Emolumentos na Bolsa de Valores: o que é e como calcular

A taxa de emolumentos é cobrada para operações de compra e venda de ações na Bolsa de Valores. Conheça e descubra como é calculada.

Emolumentos são taxas cobradas pela Bolsa de Valores para a efetivação das transações de compra e venda de ativos mobiliários. Variam conforme o volume envolvido e também de acordo com o tipo de papel negociado.

É importante não apenas conhecer essas taxas, mas acompanhar possíveis alterações nelas — que ocorrem com o passar do tempo. Neste artigo, você vai entender o que são emolumentos e como calcular seu valor.

O que são emolumentos na Bolsa de Valores?

Emolumentos, em resumo, são taxas cobradas pela Bolsa de Valores do Brasil (B3) para efetuar suas operações financeiras. Logo, os negociadores de ações e contratos futuros têm uma taxa descontada pela B3 sempre que realizarem transações.

O valor da alíquota varia de acordo com o tipo de ativo, volume negociado e perfil do trader. Assim, os emolumentos de ações são diferentes dos praticados para contratos futuros, por exemplo. Para esses últimos, principalmente, quanto maior for o número de contratos, menor será o valor de emolumentos cobrados.

Em contrapartida, os acionistas têm uma tabela de valores específica. Além disso, vale saber que a velocidade das transações e o volume de ativos negociados também influenciam na alíquota dos emolumentos. Por exemplo, o day trader, que opera no curtíssimo prazo, tem alíquotas específicas.

Todas essas informações são importantes para você elaborar a sua estratégia antes de investir na Bolsa de Valores. Afinal, como qualquer taxa, os emolumentos acabam abocanhando parte da sua rentabilidade, sendo devidos mesmo se a operação render prejuízo.

Como são calculados os emolumentos?

Agora que já vimos a parte teórica, vamos à prática? Como já destacado, os emolumentos mudam de acordo com variáveis ligadas ao investimento. Além disso, as taxas podem sofrer alteração pela Bolsa de Valores a qualquer momento.

Então, é muito importante que você acesse com regularidade o portal da B3 para ficar atualizado sobre os valores. A fim de ilustrar e trazer o tema com facilidade, vamos pegar as taxas atuais dos emolumentos (dezembro/2019) para compreendermos como eles afetam os investimentos. Confira os valores:

Taxa de negociação, taxa de liquidação e taxa de registro

Tipo de Investidor

Negociação

Liquidação

Registro

Total

Pessoas físicas e demais investidores

0,004110%

0,0275%

0,031610%

Fundos e clubes de investimento locais

0,004110%

0,0200%

0,024110%

Algumas observações importantes:

  • Incidem sobre o valor financeiro da operação de cada investidor (para o comprador e para o vendedor);
  • Nas operações realizadas durante os leilões de abertura, de fechamento e em Ofertas Públicas de Aquisição (OPA), o valor da tarifa de negociação será de 0,0070% desde que:
    • Não sejam realizadas por fundos e clubes de investimento (que permanecem na regra em vigor);
    • Não sejam caracterizadas como day trade.
  • As operações de ETF de renda fixa não estão sujeitas ao “método progressivo para todos os comitentes”, sendo a taxa de negociação sempre 0,0050%.

Faixas de volume para day trade

Volume day trade (R$ milhões)

Negociação

Liquidação

Total

 

Pessoa física

Pessoa jurídica

 

Até 4 (inclusive)

Até 20 (inclusive)

0,004110%

0,0200%

0,024110%

De 4 até 12,5 (inclusive)

De 20 até 50 (inclusive)

0,0030%

0,0200%

0,0230%

De 12,5 até 25 (inclusive)

De 50 até 250 (inclusive)

0,0005%

0,0195%

0,0200%

De 25 até 50 (inclusive)

De 250 até 500 (inclusive)

0,0005%

0,0175%

0,0180%

Mais de 50

Mais de 500

0,0005%

0,0155%

0,0160%

Algumas observações importantes:

  • São aplicadas regressivamente sobre o valor financeiro da operação de cada investidor (para o comprador e para o vendedor);
  • A tarifa de liquidação está sujeita ao “método progressivo para todos os comitentes”, salvo para ETF de renda fixa, cuja taxa de negociação permanece 0,0050%.

Exemplo de cálculo de emolumento

Vamos a um exemplo para entender melhor o cálculo de emolumentos? Considere que um acionista investiu o total R$ 2.000 em 200 ações a R$ 10 cada, em operação day trade.

Valores

 

Total comprado em ações

R$ 2.000,00

Emolumentos + taxa de liquidação

R$ 0,64

Assim que o período se encerrou, o mesmo ativo valia R$ 11. Então, os emolumentos da operação ficam desta forma:

Total vendido em ações

R$ 2.200,00

Emolumentos + taxa de liquidação

R$ 0,72

Taxa de Corretagem

10% de R$ 200 = R$ 20,00

ISS/PIS/Cofins

R$ 3,18

O lucro líquido da operação fica assim:

  • R$ 2.200 – R$ 2.000 – R$ 0,72 – R$ 20 – R$ 3,18 = R$ 176,10.

O valor dos emolumentos deve estar descrito no extrato da sua conta. Por isso, fique atento ao número.

Outras taxas para investir na B3

Além dos emolumentos, você precisa observar outros custos que são ou podem ser cobrados assim que um investimento é feito.

Veja valores que são pagos ao comprar e vender ações na B3:

Taxa de Corretagem

A taxa de corretagem é um valor pago pelos investidores à corretora dos ativos. Ou seja, é uma taxa fixa ou um percentual sobre o valor negociado que ficará retido pela empresa que faz a intermediação entre o trader e o investimento.

Taxa de Custódia

Este é um valor que custeia a guarda dos valores investidos. Assim, a taxa de custódia é uma espécie de pagamento à Bolsa de Valores para que ela mantenha seus ativos protegidos.

Impostos

Por fim, ainda podem ser cobrados impostos para fazer os investimentos. O Imposto de Renda é o mais comum e você precisa ficar atento quanto às taxas praticadas conforme volume negociado. Assim, esteja atualizado sobre os emolumentos praticados pela Bolsa de Valores para conseguir calcular seu lucro de investidor com segurança.

Fique sempre bem informado sobre assuntos financeiros aqui no blog da Capital Research. Aproveite para acessar nosso site e descobrir mais sobre como encontrar as melhores oportunidades de investimento de forma gratuita.

Recomendados

Investimentos

Ações preferenciais ou PN: entenda qual a vantagem

Ações preferenciais ou PN são ações com prioridade na distribuição de ...

3 anos atrás

Investimentos

Ativo Circulante e Ativo Não Circulante: principais diferenças e conceitos

...

3 anos atrás

Investimentos

Bacen: entenda o que é e como essa instituição afeta seus investimentos

O Bacen é uma instituição do sistema financeiro responsável por controlar a ...

3 anos atrás