Qual é o melhor investimento hoje? Tire suas dúvidas

Quer saber qual é o melhor investimento hoje? Acesse e confira a alternativa ideal para cada prazo e perfil de investidor.

Qual é o melhor investimento hoje? A resposta não é simples e pode até desagradar ao leitor mais apressado: tudo depende do seu perfil de investidor.

Mas não fique desanimado. O mercado financeiro nunca esteve tão desenvolvido como atualmente e não faltam opções para quem deseja alcançar a independência financeira.

Se esse é o seu caso, você veio ao lugar certo. Neste artigo, você vai entender qual é o melhor investimento hoje, pensando em diferentes prazos e objetivos de investimento.

Ao fim da leitura, você será capaz de dar os primeiros passos na montagem do seu portfólio, com a certeza de que está seguindo o melhor caminho para o sucesso. 

Qual é o melhor investimento hoje: perguntas e respostas

Para responder qual é o melhor investimento hoje, é preciso saber, antes, qual o prazo do seu investimento.

Você pretende retirar o dinheiro no próximo ano? O objetivo é casar em três anos, ou você começou a investir para garantir a faculdade dos seus filhos no futuro? Quer deixar os recursos aplicados de forma indefinida, enquanto acumula patrimônio?

Responder essas perguntas é o primeiro passo para tomar uma boa decisão de investimento.

A seguir, vamos detalhar os melhores investimentos para cada caso.

Qual é o melhor investimento para reserva de emergência?

Quando falamos em reserva de emergência, estamos falando necessariamente de um investimento de liquidez imediata. Ou seja: que permita acesso ao dinheiro no dia, ou, no máximo, no dia seguinte.

Entre as opções mais indicadas para o investimento da reserva de emergência estão os títulos públicos de renda fixa, como o Tesouro Selic, e os Certificados de Depósito Bancário (CDBs) com liquidez diária.

A própria caderneta de poupança pode ser uma opção para depositar a sua reserva de emergência, mas ela não tem liquidez diária. Como os rendimentos só entram na data de aniversário, você corre o risco de perder a rentabilidade de praticamente um mês se as datas coincidirem.

Temos, então, como melhores opções:

  • Títulos Tesouro Selic, do Tesouro Direto
  • Fundos de investimento do Tesouro Direto sem taxa de administração
  • Certificados de Depósito Bancário (CDBs) com liquidez diária.

A definição pelo melhor investimento da reserva de emergência vai depender das opções que o seu banco e corretora oferecem. Antes de escolher, não esqueça de comparar taxas, e certifique-se de que o investimento está entre os mais conservadores do mercado. 

Lembre-se: aqui, o importante não é a rentabilidade, mas o acesso imediato ao dinheiro. Ele precisa estar disponível o quanto antes, em caso de necessidade urgente.

Qual é o melhor investimento para seis meses?

Se você tem interesse no curto prazo, em até seis meses, por exemplo, as melhores alternativas são os investimentos em renda fixa.

Isso porque a renda variável pode não dar o retorno esperado – e inclusive gerar prejuízo – em um prazo tão curto.

Mas, como você está olhando para os próximos seis meses, não precisa necessariamente de um investimento com liquidez imediata, como é necessário na reserva de emergência.

Por esse motivo, é possível encontrar investimentos com rentabilidade um pouco superior.

Entre os melhores investimentos para seis meses, podemos citar:

  • Letra de Crédito Imobiliário (LCI)
  • Letra de Crédito Agrícola (LCA)
  • Certificado de Depósito Bancário pós-fixado (CDB)
  • Fundos de Renda Fixa Referenciados DI
  • Títulos do Tesouro Direto.

 

Aqui, é preciso analisar cada opção com atenção, comparando a rentabilidade, o risco, além das taxas envolvidas.

LCI e LCA, por exemplo, são investimentos em títulos privados, para financiar o setor bancário e agrícola. Eles contam com um benefício fiscal, já que não há incidência de imposto de renda.

Já os CDBs pós fixados garantem uma remuneração em cima de uma taxa de referência, o que dá previsibilidade ao investimento.

Por outro lado, nenhum investimento é mais seguro do que os títulos públicos do Tesouro Direto.

Portanto, você precisa comparar cada opção com atenção para escolher o melhor investimento para o seu perfil.

Qual é o melhor investimento para o longo prazo? 

No longo prazo (a partir de cinco anos) e no longuíssimo prazo (mais de 10 ou 15 anos), é difícil superar os retornos que a renda variável oferece.

Ao investir no mercado de ações, por exemplo, você se torna sócio de empresas que geram valor diariamente, e tendem a se valorizar com a passagem das décadas, dependendo, é claro, do setor no qual elas se encontram e da competência em relação aos concorrentes.

De qualquer forma, há diversos estudos que evidenciam a superioridade do investimento em ações na comparação com investimentos conservadores no longo prazo. 

Embora a renda variável possa deixar o seu investimento negativo por um período menor de tempo, no longo prazo o risco se justifica.

Entre as opções de investimento em renda variável, de olho no longo prazo, é possível citar: 

  • Ações
  • Fundos de investimento em ações
  • Fundos de investimento multimercados
  • Fundos de investimento imobiliários
  • Fundos de previdência com exposição à renda variável.

Novamente, a decisão pela melhor opção vai depender do seu nível de conhecimento, do grau de risco que você está disposto a correr e da disponibilidade de tempo para pesquisar e estudar o mercado.

Antes de escolher o melhor investimento hoje 

Embora procurar pelo melhor investimento seja a parte mais excitante na montagem de uma carteira de investimentos, há diversas etapas que você precisa cumprir antes de definir os seus investimentos, se quiser ter sucesso no longo prazo.

Confira, a seguir, o que fazer antes de procurar o melhor investimento. 

Crie reserva de emergência

Montar uma reserva de emergência é o primeiro passo para quem deseja investir.

A reserva de emergência é uma parte do seu capital que ficará investida em investimentos de alta liquidez, que possam ser acessados – conforme o próprio nome diz – em caso de emergência.

Imagine, por exemplo, que você seja demitido. Como vai se sustentar enquanto tenta se recolocar no mercado? É para isso que serve a reserva de emergência: para que você não precise resgatar os seus investimentos de longo prazo caso um evento inesperado ocorra.

Idealmente, o valor dessa reserva deve ser de 3 a 6 meses do seu custo de vida mensal. Dessa maneira, você pode investir com a segurança de que, se ficar sem renda por alguns meses, ainda têm um fôlego para não precisar recorrer aos investimentos.

Pense no portfólio como um todo

Além de criar a reserva de emergência, você precisa desenvolver uma mentalidade em que o portfólio é analisado como um todo, de forma abrangente.

Pensar no portfólio de forma abrangente significa que as suas decisões de investimento vão levar em consideração a sua carteira atual. Você vai expor 20% do seu patrimônio em renda variável, por exemplo, porque sabe que 80% estão distribuídos em ativos de menor risco, que garantem segurança para o patrimônio.

Além disso, se você está montando uma carteira com aportes recorrentes, de olho no longo prazo, não vale a pena ater-se a um pequeno percentual dos seus investimentos e dedicar toda a atenção a isso.

Apenas a visão abrangente vai garantir lucidez para que você sobreviva aos momentos de crise, por exemplo, sem ficar desesperado.

Diversifique seus investimentos

Dentro da ideia de analisar o portfólio de forma abrangente, surge a necessidade da diversificação.

O ditado é antigo, mas continua valendo: nunca ponha todos os ovos na mesma cesta.

A diversificação garante que você ficará exposto a diferentes relações de risco e retorno, o que traz mais resiliência para a sua carteira no longo prazo.

Diversificar significa escolher diversas classes de ativos no momento de pensar a carteira, sem ficar preso a apenas um tipo de investimento.

Embora uma carteira concentrada possa ter benefícios maiores no curto prazo em termos de rentabilidade, a diversificação é uma das principais aliadas do pequeno investidor em períodos mais longos, porque eventuais prejuízos em uma classe de ativos, por exemplo, não afetam todo o seu patrimônio.

Considere a liquidez

Além da diversificação, você precisa estar atento à liquidez dos ativos. Ou seja: o tempo necessário para transformar o investimento em dinheiro de fato.

Investimentos como imóveis, por exemplo, possuem uma liquidez muito baixa. Em caso de necessidade, você precisaria se desfazer do patrimônio por um valor inferior ao que ele vale, só para ter o dinheiro em mãos. Mesmo assim, o processo pode levar semanas até que todos os trâmites sejam concluídos.

Isso significa que, antes de escolher o melhor investimento hoje, você precisa analisar a liquidez da sua carteira de modo geral, para não ficar refém de nenhuma classe de ativos.

Como encontrar o melhor investimento hoje 

Se você está ansioso para encontrar o melhor investimento hoje, a boa notícia é que a internet facilitou não apenas o investimento e a pesquisa por ativos, mas também o contato com profissionais especializados no mercado financeiro.

Na hora de escolher onde investir, nada melhor do que contar com a experiência de quem estuda e acompanha o mercado financeiro todos os dias, concorda?

A Capital Research é uma casa de análise formada por alguns dos mais preparados analistas do mercado, que estão à sua disposição ajudá-lo a construir um portfólio de investimentos.

Entre os benefícios oferecidos nos nossos planos está a Carteira Capital, uma carteira de investimentos focada na acumulação de capital no longo prazo.

A carteira é composta por ativos de Renda Fixa, Ações e Fundos Imobiliários.

Ficou curioso? Conheça nossos planos e dê mais um passo rumo à independência financeira.

Recomendados

Investimentos

10 livros para o investidor sobre mercado financeiro

Opções de leitura não faltam para quem quer investir. Veja lista com 10 livros ...

2 anos atrás

Investimentos

5 melhores podcasts para ouvir e aprender mais sobre negócios

Na Era dos Podcasts não faltam opções para quem está buscando dicas sobre ...

2 anos atrás

Investimentos

5 sites de notícias para acompanhar o mercado

Buscar informações atualizadas e confiáveis é fundamental para entender as ...

2 anos atrás