Calculadora de investimentos: veja quando e como usar os simuladores

Usar uma calculadora de investimentos ajuda você a escolher a aplicação ideal para seus objetivos. Confira dicas e simuladores.

Uma das maneiras mais simples e fáceis para você simular a rentabilidade de aplicações financeiras é através de uma calculadora de investimentos. A ferramenta ajuda no cálculo da remuneração e, assim, serve como um instrumento para comparação entre ativos.

Neste texto, você vai conhecer modelos de calculadora de investimentos e, ainda, entender como pode utilizá-los de forma precisa e simplificada, a favor da sua estratégia.

Siga acompanhando!

O que é uma calculadora de investimentos?

A calculadora de investimentos é uma ferramenta que tem a capacidade de contabilizar a rentabilidade de uma aplicação financeira. Isto é, ela calcula aporte inicial e periódicos, taxas de juros e custos.

Assim, fica muito mais fácil saber o quanto o ativo trará em retorno pelo investimento realizado.

Além disso, você pode calcular diferentes tipos de aplicações financeiras, com valores e remunerações diversificadas. Dessa maneira, é possível fazer uma comparação entre os ativos de forma mais realista e objetiva.

Como as calculadoras de investimentos funcionam

A grande vantagem de utilizar uma calculadora específica para investimentos é que ela vai associar diferentes elementos do ativo em uma única conta. Desse modo, as ferramentas mais completas calculam utilizando:

  • Capital inicial
  • Taxa de juros
  • Tempo de investimento
  • Indexadores e índices econômicos
  • Aportes mensais
  • Custos e despesas.

Assim, a calculadora de investimentos é capaz de fazer a conta dos juros sobre juros e descontar as taxas e custos com a aplicação do montante final. Por isso, as simulações funcionam de forma bem próxima à realidade de pagamento da remuneração.

Como usar uma calculadora de investimentos

Além de trazer dados bem interessantes para a sua comparação, a calculadora de investimentos é bem simples e fácil para usar.

Contudo, você deve ter atenção quanto ao preenchimento dos dados. Apenas com valores exatos ou o mais próximo possível à realidade, é que os resultados serão válidos e vão ajudar você em sua estratégia.

Confira, então, como usar uma calculadora de investimentos da maneira correta:

 

1 – Encontre sua calculadora

Há diferentes calculadoras de investimentos. Assim, pesquise por aquela que utilize todos os dados de que você necessita para encontrar a rentabilidade da aplicação.

Existem ferramentas mais básicas, que apenas calculam juros simples e juros compostos, por exemplo. Mas você também encontra alternativas mais completas, que consideram indicadores econômicos e outros fatores.

 

2 – Obtenha todos os dados para o cálculo

Até para fazer a conta do quanto rende a poupança você precisa de diferentes números, como investimentos, aportes, Taxa Selic e Taxa Referencial.

Portanto, analise quais são os valores e taxas que você precisa saber para calcular a rentabilidade do investimento. Quanto mais complexa for a aplicação e depender de mais fatores, mais dados você precisará inserir na calculadora de investimentos para ter uma simulação completa.

 

3 – Depois do cálculo, faça o comparativo

A grande sacada de utilizar essas ferramentas para simular a rentabilidade de ativos é realizar a comparação entre eles. Afinal, apenas saber o quanto determinada aplicação renderá em juros para o investidor não diz muito sobre ela.

O interessante, assim, é fazer o cálculo de três tipos diferentes de investimentos, pelo menos. Dessa forma, você consegue visualizar com mais clareza quais ativos estão apresentando as melhores taxas de rentabilidade.

Então, colete todos os dados necessários sobre diferentes aplicações que se encaixam em seu perfil de investidor, preencha a calculadora, faça a simulação e, em seguida, compare os resultados.

4 calculadoras de investimento para simular juros

Veja, agora, onde você pode encontrar ferramentas para simular a rentabilidade dos investimentos. Estas são algumas opções para você:

  1. Simulador do Tesouro Direto
  2. Calculadora do Cidadão Bacen
  3. Calculadora de Investimentos
  4. Comparativo de Renda Fixa.

Cuidados ao calcular investimentos

Como a gente viu até aqui, as calculadoras de investimento são ótimas ferramentas apra encontrar simulações dos resultados das aplicações financeiras. Mas é importante observar que esses mecanismos precisam ser utilizados com atenção.

Antes de tudo, como mencionamos, os dados devem estar corretos. Então, além do preenchimento de números como o aporte mensal e tempo da aplicação, outros valores precisam ser informados com realismo.

Assim, você deve coletar taxas e indicadores econômicos com toda a precisão possível. Isso é primordial para a proximidade da simulação com a realidade.

Além disso, vale ressaltar o ponto mais importante: trata-se de uma simulação. Ou seja, mesmo que os dados estejam corretos, a rentabilidade do investimento poderá ser diferente da apresentada pela calculadora.

Isso acontece porque a maioria das aplicações financeiras está relacionada a muitas variáveis econômicas altamente mutáveis e raramente controláveis.

Portanto, é fundamental que você, como investidor, tenha boa capacidade analítica para avaliar os diferentes tipos de ativos e cenários econômicos. Assim, juntando os resultados encontrados nas calculadoras de investimentos à sua análise investidora, as chances de ter sucesso com as aplicações ficam maiores.

Acesse os nossos conteúdos sobre finanças, economia e investimentos para ampliar seus conhecimentos e encontrar os melhores ativos para investir. Com a Capital Research, você torna seus investimentos mais rentáveis e atrativos.

Recomendados

Investimentos

Como calcular taxa de juros compostos: passo a passo e exemplo

...

2 anos atrás

Investimentos

Como calcular a TIR e usar a Taxa Interna de Retorno para investir

...

3 anos atrás

Investimentos

Calcular rentabilidade de um investimento: passo a passo

...

2 anos atrás