Investir em CDB: tudo o que você precisa saber

Investir em CDB é uma das alternativas mais simples da renda fixa. Entenda como comparar e escolher o melhor.

Investir em CDB (Certificado de Depósito Bancário) é uma das principais alternativas para quem está cogitando uma aplicação em renda fixa.

Disponíveis em praticamente todos os bancos e corretoras de valores, os CDBs funcionam como um empréstimo que você faz aos bancos, para que eles financiem suas atividades. Em troca, os bancos devolvem o seu dinheiro com juros, depois do prazo estabelecido em contrato. 

Mas como escolher a melhor opção de CDB? Neste artigo, você vai entender como investir em CDB e o que levar em consideração ao comparar as aplicações oferecidas pelos bancos.

Antes de investir em CDB: como planejar

Antes de investir em CDB e comparar as opções disponíveis no mercado financeiro, você precisa planejar os seus investimentos com atenção. Listamos um passo a passo simplificado a seguir:

Organize a sua vida financeira

Você não deve pensar em investir em CDB se possuir contas vencidas, estiver usando o rotativo do cartão de crédito ou o cheque especial. O primeiro passo é organizar a sua vida financeira, equilibrando receitas e despesas, para depois montar uma reserva de emergência e, só então, pensar em investir.

Defina os seus objetivos

Depois de resolver a sua vida financeira, o primeiro passo é definir os seus objetivos para o dinheiro. Você pode precisar do montante no curto prazo? Tem algum objetivo em mente que o motiva a poupar e investir, como casamento ou viagem?

Defina o prazo para o investimento

Depois de definir os seus objetivos, é hora de escolher um prazo para o seu investimento. CDBs são aplicações de renda fixa com um vencimento que varia de curto prazo, como alguns meses, a médio prazo, como cinco anos. 

Monte uma carteira diversificada

Agora é hora de montar uma carteira diversificada com diversas classes de ativos, respeitando os seus objetivos e o seu grau de aversão ao risco. É nesse momento que você vai tomar a decisão de qual percentual da sua carteira será dedicada à renda fixa e, dentro dessa conjuntura, quanto será destinado a CDBs.

Como investir em CDB: o que analisar

Feito o planejamento para investir em CDB, você já pode avançar para a análise dos papéis emitidos pelas instituições financeiras.

Rentabilidade

A rentabilidade costuma ser um dos primeiros critérios observados por quem está comparando os CDBs, mas ela não pode ser a única. Em geral, há três tipos de rentabilidade:

  • CDB prefixado: você já sabe desde o início quanto vai receber do banco
  • CDB pós-fixado: o rendimento fica atrelado a algum indicador de referência, como o CDI
  • CDB híbrido: mistura uma rentabilidade fixa a outro indicador, como a inflação, medida pelo IPCA.

Como os CDBs envolvem um risco maior do que os títulos públicos, é recomendável que você busque investir em CDB com rendimentos superiores a 100% do CDI. Isso porque 100% do CDI é retorno que você obteria a investir em ativos livres de risco, como títulos do Tesouro Direto.

Em geral, há uma regra simples no que diz respeito à rentabilidade: quanto maior e mais confiável for o banco, menores as chances de ele entregar uma alta rentabilidade. Já bancos e instituições financeiras menores, cujos CDBs podem ser encontrados nas corretoras de valores, tendem a oferecer maiores juros.

Liquidez

A liquidez de um ativo é a capacidade de transformar esse investimento em dinheiro. Para os CDBs, a liquidez varia bastante. 

Em primeiro lugar, é preciso entender que CDBs são títulos de renda fixa com um vencimento estabelecido. Geralmente, é preciso carregar o CDB até essa data de vencimento para ter garantia dos retornos contratados. Outra opção é vender esses papéis antes do vencimento no mercado secundário.

Mas também há CDBs com liquidez diária, ideais para quem está investindo um dinheiro com foco no curto prazo, ou precisa guardar a reserva de emergência. Nesse caso, você tem a garantia de que conseguirá vender o CDB sempre que for necessário. 

A recomendação é comparar a liquidez de cada CDB ofertado e entender se os prazos exigidos são recompensados por uma maior rentabilidade.

Segurança do emissor

Ao investir em um CDB, você se expõe ao risco de crédito da instituição financeira emissora. O risco é a empresa falir e não encontrar condições de devolver o dinheiro emprestado.

Por isso, quanto maior a segurança da instituição emissora, melhor. Mas grandes bancos, por exemplo, tendem a entregar retornos mais baixos, já que são instituições muito sólidas e há menos riscos associados.

Vale lembrar que o CDB possui proteção do FGC ao limite de R$ 250 mil por CPF. Assim, o FGC ressarce até esse valor em caso de falência do banco emissor, por exemplo.  

Valor mínimo de investimento

Outro fator a analisar antes de investir em CDB é o valor mínimo do investimento. Esse montante tende a variar bastante de acordo com o banco e os prazos de investimento, mas há valores para todos os gostos e condições financeiras, partindo de R$ 100, por exemplo.

Vale a pena investir em CDB?

Investir em CDB pode ser uma excelente opção para quem está dando os primeiros passos na renda variável, já que essa é uma das operações mais simples e acessíveis do mercado financeiro.

Além disso, o CDB com liquidez diária é útil para quem está procurando um investimento para a reserva de emergência, já que você garante uma rentabilidade satisfatória para a renda fixa e tem a certeza de que conseguirá transformar o investimento em dinheiro a qualquer momento, em caso de necessidade.

Seja qual for a sua decisão, os CDBs podem compor o portfólio de investimentos de qualquer investidor, desde que atendam os objetivos e façam sentido dentro da estratégia de diversificação da carteira. Dentre as opções de renda fixa, os CDBs estão entre os mais acessíveis, populares e fáceis de investir.

E aí, gostou das dicas? Se você precisa de ajuda para montar a sua carteira de investimentos e quer diversificar, assine a Capital Research e tenha acesso às melhores dicas dos especialistas no mercado financeiro.

Recomendados

Investimentos

CDB e CDI: conheça as diferenças antes de investir

Entenda melhor sobre esses dois tipos de certificado de depósito e como se ...

3 anos atrás

Investimentos

O que é CDB: tributação, rentabilidade e segurança

...

2 anos atrás

Investimentos

Como declarar o investimento em CDB no Imposto de Renda

Tire todas as suas dúvidas sobre como declarar o CDB no seu Imposto de ...

2 anos atrás