Como investir em fundos imobiliários e diversificar a carteira

Procura diversificar suas aplicações? Veja como investir em fundos imobiliários, rentabilidade, riscos e muito mais.

Quer aprender como investir em fundos imobiliários? Essa é uma aplicação financeira interessante para diferentes objetivos. Seja para aumentar a rentabilidade ou para diversificar seus investimentos, vale a pena conhecer e considerar os FIIs.

Neste artigo, vamos falar sobre as etapas da aplicação em fundos de investimento imobiliário e trazer as principais dicas para a sua estratégia.

Acompanhe!

Como investir em fundos imobiliários: passo a passo

Qualquer pessoa pode começar a aplicar dinheiro em fundos de investimentos imobiliários (FIIs). A renda variável oferece boas taxas e, ano após ano, o segmento vem crescendo em adeptos.

Veja, então, como investir em fundos imobiliários:

 

1. Cadastre-se em uma corretora de investimentos

Para comprar e vender FIIs, você precisa do serviço de intermediação de uma corretora de investimentos. A instituição financeira deve ser autorizada a operar com os fundos imobiliários.

Assim, pesquise pela corretora que esteja mais adequada a sua forma de investir. Analise, ainda, as condições para negociar os ativos, como taxas e tarifas cobradas pela instituição.

Escolhida a corretora, abra uma conta de investimentos para começar a operar com FIIs.

 

2. Escolha os fundos imobiliários

Agora, você já tem acesso às opções de fundos imobiliários. Através da plataforma da corretora, chamada de home-broker, dá para pesquisar e comparar os FIIs disponíveis, além de conferir sua carteira de investimentos.

Nesse momento, avalie o histórico de rentabilidade, com base no pagamento realizado aos cotistas do fundo. Além da remuneração por cota, você pode analisar o Dividend Yield. O índice é utilizado como comparativo entre os diferentes FIIs.

Portanto, use esses números para fazer sua escolha entre os fundos imobiliários.

 

3. Envie a ordem de compra para a corretora

Por fim, você deve fazer o envio da ordem de compra. Pelo home broker, o investidor deve digitar o código do fundo, a quantidade de cotas desejada e o preço.

Se houver algum cotista interessado em vender seus papéis nas condições prestadas pelo comprador, a transação é concluída.

É importante sempre acompanhar o andamento da aplicação, a fim de verificar se o investimento em FIIs está de acordo com as estratégias definidas pelo investidor.

O que saber antes de investir em fundos imobiliários?

Ainda tem dúvidas a respeito dos fundos de investimentos imobiliários? Não se preocupe! Abaixo, apresentamos as respostas às questões mais comuns sobre FIIs. Confira!

 

Como funcionam os fundos imobiliários?

Os fundos de investimentos são grandes grupos de investidores que, juntos, aplicam seu dinheiro em um conjunto de aplicações financeiras. É possível fazer parte dos fundos comprando pequenas parcelas desse aglomerado: as cotas. Então, os investidores desta modalidade são chamados, também, de cotistas.

Para que a negociação seja realizada, uma gestora de fundos deve intermediar a operação entre investidores e B3, a bolsa de valores brasileira. A instituição financeira será responsável por administrar a aplicação dos investimentos, decidindo pelas melhores compras e vendas de ativos.

No caso dos fundos imobiliários, os títulos são relacionados a negociações de edifícios, prédios, galpões, lojas e outros imóveis. A remuneração vem, basicamente, do recebimento de aluguéis ou vendas dessas edificações.

 

Riscos dos FIIs

Os fundos imobiliários são uma forma de renda variável. Ou seja, não existem taxas de rentabilidade determinadas. Assim, uma forma de minimizar os riscos do investimento em FIIs é acompanhar o histórico de pagamento dos títulos.

Além disso, a aplicação conta com um risco bem particular: o risco de vacância. Isto é, a possibilidade de que os imóveis não tenham renda com aluguel.

Como a remuneração dos ativos é feita, principalmente, com base nos aluguéis recebidos, a ausência de locatários ou inadimplência, por exemplo, podem comprometer a rentabilidade dos FIIs. Por isso, acompanhe as taxas de vacância para diminuir os efeitos deste risco no investimento.

 

Rentabilidade dos FIIs

A rentabilidade dos FIIs pode ser avaliada sobre diferentes aspectos. Um deles é o já citado Dividend Yield (DY). A taxa simboliza o quanto foi pago de rendimento aos investidores com base no preço desembolsado pela cota.

Além dele, o investidor pode avaliar os rendimentos pagos por cota, em valores absolutos. Vale conferir os números do último pagamento e, ainda, dos anos anteriores.

Como escolher fundos imobiliários?

Se interessou pelos FIIs? Então, veja dicas práticas para escolher um ativo:

  1. Considere os custos do investimento: dependendo do tipo, podem ser cobradas taxas de administração, gestão, controladoria, escrituração e outras. Assim, antes de comprar uma cota, analise todos os gastos e suas condições.
  2. Avalie os históricos de pagamento dos FIIs: essa é a maneira mais segura para considerar os ganhos com o investimento. Lembre-se: fundos imobiliários são renda variável. Assim, os retornos são maiores do que a renda fixa, mas podem se alterar a qualquer momento.
  3. Tenha estratégia ao investir: todo investimento de sucesso precisa de organização financeira, definição de metas e disciplina. Assim, tenha um planejamento claro para os fundos imobiliários a fim de obter maiores ganhos com a aplicação.

Quer uma última dica certeira sobre como investir em fundos imobiliários? É só acompanhar os conteúdos e recomendações da Capital Research. Aqui, você acesso a informações para investir mais e melhor!

Recomendados

Investimentos

Entenda o que é e como funciona o fundo de investimento

Uma das opções mais populares do mercado, o fundo de investimento pode ser a ...

3 anos atrás

Investimentos

Como escolher um fundo de investimento: Guia Completo 2020

Assim como qualquer modalidade, saber como escolher um fundo de investimento é a ...

2 anos atrás

Investimentos

Declarar Fundo Imobiliário no Imposto de Renda: Guia Completo

Quer saber como declarar fundo imobiliário no Imposto de Renda? Então aprenda como ...

2 anos atrás