto de liquidez, no entanto, existem categorias diferentes relacionadas a esses títulos. Uma delas são as debêntures não conversíveis ou simples, opção na qual não é possível converter em ações. Outra opção são as conversíveis, o oposto da opção anterior. Por fim, as permutáveis a ação também pode ser convertida, independente se for de uma empresa diferente daquela que emitiu o debêntures.

 

Quais são as vantagens das debêntures incentivadas?

 Uma das principais vantagens é que as debêntures incentivadas prevêem na legislação vantagens fiscais a investidores, como por exemplo, a isenção do pagamento do Imposto de Renda, como citado lá no início do texto.

Além disso, esses títulos possibilitam um rendimento superior em relação aos títulos do Tesouro Direto, Certificados dos Depósitos Bancário (CDBs), Letras do Crédito Imobiliário (LCIs)  e do Agronegócio (LCAs).

 

Quais as desvantagens das debêntures incentivadas?

Por outro lado, as debêntures incentivadas também possui algumas desvantagens, como por exemplo, o risco do crédito, que não possui a segurança fornecida pela FGC e desta forma pode gerar muitos prejuízos. Além do risco da liquidez, já que prazos de resgate são bem maiores.

 E aí, o que achou das debêntures incentivadas? Acha que esses títulos combinam com o seu perfil de investidor? Estude com calma as vantagens e desvantagens que elas proporcionam e a melhor maneira de investir nesses títulos. Pode fazer total diferença nas suas decisões.

 

 

Confira nosso newsletter para receber diariamente atualizações sobre mercado financeiro e Bolsa de Valores!

Recomendados

Investimentos

Ação Vale: saiba as informações principais e o que pode afetar em seu valor

Conheça mais sobre a VALE3, código das ações da Vale, e entenda quais fatores ...

3 anos atrás

Investimentos

Anbima CEA: tudo sobre a Certificação de Especialista em Investimentos

Entenda mais sobre como essa certificação pode ser importante para você e quais ...

3 anos atrás

Investimentos

Conselho Monetário Nacional: o que é e qual é sua importância?

Entenda o que é e como funciona o Conselho Monetário Nacional ...

3 anos atrás