Tudo sobre investimentos financeiros para aplicar dinheiro hoje

Entender tudo sobre investimentos é um passo importante para aplicar bem seu dinheiro. Confira todas as dicas para investir.

Saber tudo sobre investimentos pode parecer difícil, especialmente se você não tem experiência ao aplicar seu dinheiro. Mas esse é um conhecimento mais simples do que imagina. Não apenas isso, como fundamental para guiar suas decisões.

Investir em renda fixa ou variável? Aplicar em Tesouro Direto ou na Bolsa de Valores? Se você está na dúvida sobre como começar, veja neste artigo tudo o que precisa saber sobre investimentos.

Elaboramos um guia completo com as principais perguntas e respostas sobre aplicações financeiras. Siga acompanhando!

Tudo sobre investimentos: leia antes de investir

Saber tudo sobre investimentos aproxima você de uma tendência. Afinal, cada vez mais, ouvimos falar sobre pessoas que abandonam a poupança e passam a aplicar dinheiro em outras modalidades, como ações ou títulos públicos.

Esse é um caminho natural para quem deseja maior tranquilidade financeira, tem metas a realizar, pensa em construir um fundo para emergências ou deseja apenas manter seu dinheiro seguro e rendendo.

Seja como for, aplicações financeiras são um assunto muito sério. Por isso, é importante saber tudo sobre investimentos antes de começar.

Para ajudar você nessa jornada de conhecimento, separamos abaixo as principais perguntas e respostas sobre o tema. Confira!

 

O que são investimentos financeiros?

Investimentos financeiros são produtos que possibilitam ao dinheiro render mais ao longo do tempo. Ou seja, investir é aplicar recursos financeiros em ativos que consigam trazer retornos – corrigidos por juros – ao fim do período esperado.

Assim, um investidor deseja que o seu capital aplicado seja remunerado enquanto permanece investido.

O grande ponto dos investimentos é que eles têm custos e riscos e, às vezes, podem resultar em perdas financeiras.

 

Por que investir dinheiro?

Certamente, você já ouviu falar em inflação. O termo é utilizado para explicar o aumento geral dos preços, de forma resumida. Isso quer dizer que o dinheiro perde valor – ou poder de compra – com o processo inflacionário.

Por exemplo, um produto é comprado a R$ 100 hoje. Caso haja inflação de 1% acumulada, no mês seguinte, ele custará R$ 101. Dessa forma, não será possível comprar o mesmo item com os mesmos cem reais de antes.

Ao investir, você tem a possibilidade de neutralizar o processo inflacionário. Isto é, dá para equilibrar a conta com os juros que você recebe com o investimento.

Mas, além disso, as aplicações financeiras podem – e devem – trazer ganhos reais para você. Assim, investimentos realmente atrativos remuneram acima da inflação.

Em resumo, então, investir dinheiro é uma boa ideia para aumentar o patrimônio, realizar metas e sonhos, se proteger de imprevistos e para vários outros objetivos.

 

Riscos dos investimentos

Como a gente falou, investir tem seus custos e riscos. Por isso, você deve ficar atento às possibilidades de perdas.

Existe o risco de crédito, que indica que você pode tomar calote da instituição financeira a partir da qual investe.

Há, ainda, o risco de mercado, que se dá pelas oscilações de preços dos produtos financeiros.

Por fim, o risco de liquidez é outro elemento a ser considerado. Liquidar um ativo é transformá-lo de “investimento” em “dinheiro em caixa”.

A grande sacada dos investimentos é encontrar uma forma de aumentar as possibilidades de ganhos, reduzindo os riscos.

 

Como escolher o melhor investimento para você

Dentro desse universo de investimento, existem duas modalidades: renda fixa e renda variável.

A renda fixa determina taxas, prazos e condições para a aplicação financeira. Durante todo o tempo em que o valor for investido, os investimentos vão acontecer de acordo com as regras fixadas.

Esse é um formato mais conservador de aplicação. Ou seja, os riscos são menores. Porém, os ganhos são proporcionais. Títulos públicos e letras de crédito são exemplos de renda fixa.

A renda variável, contudo, não tem previsibilidade de retorno financeiro. Dessa forma, o investidor até pode saber das regras do jogo, mas não há nenhuma taxa de rentabilidade garantida.

Ações, commodities e moedas são tipos de renda variável. Esse formato é mais arriscado, como pode perceber. Mas, também, permite ganhos maiores do que a renda fixa.

Para saber qual dos tipos de investimentos você deve escolher, é preciso conhecer seu perfil de investidor.

 

Qual seu perfil de investidor

Basicamente, existem três tipos de investidores:

  • Conservador – menos propenso ao risco
  • Moderado – mescla ganhos e riscos
  • Arrojado – foca nos ganhos.

Os conservadores tendem a investir em renda fixa, de maneira geral.

Os investidores moderados podem fazer um composto com uma parte de renda fixa – para garantir o investimento – e outra, em variável, a fim de aumentar os ganhos.

Já os arrojados aplicam boa parte do dinheiro em opções de renda variável. Contudo, é sempre interessante manter um percentual em renda fixa.

 

Por onde começo a investir?

A caderneta de poupança ainda é o principal destino dos investidores, no Brasil. Mas, você sabia que, em vez de trazer ganhos, ela pode resultar em perdas reais?

Em 2019, descontando a inflação acumulada, o retorno real da poupança foi negativo (- 0,05%).

Assim, o primeiro passo para investir é perder o medo do mercado financeiro.

O segundo você já está dando agora: que é buscar informações relevantes e conhecer tudo sobre investimentos. Somente com boa instrução você tem a segurança e confiança para aplicar seu dinheiro.

Em seguida, você deve buscar uma corretora para abrir sua conta e, então, começar a investir.

Cada dizer, ainda que, a necessidade de aprendizado e atualização nunca acaba. Por isso, conte com a Capital Research para te orientar a respeito de tudo sobre investimentos.

Recomendados

Investimentos

7 livros sobre investimentos para construir patrimônio do zero

Quais livros sobre investimentos estão na sua cabeceira? Confira os principais ...

2 anos atrás

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

Carteira diversificada: o que é, sua importância e como fazer

Ter uma carteira diversificada de investimentos é muito importante para a maior ...

2 anos atrás