Como fazer uma análise de risco nos investimentos

Investimentos envolvem riscos, mas a análise desses riscos pode minimizá-los

análise de risco

No mundo dos investimentos, a palavra risco é constantemente citada. Quanto maior a probabilidade os investidores têm de obter uma alta rentabilidade, maior o risco que ele corre. No entanto, para minimizar essa situação e obter mais vantagens dos investimentos, é necessário a realização de uma análise de risco, conceito muito utilizado dentro das empresas, instituições governamentais e também no mercado financeiro.

Afinal, o que avalia uma análise de risco?

A análise de risco é basicamente um processo pelo qual se avalia a probabilidade de ocorrer alguma eventualidade em determinado setor, nesse caso, nos investimentos. Primeiramente, identifica-se o que poderia dar errado, ou seja, os eventos negativos que podem ocorrer, de acordo com uma métrica de probabilidade. Assim, será feita uma estimativa, avaliando o impacto que esses eventos poderiam causar em um determinado investimento. 

Risco nos investimentos

Qualquer investimento está submetido ao risco do mercado, e é preciso levar em conta alguns fatores como taxas de juros, câmbio, inflação, situação da economia e a lucratividade das empresas. Quanto maior o risco, maior a volatilidade, que é uma medida que trata da dispersão dos retornos de um título. Quanto mais o preço desse título varia em um curto período de tempo, maior o risco de se ganhar ou perder dinheiro ao se negociar essa ação. 

Já o risco de liquidez está relacionado às condições de resgate, que significa o prazo em que o investidor poderá retirar o rendimento.

Por sua vez, o risco de crédito refere-se à situação financeira da empresa na qual o investidor está investindo. Alguns títulos não possuem esse risco, já que ao se investir valores abaixo de R$ 250.000, há a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Como fazer a análise de risco de seus investimentos

Existem muitas metodologias e fórmulas matemáticas para se realizar a análise de risco. A mais comum delas é a Value-at-Risk (VaR), que procura mensurar a maior perda possível de um determinado investimento em um certo período de tempo. Outra forma é o Stress Test, que mensura as perdas relacionadas a um investimento diante de crises econômicas.

Claro que nenhum método de análise de risco é infalível e será preciso tomar a decisão de investir ou não em determinado título apesar dos riscos envolvidos. É por isso que a variedade de investimentos, ou seja, não apostar todos os ovos em uma só cesta, é muito indicada. Assim, equilibram-se riscos e retornos.

Saiba mais sobre riscos e onde investir!

Acompanhe o blog da Capital Research e assine nossa newsletter para receber análises sobre o mercado financeiro nos segmentos que você desejar!

Recomendados

Investimentos

Bacen: entenda o que é e como essa instituição afeta seus investimentos

O Bacen é uma instituição do sistema financeiro responsável por controlar a ...

3 anos atrás

Investimentos

Confira aqui uma fórmula de juros para ajudar você a conhecer melhor seu empréstimo

Entenda como calcular juros simples e juros compostos e aprenda uma fórmula que ...

3 anos atrás

Investimentos

Economia mista: como funciona esse tipo de sociedade

A economia mista é um tipo de sociedade com capital privado e público. Veja alguns ...

2 anos atrás