Planejamento Financeiro Pessoal: saiba como fazer e como pode te ajudar

Entenda melhor como administrar sua verba e cortar os gastos é essencial para seu controle financeiro

Em um cenário econômico em que o índice de inadimplência bateu o recorde, atingindo a marca de 63 milhões de pessoas, saber realizar um planejamento financeiro pessoal não é um mero capricho mas sim uma necessidade para evitar entrar nessa estatística.

Infelizmente, cuidar bem do dinheiro é uma tarefa que grande parte dos brasileiros tem dificuldade em realizar  pois acaba tomando decisões impulsivas, sem se basear em uma análise sobre a real situação entre ganhos e despesas mensais.

Por isso, neste conteúdo mostraremos como fazer um bom planejamento financeiro pessoal e de que formas ele pode te ajudar a manter as suas contas em ordem. Acompanhe a leitura para saber mais sobre o assunto!

O que é planejamento financeiro pessoal?

O planejamento financeiro pessoal consiste, basicamente, no conjunto de ações que definem uma tomada de decisões estratégicas para otimizar o controle entre entrada e saída de dinheiro.

Por meio de ferramentas de gestão como um software, aplicativo ou até mesmo uma planilha do Excel, é possível empregar mais inteligência às suas práticas administrativas, facilitando a realização dos objetivos, com base em seu perfil financeiro.

Quais informações precisam ser levantadas para elaborar um planejamento?

Há uma série de informações importantes que devem ser consideradas na hora de elaborar o seu planejamento pois a situação financeira deve ser devidamente identificada, com a finalidade de estabelecer um equilíbrio entre o que entra e o que sai de capital.

Sendo assim, entre os dados que devem ser abrangidos, podemos citar:

  • despesas mensais — contas de consumo, gastos com alimentação, aluguel, prestações de financiamentos, etc;
  • fontes de renda mensais — salário, rendimentos de aplicações financeiras, lucro de investimentos, etc.

Lembrando que é importante levantar cada mínimo detalhe que integra as suas finanças, por menor que pareça, já que o seu planejamento financeiro pessoal deverá partir do saldo entre as despesas e as fontes de renda.

Por que o planejamento financeiro pessoal é tão importante?

Não importa qual seja a quantia de dinheiro que você movimenta por mês, o planejamento financeiro pessoal é fundamental para qualquer volume monetário. Afinal, é com a organização das finanças que você pode analisar as possibilidades para otimizar seus ganhos através de investimentos, por exemplo.

Em nosso país, infelizmente, pouco se fala sobre como cuidar do dinheiro. Nem mesmo nas escolas nos deparamos com projetos significativos desenvolvidos por profissionais e educadores especializados para ensinar como administrar as finanças desde cedo.

E o reflexo disso é a realidade da economia do Brasil que, apesar de ser um dos países mais desenvolvidos do mundo, tem também um dos maiores índices de inadimplência da atualidade.

Dado o contexto, o planejamento financeiro pessoal mostra-se como uma ferramenta indispensável para quem deseja fugir dessa realidade e alcançar um nível satisfatório de estabilidade.

Como elaborar uma planilha de planejamento no Excel para facilitar o controle financeiro?

Hoje em dia, há uma grande variedade de recursos que auxiliam na gestão das contas pessoais e empresariais. No entanto, as planilhas do Excel, por serem simplórias, ainda são a preferência de muitas pessoas.

Se você gosta de uma organização minuciosa para ter total controle da situação financeira, pode criar uma tabela apenas com as despesas, separando-as em categorias, como:

  • despesas fixas — aquelas que não podem ser cortadas, como contas de consumo (água, luz, internet), aluguel, escola dos filhos, faculdade, etc;
  • despesas variáveis — aquelas que sofrem variações de um mês para outro e, com um certo esforço, podem até ser reduzidas, como alimentação fora de casa, lazer, gastos supérfluos, etc;
  • gastos não planejados — aquelas que surgem sem que possamos prever, como despesas médicas, manutenção do veículo, manutenção do imóvel, etc.

Então, você pode fazer outra planilha apenas com as entradas de dinheiro do mesmo mês, como os lucros da empresa, o salário, rendimentos de aplicações, entre outras.

Feito isso, você terá o valor total de despesas e o valor total de receitas mensais. Dessa forma é possível não apenas saber com quanto de dinheiro você está fechando o mês, como também onde pode cortar gastos ou aumentar os lucros.

Falando em aumentar os lucros, vale a pena destacar que uma das formas de alavancar seu planejamento financeiro pessoal é realizando algum tipo de investimento no mercado financeiro. Para saber sobre as oportunidades disponíveis mais adequadas ao seu perfil, acesse a Capital Research.

Aplicativos para dispositivos móveis que ajudam no planejamento

 

Meu Dinheiro

Meu Dinheiro é um sistema que permite ao usuário realizar uma análise profunda sobre suas finanças, incluindo o controle dos saldos, a gestão dos gastos com cartão de crédito e o registro de despesas específicas.

O ponto mais interessante é que ele ajuda na definição de objetivos financeiros de médio e longo prazo, proporcionando uma visualização de metas de forma clara e intuitiva.

Disponível para download nas plataformas Android e iOS.

 

Organizze

Este é um organizador financeiro muito eficiente, pois oferece um resumo geral de sua vida financeira, apresentando de perto todos os gastos e receitas, o que é essencial para quem deseja cortar custos e aumentar o lucro.

Com uma navegação intuitiva, nele é possível gerenciar as contas, consultar extratos e faturas, além de lançar gastos recorrentes, como compras parceladas, que são adicionadas automaticamente pelo sistema.

Disponível para download nas plataformas Android e iOS.

 

Mobills

Neste aplicativo, o usuário pode categorizar as despesas e receitas, como se fosse uma planilha do Excel, mas com a vantagem de que há o acesso a gráficos e relatórios personalizados na tela do smartphone, o que é ótimo para as suas metas financeiras.

Disponível para download nas plataformas Android e iOS.

Como a disciplina monetária é importante para um bom planejamento?

Antes de concluirmos este conteúdo, é necessária destacar que sem uma disciplina monetária, o planejamento financeiro pessoal se torna ineficiente. O que queremos dizer é que não adianta organizar todas as finanças e não ter uma vida financeira responsável e regrada.

Para alcançar objetivos, muitas vezes é preciso fazer alguns sacrifícios e cortar despesas. Sendo assim, pondere os seus gastos e veja o que é essencial e o que é supérfluo. Além disso, evite gastar mais do que você ganha pois esse é um dos principais motivos pelos quais o brasileiro é um dos povos mais endividados do mundo.

Esperamos que com este conteúdo você tenha aprendido a montar um bom planejamento financeiro pessoal e entendido por que ele é tão importante. Se quiser receber mais dicas sobre organização financeira e investimentos no mercado econômico, não deixe de conferir as outras postagens do blog da Capital Research!

 

Recomendados

Investimentos

Mercado Financeiro: tudo que você precisa saber sobre e como funciona

Entenda melhor sobre a bolsa de investimentos e sua utilidade nos negócios, assim ...

3 anos atrás

Investimentos

Renda Fixa: tire todas as suas dúvidas e entenda como funciona

Saiba tudo sobre Renda Fixa, vantagens, desvantagens e entenda se vale a pena ou ...

3 anos atrás

Investimentos

SELIC: guia completo sobre a taxa básica de juros da economia brasileira

Aprenda tudo sobre a taxa SELIC, quanto vale atualmente e porque você deve te-la ...

3 anos atrás