Data ex: o que ela significa e como funciona?

A data ex é um detalhe que deve ser observado por todos os investidores que estão na busca por uma carteira com bons dividendos.

Se você investe em ações ou em fundos de investimentos imobiliários que pagam dividendos, então você precisa saber o que é data ex. Esse é um termo do mundo dos investimentos que pode fazer a diferença nos seus rendimentos.

Por isso, vamos explicar em detalhes o que é a data ex e como ela funciona, dando inclusive exemplos práticos para ficar mais fácil de entender. Assim, você saberá exatamente quando comprar mais ativos para a sua carteira. Vamos lá?

Data Ex – o que é e como funciona?

Os investidores que possuem em sua carteira de investimentos ações de empresas que pagam dividendos estão sempre de olho na data (dia) em que as empresas dividirão os seus lucros com os acionistas. 

No momento em que a data de pagamento é anunciada, há também a divulgação da data ex e do valor a ser pago por ação.

Essa data se refere ao momento a partir do qual a compra de uma ação não pagará dividendos ou juros sobre capital aos acionistas.

O intuito de estipular essa data é impedir que investidores oportunistas comprem ações somente por causa dos dividendos.  

Claro que as ações continuam sendo negociadas normalmente, independentemente da data ex. A diferença é que essas negociações são consideradas como ex-dividendos, já indicando que o investidor não receberá os juros sobre o capital próprio. 

Entretanto, vale ressaltar também que as negociações feitas após a data ex (ex-dividendos) terão acesso aos dividendos anunciados futuramente. Por exemplo, no próximo mês, semestre ou ano, dependendo da agenda de pagamentos da empresa.

Por exemplo: imagine que a empresa paga dividendos uma vez por ano e que ela anunciou que vai efetuar o pagamento dia 15 de dezembro e que a data ex é 1º de dezembro. Isso significa que quem tiver ações até dia 30 de novembro recebe os dividendos.

Mas, se o investidor comprar ações no dia 1º de dezembro, elas serão negociadas como ex-dividendos. Ou seja, não receberão nada no pagamento do dia 15. Somente receberão os dividendos do próximo pagamento.

 

Data Ex e Data Com

O mercado financeiro está cheio de termos que devem ser bem entendidos pelos investidores, principalmente os investidores iniciantes. Dois deles estão relacionados ao pagamento de dividendos, o data ex e o data com.

Como falamos anteriormente, a data ex é aquela data a partir da qual o acionista que adquirir novas ações não terá direito a receber os dividendos anunciados anteriormente pela empresa.

Já o termo data com é utilizado para se referir ao último dia em que a compra de ações dará direito ao investidor de receber os dividendos. Os termos “com-dividendos”, “data base” e “data de custódia” são utilizados como sinônimo de data com.

Quando a data é anunciada?

A data ex geralmente é divulgada no mesmo anúncio que a empresa faz sobre a distribuição dos lucros para os seus acionistas. É nesse momento que elas tornam público o valor que será pago de dividendos e a data ex.

Como essa data é elaborada?

Não há nenhuma regra para o anúncio ou estipulação da data ex. Portanto, cabe a cada empresa determinar qual será essa data. Mesmo porque, as empresas possuem diferentes agendas para o pagamento de dividendos.

Portanto, a quantidade de datas e quais serão elas dependerá da frequência com que a empresa efetua esses pagamentos, que pode ser mensalmente, semestralmente, anualmente, entre outros.

Por isso, é preciso acompanhar os pronunciamentos e anúncios das empresas das quais você é acionista ou das que você tem interesse em se tornar acionista. Somente assim, você saberá qual é o melhor momento para adquirir mais ações.

Como funciona uma data ex?

Para facilitar o seu entendimento de como a data ex funciona, vamos dar um exemplo prático.

Imagine que você possui ações de uma determinada empresa que paga dividendos anualmente para os seus acionistas e que ela anunciou no dia 1º de outubro que pagará R$ 1,20 de dividendo por ação no dia 15 do mesmo mês. Além disso, nesse anúncio, ela diz que a data ex será 07 de outubro.

Isso significa que os investidores, que tinham ações dessa determinada empresa em sua carteira até o dia 06 de outubro, receberão os dividendos. Entretanto, quem comprar as ações a partir do dia 07 de outubro não terá direito ao rendimento dos títulos públicos.

Além disso, vamos supor que um investidor tenha ações da empresa que tenham sido adquiridos antes da data ex. Ele então decidiu comprar ações negociadas a ex-dividendos. No momento em que a empresa pagar os dividendos, o investidor receberá esse pagamento somente com base nas ações adquiridas antes da data ex.

Pensando no exemplo citado acima: se o investidor tinha 100 ações da empresa pagando dividendos e adquirir mais 50 ações na data ex, ele receberá o pagamento somente em cima das 100 primeiras ações. As outras 50 adquiridas terão direito a dividendos somente no próximo pagamento.

O que acontece ao comprar ações depois dessa data?

Outro ponto importante é que as ações adquiridas após a data ex não terão direito ao pagamento da divisão de lucros já anunciados. Apesar disso, elas darão direito ao recebimento de dividendos anunciados futuramente. 

Os investidores que tem como estratégia o rendimento em longo prazo não precisam se preocupar com a data ex. Isso porque eles adquirem as ações e as mantêm por longos períodos de tempo.

 

Reajuste do valor da ação

Uma das condições que os investidores precisam saber é que após a data ex, as ações negociadas (ex-dividendos) sofrerão um reajuste no seu preço. E esse reajuste é sempre para baixo. Afinal de contas, a empresa distribuiu os seus lucros com acionistas, portanto o seu patrimônio foi reduzido.

Esse reajuste é feito com base nos dividendos pagos. Com base no exemplo acima, se a ação da empresa custava R$ 35,00, ela passará a ser vendida a R$ 33,80, descontando o R$ 1,20 pago de dividendo.

Se você ainda ficou com alguma dúvida sobre o que é data ex e da sua importância, basta nos enviar uma mensagem. A equipe da Capital Research possui especialistas que estão prontos para ajudar.

Além disso, se você adquirir um dos nossos planos terá direito a diversas vantagens, tais como: cursos gratuitos, conteúdos exclusivos para investidores e assessoria para investimentos. E para ter mais dicas sobre o mercado financeiro e o mundos dos investimentos acompanhe o blog do Capital Research.

Recomendados

Investimentos

10 livros para o investidor sobre mercado financeiro

Opções de leitura não faltam para quem quer investir. Veja lista com 10 livros ...

2 anos atrás

Investimentos

EBIT: entenda esse indicador de lucro nas empresas

EBIT, ou Earnings Before Interest and Taxes, é um importante indicador operacional. ...

3 anos atrás

Investimentos

DFC: Entenda a importância do Demonstrativo de Fluxo de Caixa

Relatório que aponta a entrada e saída de recursos de uma empresa é um indicador ...

2 anos atrás