Bolha especulativa: entenda o que é e como acontece

Aprenda a identificar uma bolha especulativa, com exemplos históricos! Entenda mais sobre esse fenômeno que causa instabilidade no mercado.

A bolha especulativa é um fenômeno que pode trazer grandes prejuízos a muitos investidores no mercado financeiro. Entender como ela funciona e por que ela acontece pode ser crucial para atravessar esse momento.

O que é uma bolha especulativa?

Bolha especulativa, ou bolha financeira, é quando um ativo ou produto sofre um aumento muito rápido e extremo, fazendo com que seja negociado a preços muito acima do que realmente vale.

Essa alta dos preços pode ocorrer por boatos ou até mesmo notícias que fazem com que os investidores acreditem que vale a pena comprar determinado ativo.

Entretanto, chega um ponto em que sua cotação fica inflacionada e passa a entrar no campo da especulação. Na especulação, as pessoas tentam realizar lucros comprando e vendendo esse ativo em um curto espaço de tempo.

E, assim como houve um aumento muito rápido dos ativos, ocorre uma queda também muito rápida. Isso leva ao estouro da bolha especulativa e costuma deixar prejuízos para os investidores.

O efeito manada

O efeito manada é quando um grande número de pessoas começa a repetir os atos de outras pessoas sem nenhum motivo racional para isso.

Com medo de ficar de fora de grandes oportunidades que todos estão dizendo que são maravilhosas, as pessoas passam a tomar decisões muito mais emocionais do que racionais.

Por mais que existam indicadores da formação de uma bolha especulativa, os investidores ignoram esses sinais ou simplesmente tendem a acreditar que conseguirão vender o ativo antes de a bolha estourar.

Por que acontece uma bolha especulativa?

No começo de uma bolha especulativa, as pessoas estão comprando altas quantidades de um determinado ativo. Isso faz com que esse ativo fique cada vez mais valorizado.

Com essa valorização, outras pessoas começam a achar que esse ativo é uma boa oportunidade de investimento e começam a comprá-lo também. Isso acontece por causa do efeito manada que vimos anteriormente. Cada vez mais pessoas compram e, quanto mais isso acontece, mais pessoas passam a comprar também.

Esse efeito se repete até o momento em que percebem que o ativo está sendo negociado por um preço muito acima do que ele vale, e resolvem vender para se livrar o quanto antes.

Quando todo mundo começa a vender, o efeito manada entra em ação de novo: quanto mais pessoas vendem desesperadas para se livrar do ativo, outras resolvem vender também, até chegar ao ponto em que estão vendendo grandes quantidades desse ativo por preços muito menores para conseguirem se livrar dele. Quando isso acontece, é o estouro da bolha especulativa.

Bolhas especulativas históricas

Na história do mercado financeiro já ocorreram algumas bolhas especulativas que entraram para a história pelo impacto que causaram. Podemos destacar quatro bolhas especulativas históricas. Confira a seguir!

 

Bolha das Tulipas

A “bolha das tulipas” é considerada por muitos a primeira grande bolha especulativa da história. Por algum motivo que não se sabe ao certo, as pessoas passaram a comprar tulipas exóticas desesperadamente na Holanda.

Conforme os preços subiam, as pessoas faziam de tudo para entrar no negócio e ganhar dinheiro com as tulipas. Algumas pessoas chegaram a vender suas casas para comprar as flores.

De repente, a bolha das tulipas estourou. Ninguém mais quis comprar flores, e quem tinha tulipas começou a vender desesperadamente, ocasionando uma queda de preços e o estouro da bolha. Tudo isso trouxe enorme prejuízos para as pessoas.

 

Crise de 1929

Uma das bolhas especulativas mais famosas da história e pano de fundo de diversos filmes de Hollywood, a crise de 1929 começou com uma grande bolha especulativa que levou milhares de pessoas nos Estados Unidos a investir no mercado de ações.

Nessa época, era comum as pessoas pegarem empréstimos ou liquidarem seu patrimônio para comprarem ativos na bolsa de valores.

Entretanto, a euforia acabou no dia 24 de outubro de 1929: o preço dos ativos derreteu e Wall Street ficou de cabeça para baixo. Diversos bancos quebraram, empresas foram à falência e o período seguinte ficou conhecido como a Grande Depressão.

 

Bolha da Internet

A bolha da internet, também conhecida como “bolha ponto com”, em alusão às empresas de tecnologia e os websites .com da época, aconteceu no final dos anos 1990.

Com a popularização da internet, muitas empresas estavam abrindo capital na bolsa de valores dos Estados Unidos.

A febre das empresas de internet era tamanha que várias dessas empresas estavam avaliadas em bilhões de dólares mesmo sem dar um dólar de lucro.

Quando os investidores racionalizaram que essas empresas não davam lucro e estavam sendo negociadas por preços muito acima do que realmente valiam, começou uma corrida para se livrarem desses ativos. Isso fez a bolha estourar e, novamente, trouxe grandes prejuízos para os investidores.

 

Crise de 2008 – Subprime

A última grande bolha especulativa até agora ocorreu também nos Estados Unidos e ficou conhecida como “a crise do subprime”.

A crise teve origem com os bancos oferecendo hipotecas absurdas, com juros altíssimos para pessoas não tinham capacidade econômica para assumir esse compromisso.

Para piorar, os bancos juntavam vários financiamentos e vendiam no mercado financeiro como produtos estruturados, que passaram a ser negociados por diversos investidores.

Quando ficou claro que as pessoas que pegaram esses empréstimos não conseguiriam honrar suas dívidas, os bancos começaram a executar as garantias dessas dívidas e descobriram que as casas valiam muito menos do que estavam estimadas.

Isso fez com que milhares de pessoas perdessem suas casas, ao mesmo tempo que estourou a bolha especulativa de 2008, ocasionando uma grande queda na bolsa de valores e culminando na falência do banco Lehman Brothers.

Quer saber como investir melhor? Confira os planos da Capital Research. Você terá acesso a conteúdos exclusivos e ainda contará com o auxílio de uma equipe de especialistas para orientá-lo nos investimentos.

Recomendados

Investimentos

Capital especulativo: como funciona e como ganhar dinheiro

Entenda mais sobre esse tipo de ação de mercado e conheça melhor suas vantagens e ...

3 anos atrás

Investimentos

Conheça os principais tipos de investimento do mercado financeiro

Aprenda sobre os tipos de investimento disponíveis, seus respectivos níveis de ...

3 anos atrás

Investimentos

Demanda efetiva: veja o que é e como influencia na economia

A demanda efetiva é um conceito econômico muito utilizado em crises, mas é alvo de ...

2 anos atrás