Rentabilidade CDB: conheça quanto o título paga antes de investir

Conhecer a rentabilidade do CDB ajuda você a avaliar se é um bom investimento. Conheça seus indicadores e veja exemplos.

A rentabilidade do CDB é uma das principais dúvidas para quem quer investir no título privado. Afinal, estamos falando sobre os Certificados de Depósitos Bancários, uma aplicação atraente para investidores que desejam segurança, facilidade e boa liquidez.

Se você tem o perfil conservador ou se deseja ter na carteira um título que favoreça a diversificação de ativos, siga a leitura e descubra tudo sobre o papel e como é a sua rentabilidade. 

Acompanhe!

Entendendo a rentabilidade do CDB

Os Certificados de Depósitos Bancários (CDB) são títulos emitidos por bancos privados. Com a sua venda, as instituições captam recursos financeiros no mercado de investimentos.

Dessa maneira, o investidor que compra um CDB “empresta” dinheiro para organizações credoras. Como prêmio, ele é remunerado de acordo com uma taxa de juros aplicada sobre o título.

As principais características desse investimento são:

  • Renda fixa: pode ser pré-fixado, pós-fixado ou ter taxa híbrida
  • Alta liquidez: alguns CDBs têm liquidez diária, podendo ser resgatados no mesmo dia
  • Segurança: é coberto pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC)
  • Tributação: paga Imposto de Renda, na tabela regressiva e Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre resgates anteriores a 30 dias de aplicação.

Como podemos observar, os certificados são considerados ativos de renda fixa. No entanto, suas alíquotas podem variar. Veja, na sequência, como essa taxa trabalha e qual a rentabilidade do CDB para seus investidores.

 

Qual a rentabilidade do CDB prefixado?

O CDB prefixado tem taxas determinadas durante todo o tempo em que o ativo ficar aplicado, até o dia do seu vencimento ou resgate. Assim, o investidor conhece, com exatidão, o valor da remuneração sobre o título.

O cálculo da rentabilidade desse tipo de ativo é o mais fácil. Basta você conhecer a taxa de juros e, dela, retirar os custos com o investimento – como Imposto de Renda e taxas.

 

Qual a rentabilidade do CDB pós-fixado?

Já o CDB pós-fixado é um tipo de ativo que rende juros de acordo com outra taxa. Ou seja, ele é indexado a algum indicador referencial.

É muito comum, por exemplo, que os títulos privados sejam indexados à taxa DI. Ela é a média alcançada dos valores praticados no crédito interbancário e serve como um benchmark de investimentos.

Então, os CDBs pós-fixados e indexados à DI remuneram com valores como 97% do CDI, 100% do CDI ou 107% do CDI. Para descobrir a rentabilidade, é necessário conhecer o valor da taxa DI e, dele, subtrair os gastos com o investimento.

 

Qual a rentabilidade do CDB híbrido?

Por fim, os CDBs híbridos reúnem as duas formas de remuneração: existe uma taxa fixa (prefixada) acrescida a uma variável (pós-fixada). 

Neste caso, a pós-fixada pode ser indexada a alíquotas como o IPCA, índice que mede a inflação no país. A sua rentabilidade, então, deve ser calculada com base na remuneração total paga pelo título. Dela, será preciso diminuir os custos com a aplicação.

Exemplo de rentabilidade mensal do CDB

Considere um investimento de R$ 1.000 em CDB. Após 1 mês de aplicação, o título privado terá a seguinte rentabilidade, em cada um dos ativos:

Pré-fixado:

  • Taxa pré-fixada de 7% ao ano
  • CDB atualizado: R$ 1.005,92
  • IR sobre o Rendimento: R$ 1,33
  • Valor líquido do CDB: R$ 1.004,59
  • Taxa de rentabilidade: 0,46% a.m.

Pós-fixado:

  • Indexador 120% do CDI
  • CDB atualizado: R$ 1.004,30
  • IR sobre o Rendimento: R$ 0,97
  • Valor líquido do CDB: R$ 1.003,33
  • Taxa de rentabilidade: 0,33% a.m.

Híbrido:

  • Remuneração: IPCA + 1,5%
  • CDB atualizado: R$ 1.004,94
  • IR sobre o Rendimento: R$ 1,11
  • Valor líquido do CDB: R$ 1.003,83
  • Taxa de rentabilidade: 0,38% a.m.

Exemplo de rentabilidade anual do CDB

Agora, vamos ver exemplos práticos sobre a rentabilidade do CDB anual. Para isso, considere uma aplicação única de R$ 1.000 durante 12 meses no título privado.

Pré-fixado:

  • Taxa pré-fixada de 7% ao ano
  • CDB atualizado: R$ 1.069,71
  • IR sobre o Rendimento: R$ 12,20
  • Valor líquido do CDB: R$ 1.057,51
  • Taxa de rentabilidade: 5,75% a.a.

Pós-fixado:

  • Indexador 120% do CDI
  • CDB atualizado: R$ 1.069,83
  • IR sobre o Rendimento: R$ 12,22
  • Valor líquido do CDB: R$ 1.057,61
  • Taxa de rentabilidade: 5,76% a.a.

Híbrido:

  • Remuneração: IPCA + 1,5%
  • CDB atualizado: R$ 1.057,86
  • IR sobre o Rendimento: R$ 10,13
  • Valor líquido do CDB: R$ 1.047,74
  • Taxa de rentabilidade: 4,77% a.a.

Rentabilidade do CDB vale o investimento?

O CDB é um ativo seguro de renda fixa. Logo, sua rentabilidade é menor do que investimentos de renda variável – como ações e fundos. Mas, em comparação com outras aplicações de renda fixa, o CDB apresenta rendimento semelhante.

Uma das suas grandes vantagens frente aos demais tipos de aplicação é a alta liquidez. No caso de alguns pós-fixados, por exemplo, a liquidez é diária. Assim, é possível resgatar o investimento a qualquer momento, sem prejuízo à rentabilidade do título.

Por isso, o CDB é uma aplicação indicada para quem deseja investir de forma segura, com remuneração dentro da média e facilidade de resgate. Dentro dessas características de liquidez, é uma ótima opção para fundos de emergência.

Você quer descobrir outras formas de investimento e diversificar sua carteira? Então, veja como investir em renda fixa e variável com a Capital Research e conheça nossas carteiras recomendadas.

Recomendados

Investimentos

CDB e CDI: conheça as diferenças antes de investir

Entenda melhor sobre esses dois tipos de certificado de depósito e como se ...

3 anos atrás

Investimentos

O que é CDB: tributação, rentabilidade e segurança

...

2 anos atrás

Investimentos

Investir em CDB: tudo o que você precisa saber

...

2 anos atrás