O que é CAPEX e qual seu papel nas finanças de uma empresa

Entenda o que são despesas de capital e como elas impactam o retorno da sua empresa.

Entre os diversos termos utilizados na contabilidade de uma empresa está o chamado CAPEX. Esse indicador se refere a despesas de capital, ou seja, o quanto uma empresa investe na compra de bens materiais e está intrinsecamente ligado ao seu valor de mercado. 

Quer saber mais sobre esse indicativo e qual a importância dele para o seu negócio? Então continue lendo esse artigo que preparamos para você, 

O que é CAPEX? 

O termo CAPEX deriva do inglês Capital Expenditure e se refere à despesas de capital ou investimento em Bens de Capitais. Ou seja, ele indica o quanto do capital de uma companhia está comprometido com a aquisição de bens materiais, seja a maquinário, hardwares, veículos ou imóveis. 

Este investimento se destinam a manter ou ampliar a produção da empresa, ou a gerar melhorias em um determinado produto, elevando assim a sua produtividade e aumentando lucros.

Em linhas gerais o CAPEX determina o retorno sobre o investimento em um projeto de aquisição. Na contabilidade, as empresas devem considerar para seus cálculos o valor referente a desvalorização de seus bens materiais. Em empresas de segmentos como o siderúrgico, por exemplo, esse valor tende a ser extremamente elevado, o que gera impactos negativos para a captação de valor dos acionistas no longo prazo. 

Diferenças entre CAPEX e OPEX

O termo OPEX, Operational Expediture, por outro lado, se refere às despesas operacionais da sua companhia. Aqui serão contabilizados custos relativos à operação da sua empresa, aqueles dos quais ela necessita para poder operar, como pagamentos relativos à gestão empresarial, tributos, gastos com serviços terceirizados, combustível e vendas de produtos, ou seja, tudo aquilo que se faz necessário para o bom funcionamento da empresa. 

Despesas de capitais: o que são?

Uma despesa de capital é uma despesa que a empresa faz na aquisição de bens materiais. Assim, é possível dizer que a despesa CAPEX é realizada uma única vez e se refere a um gasto fixo. Já as despesas de OPEX são contínuas e seu valor tende a ser variável. 

Nos balanços das empresas, as despesas CAPEX podem  ser contabilizadas de diversas formas, entre elas: 

  • Despesas de Capital
  • Aquisição de Imobilizado
  • Despesas de aquisição. 

Despesas de capitais: exemplos

Vejamos a compra de um terreno, por exemplo. Todo o gasto que a empresa terá para adquirir esse bem é classificado como CAPEX. 

Já os custos para a manutenção desse terreno, incluso o valor pago aos funcionários ou empresa terceirizada que fará esse serviço, são exemplos de OPEX. 

Outro bom exemplo está na aquisição de softwares. Quando uma empresa opta por comprar a licença de um software para o seu funcionamento, ela pagará um valor fixo de uma só vez. Ou seja, temos um exemplo de CAPEX. 

No caso de essa empresa optar por alugar o uso desse mesmo software por um valor mensal, já estamos falando de uma despesa OPEX. 

O mesmo acontece com empresas de streaming de músicas e filmes, por exemplo. Essas empresas costumam comprar os direitos de disponibilização de uma determinada mídia. Ou seja, elas adquirem aquela licença, o que é um custo CAPEX. No caso do assinante, ele paga um valor mensal para ter acesso àquele conteúdo.  Esse “aluguel” é um custo OPEX. 

Como escolher entre CAPEX e outras metodologias 

Uma boa gestão empresarial deverá passar sempre pelo bom planejamento dos custos de seus investimentos. Na escolha entre OPEX e CAPEX é a mesma coisa. 

A contratação de serviços terceirizados tem se mostrado uma preferência entre as empresas no últimos anos por apresentar custos, ao menos num primeiro momento, inferiores aos da aquisição de capitais.  Além disso, outra vantagem é que estes custos com serviços podem ser deduzidos dos impostos. 

Na OPEX  também não existe o problema de depreciação do valor empenhado. Uma vez que você adquire um maquinário novo, ele passa a se desvalorizar no mesmo momento. Isso não acontece no OPEX porque os insumos costumam ser renovados junto com a renovação dos contratos.

O CAPEX, no entanto, apresenta vantagem no sentido de que os os bens adquiridos passam a incorporar e podem melhorar o efetivo do patrimônio da empresa, que serão analisados ao definir o valor de mercado da mesma. Um patrimônio sólido pode ajudar a aumentar o market share da sua companhia e apresentar vantagem em relação a concorrência. Não é possível, por exemplo, avaliar o valor de uma empresa sem antes analisar o seu ativo imobilizados. 

A escolha entre CAPEX e OPEX deverá então levar em conta três pontos essenciais: 

  • A necessidade de realizar um investimento alto em contraponto com a possibilidade de contratar um serviço terceirizado. 
  • A estimativa de custos, receitas e despesas do projeto em questão. 
  • A duração do investimento e o tempo de retorno do investimento. 

Um bom planejamento e controle sobre as receitas é a chave para o sucesso de qualquer negócio, e para isso, é preciso estar sempre bem informado sobre termos contábeis, situação de mercado e formas de investimento. É por isso que a Capital Ventures traz sempre artigos úteis para você que pretende aprimorar a qualidade da sua gestão. 

Recomendados

Investimentos

Bens inferiores: o que são, principais conceitos e exemplos práticos

Neste artigo, exploramos como são caracterizados os bens inferiores, os desafios de ...

3 anos atrás

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

Come-cotas: entenda melhor o que é e qual investidor pode afetar

Saiba como o imposto come-cotas age, quais alíquotas, como funciona a tabela ...

3 anos atrás