Taxas da Clear: quais são e como funciona a corretagem

As taxas da Clear estão entre as mais baixas entre as corretoras de valores. Entenda como funciona a corretagem e compare.

As taxas da Clear estão entre as mais baixas das corretoras de valores brasileiras. Por isso, ela é muito procurada por investidores que estão dando os primeiros passos na renda variável.

O grande diferencial é a inexistência da taxa de corretagem, já que a Clear alega ter sido a primeira corretora a zerar essa cobrança para todas as operações.

Mas isso não significa que não existam outras taxas da Clear que você precisa conhecer antes de abrir a sua conta. Neste artigo, você vai entender como funcionam essas taxas e também vai descobrir como a corretagem zero pode beneficiar o investidor.

Quais são as taxas da Clear?

Listamos, a seguir, as taxas da Clear, de acordo com informações da própria corretora.

Exercícios de opções

As principais taxas cobradas pela Clear estão relacionadas ao exercício de opções. Os valores são os seguintes:

  • Exercício de opções para titular: 0,5% do volume total
  • Exercício de opções para lançador: 0,5% do volume total.

 

Custo de zeragem compulsória do risco

A zeragem compulsória de risco ocorre quando a Clear encerra automaticamente as operações alavancadas do cliente em negociações de day trade, seja com ações ou opções.

Esse mecanismo é acionado quando o cliente não encerra as operações por conta própria antes do leilão de fechamento, e o custo é de 0,5% sobre o valor total.

ISS/PIS/COFINS

Também há cobrança de imposto (ISS/PIS/COFINS) nos casos em que a Clear faz a zeragem compulsória das operações. O custo é de 9,65% sobre o valor total.

Corretagem Mesa

Outra taxa da Clear é a taxa de corretagem para ordens enviadas pela mesa de operações, e não pelo home broker da corretora. A corretora precisa de profissionais à disposição na mesa de operações para os clientes que não se sentem à vontade com o home broker ou precisam enviar ordens muito específicas, e o custo dessa operação é de R$ 40,00 por ordem.

As quatro taxas listadas até agora (exercício de opções, zeragem compulsória, impostos e corretagem da mesa de operações) são basicamente as únicas taxas cobradas diretamente pela Clear dos seus clientes.

As taxas listadas a seguir não são efetivamente cobradas pela Clear, e sim taxas da B3, a bolsa de valores brasileira, de modo que a corretora apenas repassa esses custos aos clientes.

Emolumentos de ações e opções

Emolumentos são taxas cobradas pela B3 sobre as operações de compra e venda de ações e opções, como uma forma de custear as operações. 

O valor é bem pequeno: 0,005% para emolumentos de ações e 0,0370% para emolumentos de opções.

Taxa de liquidação

Já a taxa de liquidação é cobrada pela B3 para liquidar as operações, já que ela é responsável por dar confiabilidade ao processo. Na Clear, o valor é de 0,0200% para operações de day trade e 0,0275% para swing trade

Para opções, a taxa de liquidação também é de 0,0275%.

Taxa de registro de opções

Outra taxa cobrada pela B3 e repassada pela Clear é a taxa de registro, dentro do mercado de opções. O valor é de 0,0695%.

Taxa de custódia Tesouro Direto

Por fim, a Clear também repassa a taxa de custódia de 0,25% ao ano para os títulos públicos do Tesouro Direto adquiridos pela corretora. Neste caso, o valor é cobrado pelo Tesouro Direto em parceria com a B3, e repassado pela corretora. 

Taxa de corretagem na Clear

Desde setembro de 2018, a Clear opera com taxa de corretagem zerada para todas as operações e produtos financeiros.

A taxa de corretagem é um custo cobrado pelas corretoras para intermediar as operações do investidor. Para muitas corretoras, essa é uma das principais fontes de receita, porque a empresa é remunerada em um valor fixo sempre que o investidor emite alguma ordem de compra ou venda de ativos. 

Ao zerar a taxa de corretagem, a Clear abriu mão dessa receita, chamando a atenção do mercado financeiro e dos pequenos investidores, especialmente dos traders e dos adeptos da filosofia do buy and hold.

Isso porque as taxas de corretagem podem acabar minando os ganhos dos investidores que possuem uma grande carteira de ativos

Quer um exemplo? Imagine que você deseja montar uma carteira de 20 ações, com aportes mensais, focando no longo prazo, e a sua corretora cobre uma taxa de corretagem fixa de R$ 15 por operação. 

Você acabaria gastando R$ 300 mensalmente apenas para rebalancear a sua carteira de ações, ao comprar papéis de todas as empresas da carteira. Se o aporte mensal for de R$ 1000, por exemplo, isso significaria 30% do patrimônio perdido em corretagem.

Você percebe com a corretagem zero beneficia o pequeno investidor? Ele não precisa mais se preocupar com a quantidade de ordens e pode otimizar o preço médio dos seus ativos. 

A seguir, listamos todas as operações que a Clear oferece ao investidor, sem cobrar taxa de corretagem: 

  • Day trade 
  • Swing trade
  • Contratos futuros
  • Minicontratos
  • Termo
  • Aluguel de ações
  • Estratégia de opções
  • Fundos imobiliários

Como a Clear ganha dinheiro sem taxa de corretagem

Se a Clear não cobra pela taxa de corretagem, como ela ganha dinheiro? 

Essa é uma pergunta comum entre os investidores, a tal ponto que a própria empresa criou uma página no seu site oficial para responder a essa dúvida. 

Antes de explicar, no entanto, é preciso lembrar que a Clear é uma das corretoras que pertencem ao grupo XP Inc, a maior corretora de valores do Brasil. A Rico, que você talvez conheça, é outra corretora que faz parte do grupo. 

Não se trata, portanto, de uma empresa que precisa sobreviver exclusivamente das próprias receitas. Além das taxas da Clear já citadas anteriormente, com destaque para a taxa de zeragem compulsória, a empresa ganha dinheiro das seguintes maneiras:

  • Comercialização de cursos
  • Parceria com fornecedores de plataformas de trading
  • Penalidades em caso de falha na liquidação, quando o cliente fica insolvente 
  • Floating, um valor que incide sobre o dinheiro que os clientes não movimentam nas próprias contas.

Vá além das taxas para analisar a Clear

As taxas da Clear devem ser levadas em consideração no momento de escolher a sua corretora, mas elas não podem ser analisadas de forma isolada.

Para merecer a sua confiança, a corretora também deve possuir funcionalidades que atendam as suas expectativas, com um home broker fácil de usar, por exemplo.

Também vale a pena dar atenção aos serviços mobile, já que algumas corretoras de baixo custo acabam pecando nessas funcionalidades.

Finalmente, a corretora precisa ser confiável. Você precisa ter certeza de que a plataforma não vai decepcioná-lo quando você precisar dela. Vale lembrar que, em março de 2020, quando a bolsa de valores passou por seis circuit breakers em apenas oito pregões, clientes de muitas corretoras relataram dificuldades para operar

Por isso, vale a pena colher depoimentos de clientes que utilizam as plataformas e verificar a reputação das corretoras nos sites de proteção ao consumidor, como o Reclame Aqui.

E aí, gostou das dicas e tirou suas dúvidas sobre as taxas da Clear? Se você tem interesse pelo mercado financeiro, assine a newsletter da Capital Research e receba diariamente atualizações na sua caixa de entrada.

Recomendados

Investimentos

Renda Variável: Guia para investir com segurança

É possível investir em renda variável de maneira consciente e segura, saiba ...

3 anos atrás

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

Emolumentos na Bolsa de Valores: o que é e como calcular

A taxa de emolumentos é cobrada para operações de compra e venda de ações na ...

2 anos atrás